Início Destaque FÓRMULA 3 – Detalhes gerais sobre a categoria – 2021

FÓRMULA 3 – Detalhes gerais sobre a categoria – 2021

1519

 5 min de leitura

Fonte: fiaformula3.com

Antes do glamour da F1, pilotos do mundo inteiro buscam “seu lugar ao Sol” por diversas categorias “de base”. A “FIA Global Pathway from Karting to Formula One” é considerada como a “progressão padrão” para aqueles que iniciam a carreira nos campeonatos de karting (hoje sancionados pela Comissão Internacional de Karting, CIK) – mas esse é assunto para um post futuro – até chegar à F2, considerada o último degrau antes da Super Licença (e já falamos da categoria nesse post aqui).

Porém, vale dedicar um texto exclusivamente para a FIA Formula 3. Considerado como o primeiro campeonato de nível internacional nas ‘categorias de acesso’, já com regras e equipamentos que buscam maior similaridade com a F2, foi resultado da combinação entre a GP3 Series e a European F3. É nesse nível que ocorre o famosíssimo GP de Macau, considerado como um evento à parte e que mereceu até um nome próprio: FIA F3 World Cup.

Com a chegada da F1TV Pro ao Brasil e o maior interesse do Grupo Bandeirantes em exibir categorias além da F1, vamos conhecer mais detalhes sobre o campeonato que começa neste fim de semana – e que o Tomada de Tempo também irá acompanhar!

HISTÓRICO

Como esperado, a bagagem histórica da categoria é tão pesada quanto da F2. O campeonato surge lá em 1950, novamente como uma forma de economizar custos em comparação com a F1. Em 1975 adotou o nome FIA European Formula 3 Championship, o qual durou 9 anos, antes de virar a FIA European Formula 3 Cup – que vigorava com formato de evento único e teve vencedores como Gianni Morbidelli, Alex Zanardi, Anthony Davidson e Ryan Briscoe (sim, aquele da Nascar).

A fusão entre os campeonatos de F3 francês e alemão deu origem à Formula 3 Euro Series, o que acabou atraindo maior interesse do que o evento único promovido na F3 Cup – causando sua extinção em 2004. A F3 Euro Series durou até 2012, e teve campeões que são nomes conhecidos do público até hoje como Hamilton, Paul di Resta, Grosjean, Hülkenberg, Vettel e Nico Rosberg. Naquele ano, a FIA decidiu incorporar o campeonato no “recriado” FIA Formula 3 European Championship enquanto outro campeonato – a GP3 Series – acontecia em paralelo desde 2010 – contando com campeões como Esteban Ocon, Felix Rosenqvist, Lance Stroll, Lando Norris e Mick Schumacher.

Por fim, em 2019 a FIA resolve unificar ambas as competições e pavimentar o penúltimo degrau antes da F1, criando assim a FIA Formula 3 Championship.

ESPECIFICAÇÕES

Fonte: fiaformula3.com

Tal qual a F2, a F3 tem o propósito de ser mais barata e acessível para equipes e pilotos de todo o mundo sem prejudicar a competitividade. Assim como a categoria acima, os carros são idênticos para todos os pilotos (com chassis Dallara e motor V6 Mecachrome de 380 HP), conseguem atingir até 300 km/h e também possuem DRS e Halo, além de diversos sistemas de proteção também utilizados na F1 e F2.

REGULAMENTO

Se você lembra de como funciona a Formula 2, já sabe como serão as corridas de F3: 45 minutos de treino livre e meia hora de classificação na sexta, com duas corridas no sábado e uma no domingo (todas de 40 minutos).

A regra da classificação funciona assim:

  • O resultado oficial do treino classificatório será utilizado para o GRID DE LARGADA da CORRIDA 3 (Domingo).
  • Com base neste resultado oficial do treino classificatório e com a inversão dos 12 primeiros, forma-se o GRID DE LARGADA da CORRIDA 1 (Sábado).
  • E para a CORRIDA 2 (Sábado), o GRID DE LARGADA é formado pelo RESULTADO FINAL da CORRIDA 1 (Sábado), invertendo-se também o TOP12.

