Início Fórmula 1 FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da...

FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da Espanha – 2021

920
(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Confira o que pilotos e chefes de equipe esperam da primeira etapa consecutiva do campeonato.

De forma consecutiva, logo após o final de semana do GP de Portugal, a Fórmula 1 realizará entre os dias 7, 8 e 9 de maio o Grande Prêmio da Espanha, a quarta prova da temporada 2021, no recém-alterado Circuito Internacional de Barcelona-Catalunha.

Essa corrida, em especial, será a disputa em casa para os pilotos Fernando Alonso e Carlos Sainz. Esses competidores buscarão, mais do que nunca, finalizar bem para alegrar os fãs espanhóis.

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Devido a restrições de saúde e segurança contra o coronavírus, os organizadores do GP conseguiram aprovação para receberem público presencial no autódromo, com o número máximo de 1000 pessoas.

Todos os espectadores deverão seguir os rigorosos e conhecidos protocolos de segurança contra o coronavírus, como usar máscaras em todo o tempo, medir temperatura corporal e não consumir alimentos ou bebidas no local.

Abaixo, saiba o que os pilotos e chefes de equipe, que se manifestaram, esperam do GP espanhol, em ordem decrescente da classificação atual do campeonato de construtores.

Mercedes (101 pts)

(Foto: Mercedes/Divulgação)

Lewis Hamilton #44: Não comentou.

Valtteri Bottas #77: Não comentou.

Toto Wolff (chefe da equipe): Eventos consecutivos trazem mais intensidade ao calendário e também significam que não temos que esperar muito pela próxima dose de ação na pista. É uma perspectiva excitante depois de outra corrida acirrada no fim de semana passado, em Portugal.

O Circuito de Barcelona-Catalunha é um verdadeiro desafio, com uma mistura de vários tipos de curvas e retas, tornando-se um verdadeiro teste para o carro. É um autódromo onde gerir os pneus traseiros é fundamental para um bom desempenho e esse não tem sido o nosso ponto forte nesta temporada. Também houve algumas modificações no layout da pista deste ano. Então, estamos curiosos para ver como o W12 se comporta lá.”

Red Bull Racing (83 pts)

(Foto: Red Bull Racing/Divulgação)

Max Verstappen #33: Acho que pode ser uma boa pista para nós, mas a batalha será acirrada de novo. Vai depender apenas de quem encontrar a melhor configuração para o carro.”

Sergio Perez #11: Não comentou.

Christian Horner: Não comentou.

Mclaren (53 pts)

(Foto: Mclaren F1 Team/Divulgação)

Lando Norris #4: “Sem dúvidas, estou animado para correr a Espanha. Parece que estamos em boa forma no momento, então vamos tentar manter isso, continuar marcando pontos e essas coisas. Ainda é cedo no campeonato, então mais um fim de semana como Portugal seria bom.

“Precisamos continuar trabalhando e conseguir um bom resultado na qualificação. Veremos o que podemos fazer e como o carro vai se comportar lá, mas estou confiante de que podemos fazer uma boa corrida.”

Daniel Ricciardo #3: Tendo passado por dois circuitos únicos em Ímola e Portimão, vai ser bom fazer algumas voltas num circuito que conheço e bem. Todas as equipes fazem muitos testes em Barcelona, ​​por isso sabemos exatamente o que esperar desde o início.

“Ter familiaridade com o circuito e os altos níveis de aderência deve significar que posso realmente extrair o máximo do carro e não ter muito com o que me preocupar. Estou me sentindo cada vez mais confortável com cada distância de corrida, então estou bastante empolgado para ver o que podemos fazer nas próximas provas.

Andreas Seidl (chefe da equipe): Depois de uma grande recuperação de um sábado complicado em Portimão, partimos para o Grande Prêmio da Espanha com o objetivo de ter um fim de semana um pouco mais tranquilo. Como sempre, a qualificação é uma parte importante, principalmente no Circuito de Barcelona-Catalunha, onde as ultrapassagens podem ser difíceis.

“Fizemos um forte início de temporada, mas sabemos que não devemos ser negligentes, especialmente quando vemos como a competição está acirrada. Lando teve um ótimo início de ano e continua em boa forma, enquanto Daniel está realmente começando a mostrar sua confiança no carro. Estamos ansiosos para ver o que ele pode fazer quando estiver totalmente confortável.

Ferrari (42 pts)

(Foto: Scuderia Ferrari/Divulgação)

Charles Leclerc #16: Não comentou.

Carlos Sainz #55: Estou decepcionado, pois acho que tínhamos uma boa oportunidade de marcar pontos em Portugal. Vamos analisar a corrida, aprender com a estratégia, pneus e com o comportamento do carro, para tentarmos finalizar em melhores posições na Espanha.”

Mattia Binotto (chefe da equipe): Em apenas alguns dias, estaremos de volta à ação na Espanha. Numa pista muito exigente como o circuito Barcelona-Catalunha, teremos de estar preparados ao máximo para aproveitar da melhor forma possível o nosso potencial ao longo desse final de semana.

