Início Fórmula V8 3.5 WEC e FÓRMULA V8 3.5 – Final de semana de títulos brasileiros!...

WEC e FÓRMULA V8 3.5 – Final de semana de títulos brasileiros! Parabéns Pietro Fittipaldi e Brunno Senna! – 2017

91

Nossa! UAU! O final de semana nem acabou e já podemos dizer: “QUE FINAL DE SEMANA PARA OS BRASILEIROS HEIN?”!

FÓRMULA V8 3.5

Primeiro foi a vez de Pietro Fittipaldi (neto de Emerson Fittipaldi), que conquistou o título da Fórmula V8 3.5 ao terminar em 2º lugar na Corrida #1 desta sexta-feira (17/11/2017) no Bahrein.

Foto: Twitter Oficial Pietro Fittipaldi

Faltando 2 provas para o fim da temporada, Pietro chegou ao Bahrein com 10 pontos à frente do russo Matevos Isaakyan. Após os treinos e a classificação, nada ia tão bem, já que o brasileiro se classificou em 2º, mas punido por alta velocidade nos boxes, caiu para 4º lugar no grid de largada. Para piorar, Matevos cravou a pole position. Mas, tudo se inverteu já na volta de apresentação, onde Matevos deixou seu carro morrer e acabou largando do fim do pelotão e acabou chegando apenas em 10º. Pietro largou bem e já na primeira volta assumiu a 2ª posição, mantendo-a sob controle e deixando os demais brigarem logo atrás (René Binder, Roy Nissany e Yu Kanamaru). Quem venceu foi Henrique Chaves e com o 2º lugar no pódio, Fittipaldi conquistou o título por antecipação. Teremos apenas mais uma prova neste domingo (19/11/2017), mas tudo felizmente já está decidido.

“Tentei atacar o Chaves nas primeiras voltas, mas depois preferi manter o ritmo até o final. Foi um campeonato maravilhoso e sinto como se esse time fosse minha família. Quero agradecer a todos da Lotus” – Pietro Fittipaldi

Apesar de alguns deslizes, como largadas ruins e desempenhos medianos em algumas provas, os números de Pietro na temporada são bons. Faltando ainda uma corrida, ele tem 241 pontos (Contra 214 do russo) e no ano conquistou em 17 provas: 10 Poles Position, 02 Melhores Voltas e 06 Vitórias.

Parabéns Pietro! Parabéns! A discussão atual é que ele já tem vaga na F2 e que sob o patrocínio/coach de seu avô, não irá pleitear vaga na F1 tão cedo assim. Confirmando tal informação, feliz escolha garoto! Um passo de cada vez!

Como nem tudo é ouro, a notícia ruim é a de que é a última temporada da Fórmula V8 3.5 (World Series). Em nota nesta sexta-feira, foi anunciado no site oficial da categoria que a mesma encerrará suas atividades ao final desta temporada. O motivo é o mais triste… a falta de pilotos. Por exemplo, no Bahrein, apenas 10 carros alinharam no grid.

“A contínua e alarmante queda no número de pilotos forçou a Fórmula (World Series) V8 3.5 a se retirar do calendário oficial de categorias de 2018. Porém, estamos muito orgulhosos de tudo que alcançamos nos últimos 20 anos. Desde 1998 dividimos nossos sonhos com centenas de amigos, equipes, donos de equipe, engenheiros, mecânicos, pilotos e acima de tudo, parentes de pilotos. Eles tornaram a carreira destes garotos possível por meio de muito sacrifício” – Nota Oficial

A categoria que iniciou em 1998 com o nome de World Series By Nissan, trocou de nome entre 2005 e 2015 – Formula Renault 3.5 Series. Em 2016 e 2017 foi chamada de Fórmula V8 3.5.

WEC – LMP2

E outro piloto, também parente de grande nome do nosso automobilismo, Bruno Senna (sobrinho do eterno Ayrton Senna) levantou o caneco também no Bahrein neste sábado após a vitória em conjunto com Julien Canal. Com o título da LMP1 já definido a etapa anterior, todo o foco do final de semana das 6 Horas do Bahrein ficou justamente na LMP2.

Foto: Twitter Oficial Rebellion

Na etapa que fecha o calendário, a vitória não foi fácil para o trio Brunno Senna, Julien Canal e Nicolas Prost. Com 5 horas de prova e muita consistência, o protótipo #31 apresentou problemas hidráulicos, justamente quando Senna conduzia. O time de Jackie Chan tirou bastante diferença, mas não o suficiente para tirar a vitória e o título do brasileiro. O trio do Rebellion (#31) acabou a prova em 5º no geral e 1º na LMP2, com mais de 10 segundos de vantagem para o trio da Jackie Chan DC (Oliver Jarvis, Ho-Pin Tung e Thomas Laurent). Outro Rebellion (#13) do trio Nelsinho Piquet, David Heinemeir-Hansson e Mathias Beche terminaram em terceiro.

Foto: Twitter Oficial Rebellion

Assim, após exatos 30 anos, Bruno Senna se iguala a Raul Boesel (campeão em 1987). O brasileiro termina o ano com 161 pontos, os mesmos de Julien Canal – campões. Em 2º lugar ficam Ho-Pin TUNG, Oliver JARVIS, Thomas LAURENT. Nicolas Prost, que pilota o mesmo carro de Senna, por não ter participado das 6 horas de Nürburgring, terminou em 3º no campeonato. O outro brasileiro, André Negrão, fechou o ano com o 5º e belo lugar. Já Nelsinho Piquet, não teve desempenho próximo aos outros conterrâneos e termina em 13º com apenas 58 pontos.

E resumindo, fico feliz ao extremo com conquistas come estas! Principalmente por mostrar que sim, EXISTE algo além da Fórmula 1! Neste país onde não se valoriza o automobilismo nacional, categorias como a World Series, WEC, GT Series e tantas outras também possuem representantes brasileiros e DEVIAM ser mais valorizadas pelos brasileiros! Parabéns Pietro, Parabéns Bruno, Parabéns Nelsinho Piquet, Lucas Di Grassi e tantos outros por nos defenderem, honrarem nossa bandeira em solos estrangeiros! SIM, longe de criticar a F1, EXISTE VIDA fora dela e SIM, você deveria dar a você mesmo a oportunidade de conhecer novos mundos!