Início Retrospectiva Stock Car 2016 STOCK CAR 2016 – Retrospectiva da temporada 2016 da Stock Car Brasil...

STOCK CAR 2016 – Retrospectiva da temporada 2016 da Stock Car Brasil – Parte 1/3

205

Pessoal, enquanto a temporada 2017 da Stock Car não inicia, vamos matar um pouco da saudade e rever o que aconteceu na FANTÁSTICA temporada 2016! Começo hoje uma RETROSPECTIVA da temporada em 3 partes! Nesta primeira matéria vamos lembrar o que rolou na etapa inicial em Curitiba/PR, na etapa do Velopark, seguido da etapa de Goiânia/GO e fechando com a 4ª etapa em Santa Cruz do Sul! Espero que gostem! Vamos lá!

1ª Etapa - Curitiba/PR - Corrida de Duplas - 06 de março de 2016

Já na primeira semana de março/2016 os roncos destas máquinas fantásticas retornaram ao nosso convívio! O Palco? Autódromo Internacional de Curitiba/Pinhais/PR (AIC). Final de semana de muita euforia pelo pela primeira etapa do ano, mas momento de muita tristeza, reflexão e revolta por (em tese) estar se tratando de uma despedida da categoria de um dos melhores (pela qualidade e história) autódromos do país. Naquela época já estava garantida a venda do AIC para um grupo imobiliário.

Mas voltando ao tema central, para esta primeira etapa tivemos a CORRIDA DE DUPLAS, onde cada piloto oficial da categoria convida um outro piloto para compor o time e dividir o carro! Em 2016 tivemos, como convidados, grandes feras como Augusto Farfus (DTM) ao lado de Rubens Barrichello, ex-pilotos da F1 como Di Grassi e Nelsinho Piquet com Thiago Camilo e Átila Abreu respectivamente! Também figuras já conhecidas da Stock Car de outros carnavais como Antonio Pizzonia, Rodrigo Sperafico, Ricardo Sperafico e Duda Pamplona. Ainda promessas como Marco Cozzi, Vitor Meira e Vicente Orige. Até piloto de caminhão esteve presente, Felipe Giaffone correu ao lado de Luciano Burti.

Já na tomada de tempo a emoção correu solta! O treino foi dividido em 4 grupos de 16 carros. Grupos 1 e 2 com os pilotos titulares e grupos 3 e 4 com os convidados. Após os titulares marcarem seus tempos, tivemos Daniel Serra em 1º, seguido de Ricardo Maurício, Thiago Camilo, de forma fantástica Diego Nunes e fechando o TOP5, o campeão de 2014, Rubens Barrichello. Os convidados mandaram muito bem e após suas voltas rápidas ficamos com Farfus em 1º, de forma brilhante Vitor Meira (estreante), Vanthoor e Martin. Respectivamente companheiros de Rubinho, Max Wilson, Marcos Gomes, Zonta e Valdeno.

Pelas regras, a definição do grid se deu pela média da melhor volta do piloto titular e do convidado. Ótimo para Ricardinho Maurício que fez 1:19.022 e Guilherme Salas 1:19.400, o sétimo de seu turno. A soma das duas voltas, dividida por dois, resultou na média de 1:19.211. Um pouquinho acima, ficou a dupla Ruba/Farfus com 1:19.225. O TOP 5 no qualify foi:

1º – Ricardo Mauricio / Guilherme Salas – Eurofarma RC – 01:19.211
2º – Rubens Barrichello / Augusto Farfus – Full Time Sports – 01:19.225
3º – Thiago Camilo / Lucas di Grassi – Ipiranga-RCM – 01:19.277
4º – Max Wilson / Vitor Meira – Eurofarma RC – 01:19.288
5º – Marcos Gomes / Antonio Pizzonia – Voxx Racing Team – 01:19.325
Grid completo aqui!

