Início Fórmula 1 FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para a rodada dupla...

FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para a rodada dupla na Áustria – 2021

710

 13 min de leitura

(Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Confira o que pilotos e chefes de equipe esperam das próximas duas etapas da temporada, em uma única pista.

Nos próximos dois finais de semana, a Fórmula 1 realizará as etapas 8 e 9 do campeonato 2021, na Áustria, no circuito Red Bull Ring. A primeira, será o Grande Prêmio da Estíria, nos dias 25, 26 e 27 de junho, GP este que estreou ano passado. No fim de semana seguinte, dias 2, 3 e 4 de julho, entrará em cena o tradicional Grande Prêmio da Áustria.

Max Verstappen (Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Essa rodada dupla será especial para a Red Bull Racing, já que a equipe correrá em casa por duas vezes seguidas. Por isso, a escuderia tem nas mãos uma boa oportunidade de aumentar ainda mais a vantagem de pontos em relação a segunda colocada na classificação, Mercedes.

Abaixo, saiba o que os pilotos e chefes de equipe, que se manifestaram, esperam dos dois GPs em território austríaco, em ordem decrescente da classificação atual do campeonato de construtores.

Red Bull Racing (215 pts)

(Foto: Red Bull Racing/Divulgação)

Max Verstappen #33: Temos que configurar bem o carro novamente em nosso circuito, ver as condições e reagir a elas da melhor forma.

Sergio Perez #11: Estou ansioso para correr pela Red Bull em seus dois Grandes Prêmios em casa. A equipe tem se saído bem aqui no passado, então espero que a forma continue e possamos obter bons resultados.

Christian Horner: Não comentou.

Mercedes (178 pts)

(Foto: Mercedes/Divulgação)

Lewis Hamilton #44: Não comentou.

Valtteri Bottas #77: Não comentou.

Toto Wolff (chefe da equipe): A Áustria tem sido um circuito complicado para nós nas últimas temporadas, mas terminamos bem lá no ano passado. Apesar disso, sabemos que a situação atual é muito diferente. É uma volta muito rápida e um circuito curto, com menos oportunidades de ganhar tempo. As margens vão ser apertadas, por isso vamos atacar ao máximo.

Fizemos um relatório do GP da França e entendemos as áreas em que temos a oportunidade de melhorar. Portanto, agora é só focarmos em trazer essas melhorias para as próximas duas rodadas na Áustria, onde esperamos voltar a ter o ímpeto positivo a nosso favor.

Mclaren (110 pts)

(Foto: Mclaren F1 Team/Divulgação)

Lando Norris #4: Estou muito ansioso para correr na Áustria nas próximas duas semanas. É um lugar especial porque foi onde consegui meu primeiro pódio na Fórmula 1. Tivemos dois bons resultados consecutivos na Áustria na temporada passada, então espero que possamos ter dois fins de semana semelhantes desta vez.

Não podemos nos antecipar porque muitas coisas são diferentes de 2020, como o carro e os pneus. Vamos para essas duas corridas de cabeça baixa e daremos um passo de cada vez para tentar ter dois resultados como conseguimos na França, mas também trabalhando duro para melhorar nosso desempenho na qualificação.

Daniel Ricciardo #3: Mal posso esperar para correr em uma dobradinha na Áustria. Pode ser em pista molhada, o que talvez ocorra nos dois fins de semana. Poderíamos conseguir duas corridas muito diferentes, nunca se sabe. Acho que é uma boa oportunidade para eu continuar trabalhando no carro e eu mesmo.

“Espero que possamos melhorar o desempenho que tivemos na França e encontrar a consistência que estávamos procurando. Tentaremos somar mais alguns pontos para a equipe em Red Bull Ring. Todo fim de semana conta, então vamos pra cima.

Andreas Seidl (chefe da equipe): Agora mudamos o nosso foco para a Áustria, enquanto nos preparamos para correr nas colinas da Estíria nos próximos dois fins de semana. Duas corridas consecutivas na mesma pista representam um desafio interessante porque podemos ter duas provas muito diferentes devido a certas condições, como o tempo.

É importante que tratemos cada etapa como um único evento e com a mesma preparação, apesar de ser em um mesmo circuito. Como equipe, devemos continuar a trabalhar duro para manter uma boa confiabilidade e permanecer no topo da gestão de peças durante este período intenso. 

Ferrari (94 pts)

(Foto: Scuderia Ferrari/Divulgação)

Charles Leclerc #16: Não comentou.

Carlos Sainz #55: Uma rodada dupla nos aguarda na Áustria e tenho a certeza que vamos recuperar o que perdemos na França. Se existe uma equipe capaz de fazer isso, é esta.