Alpine (13 pts)

(Foto: Alpine F1 Team/Divulgação)

Fernando Alonso #14: Estou ansioso para voltar a correr na Espanha. Uma corrida especial no seu país é sempre algo incrível e tenho boas lembranças de Barcelona. É um circuito que todos nós, pilotos, conhecemos bem, já que normalmente fazemos nossos testes de pré-temporada lá, além de corrermos no Grande Prêmio durante a temporada. É uma pista desafiadora com muitas curvas de alta velocidade.

“A corrida também é consecutiva com Portugal, por isso é bom manter o ritmo. É tradicionalmente uma pista onde é bastante difícil de ultrapassar, por isso a qualificação será muito importante. Veremos onde estaremos e desejamos um fim de semana positivo com mais alguns pontos na classificação.

Esteban Ocon #31: Barcelona é um circuito desafiador, mas conhecemos muito bem. Tem sido o local de testes por muitos anos, especialmente durante minha carreira na Fórmula 1, então é um lugar onde eu dei muitas voltas. Os setores 1 e 2 são rápidos e exigentes, e os pneus esquentam bem nas longas curvas 3 e 9. O setor final é complicado porque é uma velocidade lenta e nesse ponto da volta você tende a perder um pouco de aderência.

“Foi muito bom lutar com a Ferrari e a McLaren [em Portugal], mas devemos ter como objetivo fazer isso de forma consistente e, claro, vencê-los. Vamos ver o que podemos fazer neste fim de semana. Será interessante ver como o carro se sai lá.

Marcin Budkowski (diretor executivo da equipe): Barcelona é o circuito de referência padrão na Fórmula 1. Sua combinação de curvas de baixa, média e alta velocidade significa que ele destaca muito bem os pontos fortes e fracos dos carros. Temos pequenas coisas a fazer devido a alguns testes bem-sucedidos em Portimão, onde melhoramos algumas áreas específicas do carro.

“Há mais por vir e, em geral, continuaremos a trazer melhorias de desempenho para o A521 nas próximas corridas, antes de mudarmos totalmente o nosso foco para 2022. Atrás de uma prova forte, em que mostramos bom ritmo e alcançamos um resultado de pontos duplos, queremos aproveitar este momento.

“Historicamente, Barcelona não tem sido uma das nossas pistas mais proveitosas, assim como foi em Portugal no ano passado, por isso vamos tentar confirmar o nosso progresso colocando os dois carros no 3º trimestre e buscando marcar mais pontos.”

AlphaTauri (9 pts)

(Foto: Scuderia AlphaTauri/Divulgação)

Pierre Gasly #10: Passando para a Espanha, será a primeira vez que não iremos comparar como o carro evoluiu desde os testes de inverno lá. Não é uma pista ruim, mesmo sabendo que no domingo, não é a mais fácil de ultrapassar. Significa que a qualificação é muito importante e, até agora, conseguimos ter algumas tardes de sábado muito boas, o que é encorajador. Devemos nos concentrar em tentar garantir que nossos domingos sejam melhores.

“O layout da pista mudou na curva 10, então será interessante ver o efeito que isso tem na volta. O que vimos é que o carro tem funcionado bem nas primeiras corridas e sempre dizem que Barcelona oferece um bom teste de como realmente é o seu carro. Como será a quarta corrida da temporada, já teremos uma ideia melhor de como ele se sai em vários tipos de pistas e onde estamos em relação às outras equipes. A chave agora é garantir que façamos uma boa qualificação para buscar uma pontuação maior.

Yuki Tsunoda #22: Depois de Portugal, a próxima parada é a Espanha. No ano passado, terminei em quarto lugar nas duas corridas de Fórmula 2 em Barcelona. A gestão dos pneus é um dos fatores mais importantes nessa pista, mesmo na qualificação, porque não se quer matar os pneus no Setor 1 e depois não ter os pneus no Setor 3 para obter um bom tempo de volta.

“Gosto desta pista, por isso estou ansioso para correr nela pela primeira vez em um carro de Fórmula 1. Eu a conheço bem, então estou bastante confiante de que posso ir rápido desde o TL1.” 

Aston Martin (5 pts)

(Foto: Aston Martin/Divulgação)

Lance Stroll #18: Apesar do resultado em Portugal, aprendemos mais sobre o desenvolvimento do AMR21. Vimos como é crítico extrair o máximo do carro – especialmente no apertado e imprevisível pelotão intermediário. Vamos buscar pontos novamente neste final de semana na Espanha.

Sebastian Vettel #5: Para esse GP, terei a atualização que Lance usou em Portugal. Ele considerou como promissora, por isso, estou ansioso para experimentá-la pessoalmente. Olhando para a última corrida, é claro que temos um ritmo de corrida melhor do que o desempenho de uma única volta, então vamos tentar fazer melhorias no sábado para nos dar a melhor chance de pontos.

“Todos nós sabemos que as tardes de domingo em Barcelona podem ser difíceis de ultrapassar, por isso é importante maximizar as nossas oportunidades sempre que possível.

Otmar Szafnauer (chefe da equipe): Não comentou.