E no domingo, 06/03/2016, tivemos um grande espetáculo! A emoção ainda estava à flor da pele, todos no autódromo (Público, Pilotos, Equipes e Staff) muito sensíveis e emocionados por se tratar, em tese, da última vez que um Stock Car deixaria farelos de pneu na pista! A sensibilidade da organização era tamanha que várias regras e restrições foram sendo “esquecidas”, permitindo inclusive que o público que participou da visitação entrasse na PISTA, isso lá na tão sonhada LINHA DE CHEGADA! Para mim ainda foi mais especial por encontrar no paddock o grande Sérgio Maurício, Reginaldo Leme e ainda uma foto com o grande Chicão Locutor. Fantástico!

Agora, falando da corrida, uma maravilhosa prova com 32 carros e 64 pilotos (titulares e convidados). Disputada até o fim e com belas mudanças de posições quando os convidados assumiram a boleia. No final deu Marcos Gomes/Pizzonia, Khodair/Félix da Costa e Ricardinho/Salas. A definição da corrida ficou mesmo a cargo dos convidados e o que importou mesmo foi a experiência e agressividade. Marquinhos foi esperto, muito sábio ao convidar Pizzonia para a parceria – experiência não falta! Khodair com o colega Português e sua garra de sempre (autor de uma das mais belas ultrapassagens da corrida). Já Ricardinho aproveitou o sentimento de “faca nos dentes” e a necessidade de bom resultado de Guilherme Salas, que por sinal MANDOU muito bem. Mesmo com problemas ao final da corrida (obrigado a cumprir pena por atitude antidesportiva para cima de Lucas Di Grassi), Farfus, companheiro de Rubinho mostrou sua agressividade saudável e marcante nas corridas da DTM alemã. Fez bonito nos treinos, quando foi o melhor entre os convidados, assumiu o carro em 7º na corrida e logo estava em 4º. Uma pena. Mas bela prova do curitibano e boa parceria com o Ruba.

Foto: Fernanda Freixosa / VICAR / Fotos Públicas

Graças a punição dada após a corrida a Felipe Fraga/Rodrigo Sperafico, tivemos Daniel Serra/Danilo Dirani em 4º, seguidos por Ricardo Zonta/Laurens Vanthoor. Destaque para a dupla Átila Abreu/Nelsinho Piquet por largarem em último e conquistarem a 6ª posição em uma bela corrida de recuperação. Fim de prova:

1º #80 Marcos Gomes/Antonio Pizzonia (Voxx Racing Team) – 46 voltas em 1h06min42s638
2º #18 Allam Khodair/Antonio F. Costa (Full Time Sports) – a 1s398
3º #90 Ricardo Mauricio/Guilherme Salas (Eurofarma RC) – 2s149
4º #29 Daniel Serra/Danilo Dirani (Red Bull Racing) – a 15s920
5º #10 Ricardo Zonta/Laurens Vanthoor (Shell Racing) – a 17s271
6º #51 Átila Abreu/Nelson Piquet Jr (Shell Racing) – a 17s947
7º #46 Vitor Genz/David Muffato (Eisenbahn Racing Team) – a 18a348
8º #12 Lucas Foresti/Luiz Razia (Full Time-ProGP) – a 18a731
9º #70 Diego Nunes/Dennis Dirani (União Química Racing) – a 19s320
10º #8 Rafael Suzuki/Franco Vivian (Vogel Motorsport) – a 23s034
O resultado completo pode ser visto AQUI!

2ª etapa – 10 de abril – Velopark/RS

Mês seguinte, continuamos no Sul do país e o palco foi o Velopark no fantástico Rio Grande do Sul! Como a pontuação válida pela primeira etapa é extremamente reduzida, para pilotos e equipes, Velopark é o início da disputa pelo título! Naquele final de semana tivemos a estreia das novas “cascas” dos carros da Chevrolet, saindo o Sonic e entrando o Cruze, que ficaram fantástico por sinal!