Mattia Binotto: Tivemos um final de semana difícil na França e vamos aprender com isso, determinados a seguir em frente, focados nas próximas duas corridas na Áustria. Viver a experiência de uma corrida como essa pode fazer de nós uma equipe mais forte.”

AlphaTauri (45 pts)

(Foto: Scuderia AlphaTauri/Divulgação)

Pierre Gasly #10: Na Áustria, terminei em sétimo e décimo quinto no Red Bull Ring nas duas corridas de 2020. A pista é curta, com algumas retas e poucas curvas, então você precisa otimizar seu carro para essas curvas. Depois da minha corrida em casa na França, agora é um circuito em casa para todos nós como uma equipe da Red Bull. Lá, muito se espera de nós, da Red Bull, da AlphaTauri e de todos os nossos parceiros.

Uma multidão cheia de fãs está sendo permitida e eu acho que será uma sensação boa ter milhares de fãs ao redor da pista. Deve haver uma grande energia e bastante atmosfera, assim como no passado. Mal posso esperar para correr lá, serão dois fins de semana emocionantes. Espero que possamos continuar a ter um desempenho forte, como temos feito até agora, marcando pontos em todas as corridas, exceto na primeira rodada da temporada. Temos que continuar nos esforçando assim.

Yuki Tsunoda #22: A Áustria é outro circuito onde já corri antes. Na verdade, no ano passado na Fórmula 2, peguei a pole e terminei em segundo na corrida especial do segundo fim de semana que tivemos lá. Isso é bom para a minha confiança, mas em um carro de Fórmula 1, será uma experiência bem diferente, então terei de aumentar gradualmente o meu ritmo nos treinos e progredir nas sessões. Eu gosto de pilotar nesta pista porque a maioria das curvas é de alta velocidade.

“Para a qualificação, vai ser muito apertado, porque é uma volta bem curta e muito rápida, então você tem que juntar tudo para acertar e ter um bom resultado. Pode ser bastante desafiador do ponto de vista de direção, então estou realmente ansioso por isso. Vou gostar de fazer duas corridas em dois fins de semana, estou em forma e não me preocupo com isso.

Aston Martin (40 pts)

(Foto: Aston Martin/Divulgação)

Lance Stroll #18: No geral, Paul Ricard foi um fim de semana positivo para a equipe. O carro mostrou um ótimo ritmo de corrida, o que me permitiu recuperar de uma sessão de qualificação difícil. Vamos para a Áustria com grande impulso e estamos ansiosos por mais.

Sebastian Vettel #5: O objetivo é continuar em forma na Áustria e manter nossa consistência de pontos. É um ótimo circuito para correr porque é uma volta muito rápida, mas com curvas difíceis. É sempre desafiador correr no mesmo circuito por duas vezes consecutivas porque as margens tornam-se cada vez mais pequenas quanto mais voltas fazemos, mas isso o torna emocionante.

Otmar Szafnauer (chefe da equipe): Não comentou.

Alpine (29 pts)

(Foto: Alpine F1 Team/Divulgação)

Fernando Alonso #14: Red Bull Ring é uma pista empolgante para correr, com grandes mudanças de elevação e curvas de alta velocidade. Corri aqui nos anos 2000 e quando voltou ao calendário em 2014, então tenho bastante experiência no circuito, e ele não mudou muito.

Existem boas oportunidades de ultrapassagem na curva três e quatro, então isso torna o fim de semana bastante emocionante, já que você pode lutar por posições no domingo. Eu gosto de rodadas duplas porque é possível manter o ímpeto e determinação da rodada anterior.

Esteban Ocon #31: A Áustria é um circuito único, especialmente por sua localização nas colinas, onde você não esperaria ter uma pista de corrida. É um local muito bonito, então passar duas semanas lá é incrível. A rodada dupla do ano passado na Áustria foi muito memorável, pois marcou o momento em que voltei a correr na Fórmula 1 e também a primeira corrida em 2020 após o atraso da temporada gerado pela Covid-19.

Uma coisa que será diferente desta vez é que teremos fãs na Áustria e isso é emocionante. Ter fãs nas arquibancadas, como na França, traz um outro nível de atmosfera. Eu realmente gosto disso e estou ansioso para ver os fãs novamente neste fim de semana.

Marcin Budkowski (diretor executivo da equipe): O circuito austríaco é curto, com apenas nove curvas, o que significa que as lacunas na qualificação são muito pequenas e cada centésimo de segundo pode fazer a diferença. Grande parte da volta é passada em aceleração máxima, com a maioria dos setores de média a alta velocidade.

“As zebras salsicha são grandes lá e podem ser prejudiciais para a carroceria e suspensão. Além de tudo isso, a Áustria é um pouco mais difícil para os pneus do que a França, então isso é algo para se ter cuidado depois do último fim de semana.

