Início Destaque NASCAR – Denny Hamlin vence a Daytona 500 marcada por forte acidente...

NASCAR – Denny Hamlin vence a Daytona 500 marcada por forte acidente de Newman – 2020

130

 4 min de leitura

Denny Hamlin venceu sua 3ª Daytona 500 na abertura da temporada. Créditos : Nascar Midia Social (@nascar)

Olá amigos e amigas do Tomada de Tempo e do Kojak! Após o “Clash” e os “Duels” que definem o grid, o fim de semana da Daytona 500 chegou para marcar mais uma vez a história da categoria. A programação era completa, com a ótima Truck Series na sexta feira, a equilibrada Xfinity no sábado e o prato principal, a Cup Series (agora sem o nome do antigo patrocinador), no domingo, com presença inclusive do presidente Donald Trump para dar a ordem de ligar os motores.

Só que o prato principal molhou literalmente. Após 20 voltas completadas a chuva veio e adiou os planos finais para a segunda feira. Para os fãs da categoria no Brasil, até que o negócio não foi ruim, já que o canal detentor dos direitos iria exibir apenas o VT na segunda feira e diante do cenário resolveu transmitir a corrida ao vivo.

Antes de escrever sobre a prova, vale ressaltar a alta expectativa para essa temporada. Muitos pilotos trocaram de equipe, entre eles o promissor Matt DiBenedetto#21 (agora sai essa vitória). O heptacampeão Jimmie Johnson#48 viverá sua última temporada na NASCAR e segue num enorme jejum de vitórias. O chamado “Trio de ferro” da temporada passada da Xfinity, ou seja, Cole Custer#41, Christopher Bell#95 e Tyler Reddick#8, subiram juntos para a Cup (além do agressivo John Hunter Nemechek#38) e prometem não respeitar os “velhinhos”. Os chamados “Young guns”, Alex Bowman#88, William Byron#24 e Chase Elliott#9 precisam de resultados mais concretos e as antigas rivalidades estão maiores ainda. Será sem dúvida uma grande temporada.

E vamos à prova! Ah, o esporte e suas histórias. Ricky Stenhouse Jr.#47, demitido ano passado, quase fora do grid, acertou com uma equipe pequena e o que ele fez? Claro, a pole position para a Daytona 500. Rápido ele sempre foi, e perigoso também, e dessa vez, William Byron#24 foi a sua vítima no primeiro segmento. Jogado para fora e fim de prova para o famoso carro #24. Apesar desse incidente, o primeiro segmento foi tranquilo e com vitória de Chase Elliott#9.

No segundo segmento, apenas mais uma bandeira amarela no pelotão do fundão e a vitória ficou com Denny Hamlin#11. 10 pontos de segmentos para ele.

No terceiro segmento é onde o piloto precisa estar com o carro inteiro, com a estratégia correta e bem posicionado no pelotão. Isso garante um bom resultado? Não. Pois os ovais grandes como Daytona são os locais propícios para os chamados “Big Ones” e eles apareceram no terceiro segmento, ceifando vários candidatos a vitória.

No último segmento, de amarela em amarela (e vermelha), a corrida chegou à prorrogação. Na última largada da noite, Ryan Blaney#12 empurrou Ryan Newman#6 para juntos superarem Denny Hamlin#11. Mas, então numa tentativa de bloqueio de Newman#6 sobre Blaney#12, ele foi jogado ao muro e decolou, vindo a ser colhido durante a capotagem pelo carro de Corey Lajoie#32. Uma cena fortíssima, que impactou a todos que assistiam no local e pela TV. A vitória ficou com Denny Hamlin#11 seguido de perto por Ryan Blaney#12. Mas o foco naquele momento era a condição de Newman#6. As primeiras notícias não eram boas, mas poucos dias depois, o alívio veio e a foto abaixo resume a segurança dessa categoria. Incrível.

Ryan Newman saindo do hospital com as filhas. Nenhuma foto seria melhor que essa, nesta oportunidade. Créditos : Nascar Midia Social (@nascar)

Denny Hamlin#11 venceu sua terceira Daytona 500 e já se garantiu nos playoffs. Ryan Blaney#12 após largar apenas na P27 chegou numa P2 seguido por um consistente Chris Buescher#17 (de equipe nova).

Já na Truck Series, numa corrida decidida nos últimos metros, Grant Enfinger conteve o avanço de Jordan Anderson para vencer. Guardem essa frase: “Na Truck Series não tem corrida ruim.” Já na Xfinity, o pupilo de Kyle Busch#18, o promissor Noah Gragson levou a vitória, seguido por outro jovem piloto apadrinhado pelo “Buschinho”, Harrison Burton. A briga desses dois contra Algaier, Cindric, Chastain, Haley e alguns outros nomes promete manter a Xfinity no nível da temporada passada. Por falar em Ross Chastain, ele será o substituto de Ryan Newman no carro #6 em Vegas, na Cup Series.

E agora começa a maratona anual da NASCAR. Neste fim de semana a categoria vai a Las Vegas, e você sabe, “o que acontece em Vegas, fica em Vegas”. Final de semana completo novamente, com a Truck Series na sexta feira, a Xfinity no sábado e a Cup Series no domingo.

Isto posto, não percam a programação das corridas no TOMADA DE TEMPO. Até a próxima e VIVA A NASCAR!!

E como diria Kal-El : “Para o alto e avante !!”

QUE TAL UM RESUMO DA PROVA EM 15 MINUTOS?

CALENDÁRIO – NASCAR 2020

Veja como está o calendário 2020 da NASCAR (TRUCK SERIES, XFINITY e CUP):

SIGA A GENTE