Na tomada de tempo, quem fez o melhor tempo e garantiu a pole position foi Cacá Bueno em uma recuperação brilhante e com um tempo absurdamente baixo! Daniel Serra não deixou barato e completou a dobradinha da Red Bull! Ricardo Maurício, Marcos Gomes, Max Wilson e Rubens Barrichello completam TOP6. Cesar Ramos, piloto da casa, fez treino fantástico e largou na 7ª posição. Completaram o TOP 10, Fraga, Campos e Thiago Camilo. Grid de largada – TOP10:

1º #0 Cacá Bueno – Red Bull Racing – 54s172
2º #29 Daniel Serra – Red Bull Racing – 54s467
3º #90 Ricardo Mauricio – Eurofarma RC – 54s495
4º #80 Marcos Gomes – Cimed Racing Team – 54s519
5º #65 Max Wilson – Eurofarma RC – 54s546
6º #111 Rubens Barrichello – Full Time Sports – 54s596
7º #11 Cesar Ramos – RZ Motorsport – 54s610
8º #88 Felipe Fraga – Cimed Racing Team – 54s690
9º #4 Julio Campos – C2 Team – 54s691
10º #21 Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – 54s714
Grid completo aqui!

No domingo (10/04/2016) tivemos as duas provas da 2ª etapa! Quem levou a melhor na 1ª bateria foi justamente o pole, Cacá Bueno! O único que tentou atrapalhar a festa de Cacá foi seu companheiro, que o ultrapassou na volta 10, mas no giro seguinte Cacá retomou e partiu para a vitória! Serrinha chegou em segundo, seguido de Marcos Gomes. No pelotão seguinte a corrida foi movimentadíssima com diversas trocas de posição e disputas maravilhosas! Fecharam o TOP 10: Cacá Bueno, Daniel Serra, Marcos Gomes, Felipe Fraga, Max Wilson, Rubens Barrichello, Denis Navarro, Átila Abreu, Valdeno Brito e Diego Nunes.

Na 2ª bateria a largada se deu com o grid invertido e assim Diego Nunes teve a honra de largar na ponta! Atrás dele o expresso da Paraíba (Valdeno), Átila, Navarro, Rubinho, Max, Fraga, Gomes, Serra e Cacá. Diego Nunes largou bem e com ritmo forte para tentar escapar das investidas de Valdeno. Parecia que teríamos mais uma prova dentro da normalidade, mas um safety car para a retirada do carro de Jimenez, tudo mudou! Com toque de Felipe Guimarães em Marcos Gomes, Cacá Bueno também se envolveu e tanto o piloto da CIMED quanto da Red Bull foram para o final do pelotão! Após a relargada na 10ª volta um verdadeiro SHOW de ultrapassagens! Para se ter ideia Rubinho e Navarro trocaram no mínimo umas 5 vezes de posição! Na ponta, Valdeno encostou em Diego Nunes faltando 2 voltas para o final, mas o piloto da União Química Racing conseguiu manter-se em 1º e garantir sua 2ª vitória na categoria. Fechou o pódio Átila Abreu! Seguidos de Fraga e Barrichello. Fecharam o TOP 10:

1º #70 Diego Nunes – União Química Racing
2º #77 Valdeno Brito – TMG Motorsport – 0s318
3º #51 Átila Abreu – Shell Racing – 1s065
4º #88 Felipe Fraga – Cimed Racing Team – 1s396
5º #111 Rubens Barrichello – Full Time Sports – 2s968
6º #29 Daniel Serra – Red Bull Racing – 3s429
7º #5 Denis Navarro – Vogel Motorsport – 5s815
8º #21 Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – 13s004
9º #18 Allam Khodair – Full Time Sports – 13s569
10º #8 Rafael Suzuki – Vogel Motorsport – 15s296

Foto: Fernanda Freixosa/ Stock Car

Somados os pontos da etapa 1, corrida de duplas, o campeonato estava com Serra em 1º, Cacá em 2º e Felipe Fraga em 3º. Marcos Gomes, campeão de 2015, com 29 pontos em em 4º.

3ª etapa – 22 de maio – Goiânia/GO

E a bola da vez para a 3ª etapa é a capital de Goiás! Goiânia recebeu as feras da principal categoria brasileira de automobilismo! Após iniciarmos a temporada em Curitiba/PR com a corrida de duplas e passar pelo belíssimo Rio Grande do Sul (Velopark) com uma etapa diferenciada (sem pit stops), voltamos ao modelo tradicional – duas corridas e possibilidade de diferentes estratégias de parada de box. Disputa garantida na pista e na estratégia! A parte triste daquela etapa foi a impossibilidade da participação da equipe RZ Motorsport por questões FINANCEIRAS! Os pilotos Luciano Burti e César Ramos ficaram sem carro.

