Início Destaque FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP de...

FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP de Abu Dhabi – 2021

1273

 17 min de leitura

(Foto: XPB Images)
Confira o que pilotos e chefes de equipe esperam da etapa final do campeonato.

No próximo fim de semana (10 a 12 de dezembro), a Fórmula 1 permanece no Oriente Médio para realizar o Grande Prêmio de Abu Dhabi, a corrida que fechará com chave de ouro a temporada 2021, no circuito de Yas Marina, este que passou por algumas modificações.

A vigésima segunda prova do calendário decidirá os campeonatos de pilotos e construtores deste ano, já que, diferente dos últimos anos, não houve entrega de títulos por antecipação, devido a disputa equilibrada entre a Mercedes e a Red Bull.

Abaixo, confira o que pilotos e chefes de equipe, que se manifestaram, esperam do último GP da temporada e suas retrospectivas do ano, em ordem decrescente da classificação atual do campeonato de construtores.

Mercedes (587,5 pts)
(Foto: Mercedes/Divulgação)

Lewis Hamilton #44: Não comentou.

Valtteri Bottas #77: Não comentou.

Toto Wolff (chefe da equipe):O fato de ambos os campeonatos serem decididos na etapa final, prova o quão duro os dois lados [Red Bull e Mercedes] têm se desafiado e se aperfeiçoado. É tudo ou nada para o final da temporada e isso é incrível para o esporte, incrível para os fãs e incrível para todos nós.

Estamos prevendo os desafios de correr em Abu Dhabi neste fim de semana, em um circuito que passou por várias mudanças desde a última corrida lá. Há novas seções da pista para entender e isso é realmente um passo no desconhecido para todos. Então, vai ser outro evento emocionante.

A corrida final vai ser intensa, mas é importante não nos distrairmos, apenas manter a cabeça baixa, os pés no chão e trazer o desempenho que tivemos da última vez.

Red Bull Racing (559,5 pts)
(Foto: Red Bull Racing/Divulgação)

Max Verstappen #33: “Em primeiro lugar, estou animado por estar de volta a Abu Dhabi. O resultado do ano passado nem sempre é uma boa referência, pois foram múltiplos os fatores que contribuíram para isso. Tem nos faltado um pouco de ritmo nas últimas corridas, mas espero que não seja o caso neste fim de semana.

O traçado de Yas Marina sofreu algumas alterações e a pista está muito mais rápida agora. Vai ser interessante ver como isso afetará a configuração do carro. É importante fazer uma boa qualificação em Abu Dhabi, então espero que possamos fazer isso acontecer.

Tivemos muitas vitórias e bons momentos este ano e temos sido muito mais competitivos no geral, em comparação com os anos anteriores. Como equipe, podemos estar muito satisfeitos e orgulhosos do que conquistamos nesta temporada. Estou empatado com Lewis e vamos dar tudo para vencer este campeonato [de pilotos]. Vai ser uma corrida emocionante e queremos terminar a temporada da melhor maneira possível.”

Sergio Perez #11:A pista mudou bastante desde a última temporada, tornou-se muito mais rápida do que antes e será interessante ver como cada carro lida com isso. Estou ansioso para chegar lá na sexta-feira para correr nela.

Tem sido uma grande temporada, para os torcedores e para a equipe. Nós nos esforçamos ao máximo, demos tudo e vamos continuar até a última volta. Foi um primeiro ano agitado com a Red Bull mas, finalmente, me sinto em casa. Temos tudo para começar a temporada 2022 com o pé direito e espero que seja um ano de sucesso para nós.”

Christian Horner (chefe da equipe): A nossa equipe montou uma performance fenomenal nesta temporada: vencemos 10 corridas. Pegamos a Mercedes e quem diria isso este ano. Levamos os dois campeonatos até a corrida final, mas estamos com o pé atrás, precisamos de um milagre para conquistá-los. Obviamente, vimos pelo desempenho nas últimas corridas que a vantagem está com a Mercedes.

Temos mais uma chance de tentar ganhar o título de pilotos com Max, vamos dar tudo o que temos e nos preparar mais uma vez como equipe. Os mecânicos da garagem não estão desanimados; eles podem se orgulhar do esforço que foi feito, e veremos o que nos reserva nessa etapa final em Abu Dhabi.”