As pontuações também são parecidas: Corrida 1 e Corrida 2 terão os 10 primeiros pontuando (15, 12, 10, 8, 6, 5, 4, 3, 2, 1), enquanto a Corrida 3 segue a mesma sequência da F1 – 25, 18, 15, 12, 10, 8, 6, 4, 2, 1. Em cada corrida serão concedidos 2 pontos adicionais para o piloto que fizer a volta mais rápida – exclusivamente se este estiver no Top 10.

Sobre os pneus: 5 jogos de pneus para pista seca e 2 conjuntos para pista molhada para todos os pilotos.

CALENDÁRIO

Para nossa alegria (e sono): as provas não coincidem com a F2! Compartilhando os traçados da Formula 1, serão 7 etapas (com 3 corridas por etapa):

Fonte: fiaformula3.com

Além disso já foi confirmado que, em 2021, teremos o retorno do GP de Macau. A data ainda é incerta, mas fontes indicam que o evento deve acontecer entre 19 e 21 de novembro.

Novamente: transmissão através do canal fechado do Grupo Bandeirantes, o BandSports, e pelo F1TV Pro.

EQUIPES E PILOTOS

O Marcelo já nos antecipou, nesse post aqui, o nome das 10 equipes e 30 pilotos que começam a temporada 2021.

Falando das equipes, temos muitos nomes já conhecidos da F2: Prema, Trident, ART, Hitech, HWA Racelab, MP Motorsport, Campos, Carlin (em parceria com a Buzz) e Charouz. A grande novidade aqui é a Jenzer Motorsport, equipe suíça fundada em 1993 e que disputa a categoria desde a extinta GP3 Series.

Sobre os pilotos, vários já são afiliados de alguma Academia de Pilotos de Red Bull, Ferrari e Alpine. Temos sobrenomes famosos também, como nos casos de Arthur Leclerc (irmão de Charles), Jack Doohan (filho de Mick, pentacampeão e lenda da MotoGP), David Schumacher (filho de Ralf) e Matteo Nannini (filho do ex-piloto Alessandro). Além disso, teremos os brasileiros Caio Collet e Enzo Fittipaldi (este anunciado poucos dias antes do início da temporada) na MP e Charouz, respectivamente.

Para a temporada, vale ficar de olho em alguns nomes que tiveram destaque recentemente:

  • Arthur Leclerc/Prema, que foi vice-campeão da Formula Regional European Championship (perdendo para o brasileiro Gianluca Petecof, que hoje está na F2);
  • Frederik Vesti/ART, quarto colocado geral da F3 na temporada passada;
  • Juan Manuel Correa/ART, ex-piloto da F2 que esteve envolvido no fatídico acidente de Spa;
  • Jak Crowford/Hitech, vice-campeão da ADAC F4 alemã em 2020;
  • Ayumu Iwasa/Hitech, campeão da F4 francesa em 2020 e 8º colocado na F3 asiática em 2021;
  • Oliver Rasmussen/HWA, 3º colocado na Regional Europeia de 2020;
  • Victor Martins/MP, campeão da Formula Renault Eurocup no ano passado;
  • Kaylen Frederick/Carlin Buzz, atual campeão da F3 britânica;
  • Jonny Edgar/Carlin Buzz, campeão de 2020 da ADAC F4 alemã;
  • Pierre-Louis Chovet/Jenzer, vice-campeão da F3 asiática de 2021;
  • Logan Sargent/Charouz, 3º colocado na F3 em 2021 e que brigou pelo título até o final da temporada.

A temporada começa já nessa sexta-feira, e o Tomada de Tempo vai acompanhar tudo!

Artigo anteriorFÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da Espanha – 2021
Próximo artigoPROGRAMAÇÃO DA TV/INTERNET – Corridas transmitidas no final de semana – 07 a 09/05/2021