Início Moto GP MOTO GP – Quente! Quente! Tribunal rejeita pedido de Valentino Rossi

MOTO GP – Quente! Quente! Tribunal rejeita pedido de Valentino Rossi

33

 3 min de leitura

46-rossi_gp

E a espera acabou! O Tribunal Arbitral Esportivo (CAS em Inglês), acabou de proferir a sentença! REJEITOU o pedido de suspensão da penalidade feito pelo Valentino Rossi. Entenda melhor o caso lendo nossa chamada para o GP de Valência! Clique aqui!

Mas em resumo, Rossi recebeu punição pela “colisão” polêmica com Marc Márquez no GP da Malásia. Pelas regras e agora, em definitivo, pela manutenção da pena, o piloto largará no final do GRID no GP de Valência neste próximo final de semana.

Rossi entrou com pedido de revisão da pena no tribunal semana passada, mas a corte entendeu que o pedido do italiano para suspender a execução da pena não cumpriu os requisitos necessários. Para piorar a situação de VR46, o CAS é a instância máxima nestes casos e não existe a quem recorrer!

Em nota enviada à imprensa, o tribunal explicou a decisão:

“O Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou o pedido de Valentino Rossi de suspender a execução da decisão dos comissários da FIM. Assim, a decisão dos comissários de penalizar em três pontos na carteira de Valentino Rossi, após o acidente com Marc Márquez durante o GP da Malásia permanece. Rossi vai iniciar a próxima corrida na última posição do grid”.

Em relação ao formato da punição, o CAS explica:

“Após a prova na Malásia, a direção de prova julgou que Rossi abriu a trajetória para forçar Marc Márquez sair da linha, resultando em um contato, que causou a queda de Márquez. A FIM impôs três pontos de punição na carteira do piloto. Como Valentino Rossi já tinha um ponto de punição, esta decisão o leva para quatro pontos de punição. Com base no regulamento da FIM, um piloto com quatro pontos deve começar a próxima corrida na última posição do grid”.

Ainda, sobre o processo:

“O pedido para suspender a execução da pena foi feito ao Tribunal em 29 de outubro de 2015 por Valentino Rossi desejando ter a penalidade de três pontos impostos pela FIM anulada ou, pelo menos, reduzida. Prof. Ulrich Haas/Alemanha, árbitro da CAS, foi indicado por um acordo mutuo e ouviu os representantes de Rossi e da FIM para poder julgar, exclusivamente, o pedido urgente de suspensão e determinar se Valentino deveria ou não largar da última posição do grid em Valência. O árbitro julgou que as condições para conceder a suspensão não foram cumpridas, o que significa que a sanção imposta deverá ser cumprida no próximo GP, em Valência”.

Já Rossi comentou sobre a decisão (em entrevista à imprensa):

“Infelizmente, começar no final do grid é muito difícil. Já seria complicado de qualquer forma, mas começar em último deixa a corrida muito mais tensa. Mas eu estou aqui e nós temos dar o máximo, permanecer concentrado, tentar fazer um bom trabalho durante o fim de semana e chegar competitivo! E ainda o mais rápido possível para o domingo. E aí é ver o que acontece”.

Para que Rossi levante o título de 2015, temos as seguintes combinações:

  • Lorenzo tem que chegar ao menos em 9º. Mais que isso, Valentino é campeão independentemente de sua colocação.
  • Lorenzo em 1º, Rossi tem que chegar em 2º.
  • Lorenzo em 2º, Rossi precisa terminar em 3º.
  • Lorenzo em 3º, Valentino pode chegar no mínimo em 6º lugar.
  • E se Lorenzo ficar em 4º, o Doutor pode ao menos em 9º.

Então meu querido, VR46 vai ter que suar a camisa e mostrar que todos estes anos na moto velocidade foram bem utilizados! Largar em último e tentar chegar próximo a Jorge Lorenzo! Veja mais sobre o GP de Valência (06 a 08 de Novembro 2015).

Foto: motogp.com
Saiba tudo sobre a corrida em Valência!