Ferrari (307,5 pts)
(Foto: Scuderia Ferrari/Divulgação)

Charles Leclerc #16:A luta com o Lando [Norris] ainda está aberta. Claramente, eu gostaria de ficar em quinto lugar, mas acima de tudo, quero me divertir. Tem sido uma temporada intensa, que nos tem visto progredir constantemente e a luta pelo terceiro lugar, que veio bem no final do ano, é a prova disso. Teremos um gostinho da próxima temporada no teste da próxima semana e mal posso esperar para ficar preso a essa nova aventura.

Carlos Sainz #55:Eu diria que este foi o melhor ano da minha carreira, tanto no meu progresso como piloto quanto como pessoa, porque passei por uma experiência completamente diferente de tudo o que já tinha passado, na equipe mais histórica da Fórmula 1, com muito mais pressão.

Acho que fiz progressos constantes ao longo da temporada, melhorando o meu entendimento com a equipe e o carro. Isso aumentou e nas últimas corridas cheguei a um nível forte. Quero aproveitar este último fim de semana de 2021 e terminá-lo com um bom resultado, talvez até pensando um pouco no quinto ou sexto lugar na classificação.”

Mattia Binotto (chefe da equipe): Não comentou.

Mclaren (269 pts)
(Foto: Mclaren F1 Team/Divulgação)

Lando Norris #4:Estou ansioso para ir a Abu Dhabi depois de um fim de semana decepcionante na Arábia Saudita. Acho que merecíamos muito mais e espero que a sorte mude neste fim de semana.

Yas Marina voltou com um novo layout de traçado, então estou animado para experimentá-lo. Tivemos um bom ano lá na temporada passade e espero que possamos terminar forte lá novamente este ano.”

Daniel Ricciardo #3:Pela última vez na temporada em Abu Dhabi, estou ansioso para voltar à pista rapidamente depois da última. Tenho esperança de que as mudanças no circuito melhorem a corrida, o que pode torná-la emocionante no domingo.

Depois de um bom resultado no fim de semana passado, estou querendo marcar mais alguns pontos decentes e terminar a temporada bem

Andreas Seidl (chefe da equipe):Depois de um longo ano de corridas, seguimos para Abu Dhabi prontos para dar tudo de nós pela última vez nesta temporada. Podemos nos orgulhar do progresso que fizemos este ano.

No início da temporada, o nosso objetivo era continuar a diminuir ainda mais a diferença para a frente do pelotão e conseguimos isso. Mas o trabalho ainda não foi feito e com um Grande Prêmio pela frente, ainda há a oportunidade de maximizar nosso desempenho e marcar bons pontos.

Neste fim de semana, estaremos correndo com uma pintura única também, marcando o lançamento da campanha Driven By Change de nosso parceiro Vuse. Mal posso esperar para vê-la sob as luzes.”

Alpine (149 pts)
(Foto: Alpine F1 Team/Divulgação)

Fernando Alonso #14: “Acho que ficou claro que o circuito antigo era bastante difícil de ultrapassar e espero que essas mudanças em Yas Marina possam fazer a diferença. É uma pena quando uma corrida para decidir o título é difícil de ultrapassar e, se houver mais ultrapassagens, será naturalmente mais emocionante para nós, pilotos, e para todos os que irão assistir.

Gostamos de correr em Abu Dhabi e estou curioso para ver se, na real, essas alterações vão mudar alguma coisa. Estou sempre ansioso para testar novos layouts de circuito, então vamos ver como será no domingo.”

Esteban Ocon #31:Em toda a minha carreira na Fórmula 1 até agora, Abu Dhabi sempre foi a última corrida da temporada. Há um burburinho único em torno do paddock durante todo o fim de semana, conforme a temporada chega ao fim, com as vagas para o campeonato ainda disponíveis. É mais uma corrida noturna, que agora está se tornando cada vez mais frequente na Fórmula 1. Elas são sempre agradáveis, pois dão uma sensação diferente de velocidade sob as luzes.”

Laurent Rossi (diretor executivo da equipe): “Podemos ter uma boa vantagem de pontos sobre a AlphaTauri, mas como vimos este ano tudo pode acontecer na Fórmula 1. Tudo o que precisamos é de um grande resultado, então não vamos comemorar nada até sabermos o que teremos na final.

