Início Destaque RESUMO DO FINAL DE SEMANA – Moto-E, Moto3, Moto2 e MotoGP –...

RESUMO DO FINAL DE SEMANA – Moto-E, Moto3, Moto2 e MotoGP – GP da Espanha – 2020

578

 4 min de leitura

RESUMO

No retorno das corridas do Campeonato Mundial da Motovelocidade 2020 após quatro meses de distanciamento social por conta da Pandemia do Novocoronavírus, pilotos e equipes da MotoE, Moto3, Moto2 e MotoGP nos proporcionaram fortes emoções, a maioria de muita alegria, outras com algumas baixas importantes na MotoGP.

Desde 4ª feira, 16 de julho até este domingo pudemos rever nossos ídolos nas 4 categorias durante os Treinos Livres, Entrevistas Coletivas, Treinos Oficiais, Sessões de Classificação e Corridas para o GP da Espanha 2020.

O brasileiro Eric Granado na MotoE, Albert Arenas na Moto3, Luca Marini na Moto2 e Fábio Quartararo na MotoGP foram os vencedores do dia.

Alex Rins da SUZUKI, Cal Crutchlow da LCR Honda e Marc Márquez da Repsol Honda foram as baixas clínicas, todos com suas lesões e fraturas específicas, mas ao que parece o multi campeão Marc Marquez foi o maior prejudicado.

MOTOE
Foto: Twitter/@ericgranado

Na MotoE, o brasileiro Eric Granado nos trouxe de volta o prazer de ver uma corrida totalmente controlada e dominada e ouvir nosso Hino Nacional no ponto mais alto do pódio com apenas com um pequeno deslize na largada assumido em entrevista por ele mesmo.

MOTO3
Foto: Reprodução

Na Moto3, aquele frenesi tão característico dos meninos que sonham em ser um Valentino Rossi ou um Marc Márquez, que do início ao fim não afrouxam a mão da manete direita e batalham de igual para igual até a última volta.

Vi batalha de um pelotão formado por ao menos 11 motos o tempo todo da prova, culminando com a definição da vitória na última curva, novamente de Albert Arenas, mais líder do que nunca no campeonato 2020.

MOTO2
Foto: twitter/@SkyRacingTeam

Na Moto2, na primeira fila largaram Jorge Martin, Jorge Navarro e Sam Lowes, mas como diz a máxima, treino é treino, corrida é corrida.

Luca Marini largou na quarta posição e na volta 5 assumiu a ponta, deixando todo o fuzuê para a turma de trás, mantendo estrategicamente seu distanciamento para Nagashima e Martin até o fim da Prova.

No parque fachado Marini recebeu o abraço do mano “véio” e chefe Valentino Rossi feliz da vida com seu irmão e pupilo na VR46.

MOTOGP
Foto: Twitter/@motogp

Na MotoGP? Pois é, na MotoGP não faltaram emoções, quero detalhar mais esta história.

Primeiro foram as quedas de Alex Rins durante Qualifyng no sábado e Cal Crutchlow durante Warm Up deste domingo que os impediram de participar da corrida, mas o pior aconteceu com Marc Márquez que na sua queda fraturou o úmero e necessitará de uma cirurgia na próxima 3ª feira.

Na corrida, Fábio Quartararo era o pole, mas Viñales, Márquez e Miller o ultrapassaram e o francês  precisou fazer corrida de recuperação.

Márquez passa Viñales na volta 3, assume a ponta e tenta abrir distância até que na volta 5 erra sozinho e quase cai da moto, saindo na caixa de brita e retornando lentamente para pista, voltando na p16 com 8 segundos para Viñales.

Quartararo ultrapassa Bagnaia e Miller e na volta 9 já estava começando a pressionar a p1 de Viñales quando o espanhol erra, perde a frente e é ultrapassado, ficando atrás de Miller na p3 antes de passarem para volta 10.

Márquez nesse momento já estava em corrida alucinada de recuperação, volta 10, atrás de Petrucci na p10.

Enquanto Quartararo, Miller e Viñales brigavam no top3, Márquez se aproximava rapidamente de Valentino Rossi que erra na entrada de curva e permite que Márquez o ultrapasse sem trabalho, ganhando tempo precioso na pista, faltavam aí 13 voltas para terminar a prova.

Top 3 inalterado enquanto Márquez passava por Bagnaia, Pol Espargaró, Dovizioso, chegava na P4 na volta 20.

Daquele jeito “Formiga-Atômica” que conhecemos, Marc Márquez chega em Maverick Viñales e… ao passar com o pneu dianteiro por dentro, na zebra, é ejetado de sua moto e ao cair na caixa de brita, ao apoias a mão direita no chão, recebe o impacto do pneu e sua moto no braço direito.

Foto: Twitter/@motogp

Plasticamente a queda foi muito violenta e fisicamente se demonstrou pior do que o imaginado. Márquez aparece de joelhos, mexendo o pulso direito, segurando o braço direito, reclamando de dor para os fiscais e sendo removido de maca para o centro médico.

Foto: Twitter/@motogp

Faltavam duas voltas para Quartararo, Viñales e Miller chegarem ao pódio, mas Dovizioso estragou a festa de Miller e terminou na P3.

Fábio Quartararo vence pela primeira vez na MotoGP, premiando um trabalho de 2 anos na Petronas Yamaha STR.

No início da tarde aqui no Brasil, foi postada a informação oficial do estado médico de Márquez, confirmado na sequência pelo próprio espanhol na sua conta de Twitter.

Foto: Twitter/@marcmarquez93
RESULTADOS X VELOCIDADE
Foto:/www.motogp.com

 

Foto: www.motogp.com
Foto: www.motogp.com
Foto: www.motogp.com

O campeonato na MotoGP 2020 está aberto!

Semana que vem nova prova em Jerez.