Início Destaque MOTO GP – “Dottore” Valentino Rossi escreveu outro capítulo de sua tese...

MOTO GP – “Dottore” Valentino Rossi escreveu outro capítulo de sua tese – GP de Valência – 2021

400

 2 min de leitura

Foto: www.motogp.com
PARA REFLETIR
Ao final do GP de Valência 2021 na MotoGP, acompanhando toda festa para Valentino Rossi depois da bandeirada na sua última corrida oficial como piloto fiquei pensando: que ensinamentos VR46 nos transmitiu?
Rossi nos mostrou em toda sua carreira, que se deve comemorar muito cada conquista, por menor que seja, pois foi fruto de seu trabalho, sua persistência, sua resiliência.
No sábado esse “senhor” de 42 anos parecia um “garoto” de 20 e tantos, ao conseguir se classificar direto ao Q2 e depois na p10 para o grid de largada, sua última largada.
Ficou à frente de seu pupilo Franco Morbidelli e de Aleix Espargaró.
Quando mudou da YAMAHA para PETRONAS, sabia que seria um ano difícil, mas queria ter certeza que, embora sua vontade e emoção sejam sempre as de um menino com seu brinquedo novo, o desgaste do corpo não acompanharia mais sua vontade.
Valentino Rossi não precisa provar nada para ninguém do alto de 9 títulos mundiais, 432 participações em corridas por 3 categorias, 125cc, 250cc e MotoGP, sendo campeão em todas, 7 somente na classe rainha e por várias equipes e com vários motores diferentes.
Registrou 115 vitórias, 65 poles, 96 melhores voltas e 235 pódios desde 1996.
Foto: www.motogp.com
Agora decidiu mudar o foco de sua vida, quer se dedicar a família, está casado, aguarda a chegada de sua filha, vai continuar na Motovelocidade, mas dentro da garagem.
Com todo esse conhecimento adquirido ao longo de sua carreira, agora Hall da Fama na MotoGP, essa LENDA pode enfim “ensinar o que aprendeu“.
O DOUTOR – PROFESSOR
Sua academia VR46 possui um grupo de pilotos jovens e cheios de energia, disposição e porque não, algumas vezes falta de juízo, na Moto3, Moto2 e MotoGP.
É claro que existe o lado empresário de Valentino Rossi, sim, ele quer revelar talentos e tem expectativa de retorno nesse investimento, afinal vivemos num mundo capitalista e nas competições à motor não é diferente.
Essa academia tem um diferencial que precisa ser considerado: a alegria em trabalhar fazendo o que se gosta.
Trabalho? Certamente, essa “Piazada do Djanho“, quando ingressam na academia VR46, estão buscando qualificação.
Quando o “doutor” leva seus “doutorandos” para seu rancho, para levantamento de dados e avaliação entre a teoria e prática, sempre nos parece que é apenas um grupo de motociclistas curtindo suas motos.
Foto: Twitter VRRidersAcademy
Se acompanharmos todo o processo do fim de semana de competição, nas 3 classes, e analisarmos o desempenho dessa turminha podemos confirmar que Valentino Rossi não é só o exemplo, mas o líder a ser seguido.
Que esses pilotos tenham muito sucesso!
Artigo anteriorFÓRMULA 1 – Resultado Final – GP do Brasil – 2021
Próximo artigoFÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP do Catar – 2021