Início Fórmula e FÓRMULA E – Aquecimento para o E-Prix de Roma – 2021

FÓRMULA E – Aquecimento para o E-Prix de Roma – 2021

335

 3 min de leitura

(Foto: Cortesia da Fórmula E)

Saiba as curiosidades e o que esperar dessa competição dupla na Europa.

Após um intervalo de um mês e meio, a Fórmula E enfim retorna às pistas nesse final de semana, nos dias 10 e 11 de abril, para realizar as etapas 3 e 4 do calendário 2020/2021: a rodada dupla do E-Prix de Roma, na Itália.

Inicialmente, o EP italiano estava previsto para ser uma prova única, mas no dia 27 de março, a categoria elétrica anunciou a inclusão de mais duas corridas no itinerário: a de mais um dia no país europeu e, a outra, de uma segunda disputa em Valência, na Espanha.

O E-Prix de Roma estreou no calendário da categoria na temporada 4, e os pilotos que finalizaram no pódio foram Sam Bird (DS Virgin), Lucas Di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) e André Lotterer (Techeetah).

Pódio do E-Prix de Roma da quarta temporada (Foto: Cortesia da Fórmula E)

Já na 5ª rodada, a 2018/2019, o grande vencedor foi Mitch Evans com a Panasonic Jaguar Racing, seguido de André Lotterer (DS Techeetah) e Stoffel Vandoorne (HWA Racelab, atual Mercedes EQ).

Curiosidades

Apesar de apenas duas edições terem sido realizadas, a etapa italiana apresentou alguns fatos curiosos:

  • Nenhum dos dois pilotos que largaram na pole venceram a corrida: Félix Rosenqvist liderou o pelotão em 2017/2018, mas abandonou nas voltas finais. André Lotterer saiu na frente no campeonato seguinte e finalizou em segundo lugar;
  • Nenhum brasileiro conseguiu fazer um tempo digno de entrar na Super Pole;
  • Lucas Di Grassi foi o único representante do Brasil que finalizou entre os top 10 em ambos os EPs em território italiano, já que Nelson Piquet Jr (Jaguar) não concluiu a disputa na estreia do E-Prix e o mesmo aconteceu com Felipe Massa (Venturi), 1 ano depois.

Layout do circuito de Roma

Novo traçado de Roma (Imagem: Cortesia da Fórmula E)

O circuito de Roma é o segundo traçado mais longo da Fórmula E, com um total de 19 curvas e uma extensão de 3.385 km. A pista sofreu algumas alterações, o que pode gerar mudanças nos resultados das duas disputas.

Este ano, os carros passarão em frente ao Palazzo della Civilta Italiana, este que também é chamado de “Square Coliseum”. Além disso, o Ninfeo Park, um magnífico parque arborizado com a Fonte das Ninfas, bancos e trilhas para caminhada, também irá contornar o circuito.

O que esperar do E-Prix duplo

No atual grid de pilotos da Fórmula E, há três que estão entre os favoritos para a vitória em Roma: Evans, Lotterer e Buemi. Estes são os únicos que entraram na Super Pole nos dois EPs e finalizaram no top 6, o que mostra como esses automobilistas se dão bem no traçado da Itália.

E-Prix de Roma 2018/2019 (Foto: Cortesia da Fórmula E)

Ao considerar as duas primeiras provas deste ano, na Arábia Saudita, é esperado que a batalha seja mais acirrada entre Evans, Lotterer e Bird. Este último, já venceu na Itália e  também garantiu uma vitória nesta temporada, na segunda corrida em Diriyah. Os outros dois pilotos citados, já conquistaram, respectivamente, uma vitória e dois pódios em Roma.

A rodada dupla do E-Prix de Roma será transmitida ao vivo pela TV Cultura e pelo SporTV, no sábado, às 11h e, no domingo, às 8h.