Alfa Romeo Racing (2 pts)

(Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

Kimi Raikkonen #7: Nosso foco está totalmente na Áustria e não no que aconteceu na França. Aprendemos nossas lições e agora estamos determinados a fazer melhor. Red Bull Ring é uma daquelas pistas que parecem fáceis, mas não são: é curta e existem apenas algumas curvas onde se pode ganhar ou perder tempo, o que significa que cada uma delas é crucial para o tempo de volta.

Gerenciar o tráfego, tanto na qualificação quanto na corrida, também será um fator chave, mas, no final, será igual para todos. Espero que ganhemos pontos neste fim de semana, seria um bom presente de aniversário para a Alfa Romeo. No final, precisamos fazer um trabalho melhor do que nossos rivais e então teremos a chance de marcar pontos.

Antonio Giovinazzi #99: A Áustria é uma pista de que gosto e da qual tenho boas memórias: marquei lá o meu primeiro ponto, em 2019, e em 2020 consegui o nono lugar depois de uma corrida bastante emocionante. Estou ansioso para correr lá duas vezes em duas semanas.

“Temos estado melhor na maioria das últimas corridas e mal posso esperar para voltar à luta pelos dez primeiros no domingo. O 111º aniversário da Alfa Romeo é a motivação extra de que precisamos para ter um bom desempenho e desejamos comemorar em grande estilo.

Frédéric Vasseur (chefe da equipe): “Seguimos para a Áustria com a confiança de que temos o necessário para voltar a marcar pontos. Em um caminho tão curto, as equipes do pelotão intermediário ficarão ainda mais próximas e precisamos garantir a entrega do nosso melhor em todos os aspectos, pois é disso que precisamos para sair com um bom resultado.

“A segunda corrida, como vimos no ano passado, será muito peculiar: teremos muitos dados do primeiro fim de semana, mas as condições e os pontos de partida serão muito diferentes, portanto haverá a necessidade de adaptação às circunstâncias e tirar o melhor proveito delas.

Callum Ilott #98 (piloto reserva da equipe): “O segundo TL1 da minha temporada será uma boa oportunidade para ajudar a equipe e dar continuidade ao bom trabalho que fizemos juntos em Portugal no início deste ano. Conhecer o carro vai me ajudar a obter os dados da primeira semana de corrida, e isso significa que teremos uma base sólida para começar. Estou ansioso para aproveitar ao máximo esta oportunidade, pois a equipe está cada vez mais forte.”

Robert Kubica #88 (piloto reserva da equipe): “Estou ansioso para voltar ao carro no GP da Estíria. A equipe deu grandes passos em frente, especialmente nos últimos meses, e dá pra sentir a confiança que conquistamos. Sei como é importante manter o ímpeto e estou pronto para fazer a minha parte para garantir que os dois fins de semana na Áustria sejam um grande sucesso para a Alfa Romeo.”

Williams (0 pts)

(Foto: Williams Racing/Divulgação)

George Russell #63: Estou feliz por entrarmos em outra semana de corridas depois de um bom resultado na França. A Áustria sempre oferece ótimas provas com as três retas e algumas curvas de alta velocidade no final da volta, então, embora seja um circuito muito curto, é divertido.

“Duas corridas no mesmo circuito dão a oportunidade de tentar configurações diferentes entre os dois e, potencialmente, entender o carro mais a fundo. No geral, estou animado para ter essa reviravolta rápida e começar a trabalhar.

Nicholas Latifi #6: Estou ansioso pelas corridas consecutivas na Áustria. A França foi difícil para mim, então a melhor maneira de se recompor é voltando à pista. O circuito da Áustria geralmente oferece ótimas corridas, então espero que tenhamos um pouco disso.

“Sem dúvidas, pode ser difícil para os pneus, então deve haver algumas oportunidades lá. Com duas corridas na mesma pista, seremos capazes de melhorar de uma semana para a outra e maximizar nossos resultados.

Roy Nissany #45 (piloto de testes e desenvolvimento da equipe): “Estou realmente ansioso para voltar ao carro durante o Treino Livre 1 do Grande Prêmio da Áustria. É ótimo estar de volta ao FW43B tão rapidamente, e com o carro da França ainda fresco em minha mente, acho que será uma sessão muito útil.”

Haas (0 pts)

(Foto: Haas F1 Team/Divulgação)

Mick Schumacher #47: Sempre me dei bem com o Red Bull Ring; tem sido uma ótima pista para mim e tenho sido rápido lá. Em termos de sorte, talvez nem sempre tenha sido a minha corrida, mas acho que no geral tive um bom ritmo. Olhando para a Fórmula 3, minha velocidade era boa e tive várias vitórias lá. Em geral, o Red Bull Ring é muito especial: tem muitas mudanças de altitude e, francamente, é um circuito divertido.