Alfa Romeo Racing (0 pts)

(Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

Kimi Raikkonen #7: Mais uma corrida significa mais uma chance de ter um bom resultado, algo de que estivemos muito perto nos eventos de abertura da temporada. Não estamos a quilômetros de distância, estamos bem no meio dessa batalha e podemos lutar com qualquer um no pelotão do meio. Isso se fizermos nosso trabalho direito e tivermos um pouco de sorte, que perdemos até agora nesta temporada.”

Antonio Giovinazzi #99: Precisamos aproveitar os aspectos positivos das nossas últimas performances e usá-los como um incentivo para irmos melhor nas próximas corridas. Sabemos que estamos em uma luta muito acirrada e podemos voltar para casa com resultados realmente bons se as coisas correrem do nosso jeito.

Frédéric Vasseur (chefe da equipe): “Agora, precisamos transformar o nosso desempenho em pontos na Espanha. Sabemos que precisamos de um fim de semana impecável para superar as outras equipes do pelotão intermediário e estamos determinados a fazer exatamente isso.

Williams (0 pts)

(Foto: Williams Racing/Divulgação)

George Russell #63: “Estou ansioso para voltar a Barcelona; os primeiros dois setores são rápidos e fluidos, o que os tornam excelentes para se percorrer. Quando você chega ao setor final é bastante lento e não oferece nenhuma oportunidade de ultrapassagem,, mas também será interessante ver como a mudança da Curva 10 vai afetar a direção e a corrida.

Nicholas Latifi #6: Depois de um fim de semana difícil em Portugal, estou pronto para reiniciar e focar na próxima corrida. Acho que Barcelona normalmente tem condições climáticas mais estáveis ​​do que vivenciamos em Portugal, então espero que isso se traduza em um melhor desempenho. Do lado pessoal, quero tentar entender o que deu errado no fim de semana passado para que possamos corrigir isso e começar a correr melhor em Barcelona.”

Roy Nissany #45 (piloto de testes e desenvolvimento): Mal posso esperar para voltar a pilotar o carro. Barcelona foi a minha primeira sessão de Treino Livre 1 no ano passado e fizemos muitos progressos desde então. Por isso, estou ansioso por demonstrá-los na pista. É ótimo experimentar as etapas de desenvolvimento cada vez que entro no carro.

Haas (0 pts)

(Foto: Haas F1 Team/Divulgação)

Mick Schumacher #47: Acho que correr no circuito de Barcelona-Catalunha não é uma vantagem para mim. Em primeiro lugar, porque acho que todo mundo está pilotando e cada equipe praticamente faz sua base lá. Em cada simulador que você vai, a pista que se começa é Barcelona e, assim, todos os pilotos têm muita experiência nela.

Nikita Mazepin #9: É muito bom ir a um circuito em que corri nos últimos anos. Conheço as zonas de frenagem, sei onde ir com a potência e onde diminuir a velocidade. Definitivamente, diminui alguns desafios, mas ao mesmo tempo eu corri na Fórmula 2 com todos os caras que vão lá, então eles vão sentir o mesmo. Mesmo assim, não estou prestando muita atenção a essas coisas este ano. Estou apenas curtindo meu tempo e os passos que estamos dando como equipe.

Guenther Steiner (chefe da equipe): Não comentou.

NOVIDADES PARA O GP

Robert Kubica (Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

A Alfa Romeo anunciou na última terça-feira (4) que o piloto reserva da equipe, Robert Kubica, irá participar da primeira sessão de Treinos Livres (TL1) do GP da Espanha, à bordo do C41. A escuderia italiana também confirmou que o polonês será o primeiro membro da Alfa Romeo a testar os novos pneus Pirelli de 18 polegadas, estes que serão utilizados a partir da temporada 2022.

Roy Nissany (Foto: Williams Racing/Divulgação)

O Grande Prêmio da Espanha é uma das etapas da temporada em que as equipes fazem testes e desenvolvem novas atualizações a serem usadas durante o ano. Além de Kubica, o piloto de testes da Williams, Roy Nissany também participará do Treino Livre 1 na sexta-feira.

Circuito Internacional de Barcelona-Catalunha (Imagem: Fórmula 1/Divulgação)

O Circuito Internacional de Barcelona-Catalunha possui 4.675 km de comprimento, recebe GPs da F1 desde 1991 e a corrida terá um total de 66 voltas. Essa pista tem como características principais a predominância de setores de média a alta velocidade e uma grande variedade de curvas, o que torna o acerto do carro algo desafiador e trabalhoso para as equipes.

Apesar de ser um autódromo que costuma receber a Fórmula 1, o recorde de volta mais rápida se encontra nulo, pois o traçado sofreu alterações em seu layout, especificamente na curva 10, que foi encurtada. O piloto que fizer a volta mais rápida nesse final de semana será o novo recordista de menor tempo do circuito.

O favorito à vitória no território espanhol é Lewis Hamilton, vencedor das últimas quatro edições desse GP (2017, 2018, 2019 e 2020).

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

A corrida acontecerá no próximo domingo, dia 9 de maio, às 10h (horário de Brasília), e será transmitida ao vivo pela Rede Bandeirantes de Televisão.

Entrevistas disponibilizadas pela assessoria de imprensa de cada equipe.