No sábado, 21/05/2016, tivemos a tomada de tempo para a definição do grid! Calor absurdo de Goiânia influenciou a turma na pista e tivemos um treino fantástico! Tivemos 28 carros marcando tempo e para provar o nível de competitividade da categoria, 23 pilotos marcaram tempos no mesmo segundo. Rubens Barrichello, piloto da Full Time, cravou 1min23s916 e até o zerar do cronômetro Rubinho ainda detinha o melhor tempo! Mas surge das cinzas o piloto da Red Bull, Cacá Bueno! Com cronômetro zerado, o vice-líder completa a última volta e marca 1min23s818 – 0s098 apenas de diferença para Rubinho! O atual campeão, Marcos Gomes, garantiu a segunda fila – 3º. Em seguida temos o LÍDER do campeonato, Daniel Serra. Fechando o TOP5 ficou Ricardinho Maurício e na sequência tivemos Allam Khodair, Ricardo Zonta, Diego Nunes, Thiago Camilo e Valdeno Brito. TOP 10:

1º – Cacá Bueno – Red Bull Racing – 1min23s818
2º – Rubens Barrichello – Medley Full Time – 1min23s916 – 0s098
3º – Marcos Gomes – Cimed Racing – 1min23s941 – 0s123
4º – Daniel Serra – Red Bull Racing – 1min23s989 – 0s171
5º – Ricardo Maurício – Eurofarma-RC – 1min24s187 – 0s369
6º – Allam Khodair – Full Time Texaco – 1min24s200 – 0s382
7º – Ricardo Zonta – Shell Racing – 1min24s223 – 0s405
8º – Diego Nunes – União Química Racing – 1min24s233 – 0s415
9º – Thiago Camilo – Ipiranga-RCM – 1min24s257 – 0s439
10º – Valdeno Brito – TMG Racing – 1min24s257 – 0s439
Grid completo aqui!

E na tarde quente e ensolarada do domingo (22/05/2016) tivemos 2 corridas marcadas pela quantidade de ultrapassagens e disputa, bem como pela variação das estratégias de paradas de box. Neste cenário triunfaram Marcos Gomes, da Cimed Racing, e Galid Osman, da Ipiranga-RCM, respectivamente. O resultado coloca o piloto campeão de 2015 na liderança da tabela, seguido por seu companheiro de equipe Felipe Fraga, 12º na prova inicial e segundo colocado na complementar. Também subiram ao pódio nas provas Ricardo Maurício, Valdeno Brito e Rubens Barrichello. TOP 10 na prova #1:

1º – #80 Marcos Gomes (Cimed Racing)
2º – #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma- RC) – a 3s265
3º – #77 Valdeno Brito (TMG Racing) – a16s546
4º – #65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 20s743
5º – #46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – a 27s837
6º – #51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 34s339
7º – #66 Felipe Guimarães (Full Time-ProGP) – a 34s722
8º – #73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 36s112
9º – #4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) – a 36s476
10º – #8 Rafael Suzuki (Geolab Racing) – a 49s11

TOP 10 na prova #2:

1º – #28 – Galid Osman (Ipiranga-RCM)
2º – #88 – Felipe Fraga (Cimed Racing) – a 1s232
3º – #111 – Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 5s970
4º – #10 – Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 6s836
5º – #21 – Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 8s008
6º – #0 – Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 8s316
7º – #70 – Diego Nunes (União Química Racing) – a 9s917
8º – #18 – Allam Khodair (Full Time Sports) – a 10s241
9º – #9 – Guga Lima (TMG Racing) – a 11s878
10º – #63 – Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) – a 12s572
Resultados completos aqui!

Foto: Fábio Davini / VICAR / Fotos Públicas

Ao final da etapa tínhamos Marcos Gomes líder com 59 pontos, seguido de Felipe Fraga, Rubens Barrichello, Valdeno Brito e Átila Abreu com 47. Tudo levava a crer que o ano seria dominado pela CIMED, com vantagem para Gomes! Veremos!

