Início FIA Fórmula 2 FÓRMULA 2 – Zhou, líder do campeonato! – GP do Bahrein –...

FÓRMULA 2 – Zhou, líder do campeonato! – GP do Bahrein – 2021

166

 4 min de leitura

Fonte: Twitter @Formula2

Depois do “quase” da corrida 2 de sábado, Guanyu Zhou se vale da regularidade – e de um pouco de sorte – para vencer a primeira Feature Race da temporada! Saindo da pole, o piloto chinês da Academia da Alpine perdeu a liderança logo na largada, mas manteve um bom ritmo enquanto gerenciava o gasto dos pneus e conseguiu recuperar a ponta do pelotão com pouco mais de 5 voltas restantes, e teve a breve ajuda do Virtual Safety Car para levar sua UNI-Virtuosi à primeira vitória do ano.

FEATURE RACE

Lundgaard pulou para a liderança já na largada, com Zhou tentando manter a posição contra o carro da ART enquanto se defendia de Drugovich. Shwartzman, que vinha da P11, não conseguiu frear na entrada da T4 e acabou batendo em Roy Nissany, causando a primeira bandeira amarela (e o primeiro Safety Car) do dia.

A saída do carro de segurança foi seguida pela briga entre Drugovich e Lundgaard pela liderança. Piastri, que saiu da 7ª colocação, mostrava o bom desempenho da Prema ao alcançar a terceira colocação – e, mais tarde, a segunda – com Zhou em quarto.

A corrida esquentou novamente na volta 13, quando Piastri aproximou forte de Lundgaard e conseguiu a ultrapassagem na T1, assumindo a liderança. Com mais de 30% da prova completados, os pilotos começaram suas estratégias de trocas de pneus, com o próprio Lundgaard sendo o primeiro a parar.

Algumas voltas depois, Gianluca Petecof teve problemas com o sistema de extintor de incêndio do carro e foi obrigado a abandonar a prova no final da reta principal. Com sua Campos Racing em posição perigosa, o Virtual Safety Car foi acionado, e Piastri aproveitou para fazer sua troca de pneus. Armstrong seguiu a mesma estratégia e voltou na liderança da corrida, porém sem conseguir manter a posição após a relargada.

A volta 21 trouxe uma chuva de punições: Vips (vantagem indevida ao sair da pista); Lundgaard, Drugovich, Viscaal e Sato (não respeitar o VSC) receberam segundos adicionais ao seu tempo de prova. Zhou, que começava a recuperar posições, já figurava na quarta posição, seguindo o companheiro de equipe de perto. Foram necessárias 7 voltas para que o piloto chinês voltasse a liderança após boa ultrapassagem sobre Verschoor, na reta logo após a saída dos boxes.

Na volta 30, outro VSC: Piastri e Ticktum se tocaram enquanto disputavam a P3, com o vencedor da segunda corrida de sábado abandonando a prova. O sistema de segurança foi liberado na penúltima volta, quando Ticktum – que estava sob investigação pelo acidente – aproveitou um erro de Verschoor para assumir a segunda colocação, porém sem conseguir chegar na UNI-Virtuosi de Zhou.

Os Brasileiros: Drugovich, que chegou a disputar a liderança da corrida, terminou em 9º após a punição de 5 segundos. Samaia, apagado na corrida principal, terminou na 16 posição. Petecof, sofrendo com um dos piores carros do grid, abandonou na volta 15.

Fonte: Twitter @fia

DESTAQUES DO FIM DE SEMANA

+ Oscar Piastri: estreante, o campeão da F3 de 2020 foi bastante consistente ao longo do final de semana. Vencendo a corrida 2, disputou o Top 3 da Feature Race até o final, mas foi o mais culado pelo incidente com Ticktum.

+ Liam Lawson: vencedor da primeira Sprint Race e terceiro colocado no domingo, Lawson é uma daquelas “gratas surpresas” para a RedBull. Depois da trajetória meteórica de Tsunoda, a empresa de energéticos deve acompanhar de perto o neozelandês, que pode surgir como uma opção para a AlphaTauri nos próximos anos.

+ Guanyu Zhou: de todo o grid, Zhou é o que possui a maior responsabilidade no campeonato. Ficando muito próximo de ser chamado pela Renault para fazer parte do projeto Alpine, foi preterido por Ocon e Alonso. Sob o atendo olhar do Professor Prost, pode definir seu futuro na F1 se manter os desempenhos regulares como deste fim de semana.

± Dan Ticktum: como dito no texto de apresentação dos pilotos e equipes, Ticktum tem habilidade e todos conseguem vê-la. Sua reputação não é das melhores com parte dos fãs, e se envolver em dois acidentes extremamente parecidos no mesmo final de semana não ajuda muito. Em compensação, sua agressividade sadia no domingo e o consequente resultado mostra o motivo da confiança da Williams em seu trabalho.

– Robert Shwartzman: envolvido no acidente que tirou Ticktum da SR2 e no abandono de Roy Nissany no domingo, o piloto da Prema viu o novato Piastri dar show de ultrapassagens e conseguir sua primeira vitória na categoria. Tendo disputado o título da temporada passada e pilotando pela atual campeã, o piloto da Academia Ferrari precisa de desempenhos bem superiores aos exibidos neste final de semana se estiver mirando uma promoção à F1.

– Felipe Drugovich: vítima indireta do incidente de Ticktum e Verschoor na primeira corrida de sábado, Drugo “se emocionou” com a tentativa de ultrapassagem em Lawson na SR2 e acabou pagando pelo erro com uma punição. Se os carros da UNI-Virtuosi pareciam ter um bom ritmo neste final de semana, o paranaense viu seu companheiro sair da primeira etapa como líder do campeonato, e precisa “virar a chave” nas próximas corridas. Felipe tem habilidade e capacidade suficientes para mostrar que o Bahrein não passou de um dia ruim no trabalho e voltar a brigar pelo Top 3.

A próxima corrida será no histórico circuito de Monte Carlo. O Principado de Mônaco receberá a F2 entre os dias 19 e 21 de maio.

Fonte: fiaformula2.com
Fonte: fiaformula2.com