Há três curvas muito rápidas: a 6, 7 e novamente a 9 e estou animado para experimentar isso em um carro de Fórmula 1. Também temos áreas de frenagem acentuadas, o que é difícil para o carro e difícil para os pneus. Estou bastante ansioso por isso. Vai ser uma prova dupla com a equipe, então podemos tentar muitas coisas e esperamos ser capazes de maximizar o que temos.

Nikita Mazepin #9: O Red Bull Ring não está tão ruim. Acho que é um circuito em que posso ser bom, desde que me sinta confortável no assento. Em 2019, não consegui equilibrar o carro e não fiquei muito feliz com a forma como ele estava configurado. Em 2020, foi a primeira rodada do campeonato e infelizmente meu carro quebrou nos primeiros treinos livres, portanto, eu saí na qualificação e acabei perdendo um lugar entre os 10 primeiros.

A pista é bastante curta e ao olhar o mapa dela, você pode pensar que é muito simples. No entanto, acho que é um circuito exigente, pois se o carro for bom lá, o piloto é capaz de extrair ótimos tempos de volta. Existem poucas curvas de baixa velocidade na pista e ela é dominada por alta velocidade, então estou ansioso para ver como é o VF-21 lá.”

Guenther Steiner (chefe da equipe): Ficamos felizes por voltar à Áustria para uma rodada dupla e vamos ver o que podemos fazer com isso. Acho que foi muito bom da parte dos organizadores austríacos começar a temporada no ano passado, em 2020, e também este ano entrar com uma segunda corrida quando precisávamos. É um bom lugar para ir de qualquer maneira, mas se há um lugar onde você quer ficar por dois finais de semana de corrida, é obviamente a Áustria.

NOVIDADES PARA A RODADA DUPLA NA ÁUSTRIA:

Callum Ilott (Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

A Alfa Romeo anunciou que o jovem piloto reserva, Callum Ilott, irá participar do Treino Livre 1 do GP da Estíria. O britânico correrá na primeira sessão de treinos no lugar de Antonio Giovinazzi. Essa será a segunda aparição de Ilott em um TL1 da Fórmula 1 nesta temporada, pois a primeira, foi durante o final de semana do GP de Portugal, em Portimão.

Robert Kubica (Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

A escuderia italiana também confirmou que seu segundo piloto reserva, Robert Kubica, também correrá no Treino Livre 1 do GP de abertura na Áustria, mas no lugar de Kimi Raikkonen. Assim como Callum, o polonês retornará ao C41 pela segunda vez neste ano, depois de participar do fim de semana do GP da Espanha, em Barcelona-Catalunha.

Roy Nissany (Foto: Williams Racing/Divulgação)

O piloto de testes e desenvolvimento da Williams, Roy Nissany, também fará testes no circuito Red Bull Ring, mas, diferente de Callum Ilott e Robert Kubica, o israelense participará do TL1 no segundo final de semana, durante o GP da Áustria. Nissany ocupará o lugar de George Russell, assim como ocorreu na França e na Espanha.

Circuito Red Bull Ring (Imagem: Fórmula 1/Divulgação)

O circuito Red Bull Ring possui 4.318 km de extensão, recebe GPs da Fórmula 1 desde 1970 e a corrida terá um total de 71 voltas. O recorde de volta mais rápida nesse traçado pertence a Carlos Sainz, que cravou o tempo de 1:05.619 na temporada 2020.

Essa pista tem como característica principal a predominância de trechos de média a alta velocidade, com grandes mudanças de elevação presentes em boa parte do traçado. Além disso, há 3 zonas de uso do DRS (asa móvel) disponíveis, o que proporciona ultrapassagens frequentes durante as provas.

Por ser um traçado rápido, a dona da casa e atual líder do campeonato, Red Bull Racing, é a grande favorita à vitória nos dois finais de semana na Áustria, já que o RB16B se mostrou mais eficiente em pistas rápidas do que o W12 da Mercedes.

Transmissão no Brasil

O GP da Estíria, acontecerá no próximo domingo, dia 27 de junho, às 10h (horário de Brasília). O GP da Áustria, a segunda prova no Red Bull Ring, ocorrerá no domingo seguinte, dia 4 de julho, no mesmo horário da primeira. As duas etapas serão transmitidas ao vivo pela Rede Bandeirantes de Televisão (BAND).

Entrevistas disponibilizadas pela assessoria de imprensa de cada equipe.

Artigo anteriorW SERIES – Programação, Horários e Transmissão – GP da Estíria (Áustria) – 2021
Próximo artigoFÓRMULA 1 – Programação, Horários e Transmissão – GP da Estíria (Áustria) – 2021