4ª etapa – 05 de junho – Santa Cruz do Sul/RS

Voltando ao Sul do país, o palco da 4ª etapa foi Santa Cruz do Sul! No sábado (04/06/2016) tivemos a definição do grid de largada  e com volta perfeita para encerrar jejum de quase 2 anos, Felipe Fraga conquistou uma linda pole position! O vice-líder do campeonato deixou Allam Khodair para trás, mas o piloto da Full Time não deixou a desejar com treino fantástico! Daniel Serra abriu a 2ª fila, ao lado do companheiro Cacá Bueno. Thiago Camilo ficou em 5º. TOP 10:

1º – #88 Felipe Fraga (Cimed Racing) – 1min19s611
2º – #18 Allam Khodair (Full Time Sports) – 1min19s659
3º – #29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – 1min19s744
4º – #0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – 1min19s838
5º – #21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – 1min19s915
6º – #65 Max Wilson (Eurofarma RC) – 1min19s918
7º – #80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – 1min19s940
8º – #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – 1min19s956
9º – #51 Átila Abreu (Shell Racing) – 1min19s976
10º – #66 Felipe Guimarães (Full Time-ProGP) – 1min19s978
Grid completo aqui!

No domingo, 2 provas completamente tumultuadas! Apesar da baixa temperatura e céu nublado, a torcida compareceu e deixou o espetáculo ainda mais bonito! Na pista, algumas confusões, começando pela largada em função da demora no apagar das luzes vermelhas. Felipe Fraga fez uso de sua pole position e garantiu excelentes pontos ao vencer a prova #1. Mas não foi fácil, Fraga que tinha grande vantagem para Khodair, acabou ficando preso por várias voltas atrás de Max Wilson (retardatário). Assim, sua vantagem foi virando literalmente pó! Max foi advertido várias vezes com a bandeira azul, mas mesmo assim Max demorou muito a abrir passagem! Mesmo assim, Fraga conseguiu manter-se em 1º e garantiu a vitória! Allam Khodair e Daniel Serra completaram o pódio! Marcos Gomes fechou em quarto, com Átila Abreu em 5º. TOP 10 prova #1:

1º – #88 Felipe Fraga (Cimed Racing)
2º – #18 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 1s118
3º – #29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 24s006
4º – #80 Marcos Gomes (Cimed Racing) – a 26s197
5º – #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 33s021
6º – #51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 34s199
7º – #83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) – a 36s419
8º – #46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) – 38s363
9º – #73 Sergio Jimenez (Cavaleiro Sports) – a 40s051
10º – #10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 40s668

Para a prova #2, com a inversão dos dez primeiros colocados, ficaram Ricardo Zonta e Sérgio Jimenez na primeira fila. Após a largada começamos a ver as estratégias em funcionamento. Quem tinha parado na prova#1 para reabastecimento, começou a subir na classificação. E quem apareceu na ponta com tanque cheio e pneus novos foi Max Wilson! Seguido de Rubens Barrichello, que sofreu durante todo o final de semana com um carro instável e terminou a prova #1 em apenas 21º. Na sequência o surpreendente Felipe Guimarães. Raphael Abbate em ótima prova ficou com o 4º lugar e Galid Osman fechou o TOP5. TOP 10 prova #2:

1º – #65 Max Wilson (Eurofarma RC)
2º – #111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 3s690
3º – #66 Felipe Guimarães (Full Time-ProGP) – a 3s984
4º – #26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 26s227
5º – #28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 27s021
6º – #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 31s732
7º – #0 Cacá Bueno (Red Bull Racing) – a 39s643
8º – #8 Rafael Suzuki (Vogel Motorsport) – a 40s234
9º – #10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 41s353
10º – #51 Átila Abreu (Shell Racing) – a 46s932
Resultado completo aqui!

Foto: Duda Bairros / Vicar / Fotos Públicas

No campeonato, Fraga toma a liderança 86 pontos. Marcos Gomes fica em 2º com 7 pontos atrás. Átila Abreu saltou da sexta para a terceira posição com 70. Rubens Barrichello aparece em quarto com 66.

Semana que vem não perca a 2ª parte da nossa RETROSPECTIVA da temporada 2016 da Stock Car Brasil! Vamos relembrar Tarumã, Cascavel, Corrida do Milhão e Londrina!