Apesar dos aspectos positivos, também devemos ser duros com nós mesmos e aceitar que o quinto lugar não é onde queremos terminar uma temporada. Temos metas e objetivos em mente para as próximas e precisamos continuar este ano para garantir que a Alpine esteja em alta e aonde deve estar no futuro.

Acho que o que mostramos este ano, dentro e fora da pista, o trabalho em equipe é o que nos impulsiona. Fazemos as coisas do nosso jeito e às vezes funciona e às vezes não. O espírito de equipe está presente no DNA das fábricas em Enstone e Viry, e agora também em Dieppe. É culminado nos resultados que vimos na pista entre os nossos dois pilotos.”

AlphaTauri (120 pts)
(Foto: Scuderia AlphaTauri/Divulgação)

Pierre Gasly #10:Ano passado, marquei alguns pontos em Abu Dhabi, largando em décimo e terminando em oitavo. Sempre gostei de lá e tem um clima especial porque é a última corrida da temporada, o fim de todo o trabalho duro de um ano. A pista em si é bastante interessante, embora o layout tenha sido alterado, para ficar um pouco mais rápida e fluida no geral, então estou ansioso para ver o efeito que isso terá em tornar as ultrapassagens mais fáceis.

O fim de semana também marca o fim de uma era, pois é a última vez que corremos com esses carros, antes que a grande mudança nos regulamentos chegue para o próximo ano, com novos tamanhos de rodas e um design completamente diferente para os carros. Seria bom encerrar o ano que tem sido muito bom para a equipe com uma nota alta, mostrando um forte desempenho na corrida final.”

Yuki Tsunoda #22:Nunca corri em Abu Dhabi, mas já corri na pista de Yas Marina em um carro de Fórmula 1 quando participei do Teste de Novatos no final do ano passado. Ainda me lembro desse teste muito bem. Eu já havia pilotado um carro de F1 antes, mas nunca o carro atual daquela temporada. Foi muito emocionante para mim, especialmente a primeira vez que saí da garagem. Mas, na verdade, haverá coisas novas para aprender este ano para todos, pois eles fizeram grandes mudanças no layout da pista para tentar tornar as ultrapassagens mais fáceis.

Minha primeira impressão é que agora o circuito está muito mais rápido e fluido, por isso, será interessante ver o efeito que isso vai gerar nos pneus, já que isso costumava ser um problema no passado. Mesmo que a pista seja muito diferente, sinto que ainda sei como é com a minha experiência anterior lá. Será a última vez que correrei como um novato, então planejo aproveitar minha última competição com este status e ver se podemos terminar a temporada em alta.”

Aston Martin (77 pts)
(Foto: Aston Martin/Divulgação)

Lance Stroll #18:Este fim de semana será meu 100º Grande Prêmio de Fórmula 1 e, como é a última corrida do ano, seria perfeito comemorar com um bom resultado para encerrar o ano em alta. Aprendemos muito nesta temporada e isso vai ajudar a equipe no futuro, mas ainda queremos aproveitar ao máximo cada volta no novo layout de Abu Dhabi e buscar pontos.”

Sebastian Vettel #5:Houve uma mudança significativa no circuito de Yas Marina, então será como ir para outra nova pista neste fim de semana. Podemos esperar tempos de volta muito mais rápidos e será interessante ver o efeito de arrastamento nos pneus e na estratégia, bem como as alterações que teremos de fazer no acerto do carro. Mais uma vez, pretendemos terminar a temporada bem e com bons pontos.”

Otmar Szafnauer (chefe da equipe): Não comentou.

Williams (23 pts)
(Foto: Williams Racing/Divulgação)

George Russell #63:Seguimos para Abu Dhabi para a última corrida da temporada e o que com certeza será um fim de semana cheio de emoções misturadas, quando minha jornada com a Williams chegar ao fim. Foram três anos incríveis com a equipe, mas estou decidido a sair da melhor maneira possível e ajudá-la a garantir a oitava posição no Campeonato de Construtores. Seria uma recompensa adequada por todo o trabalho árduo e esforços de todos na Grove nos últimos anos.

Sempre gostei de correr em Yas Marina e tenho boas lembranças de ganhar o título de Fórmula 2 da FIA lá em 2018. Também estou ansioso para lidar com o novo layout, o que ajudará a criar um espetáculo melhor e espero que seja benéfico para o desempenho do nosso carro ao longo do evento. Estou totalmente concentrado na pista e na preparação para um final de semana forte.”

Nicholas Latifi #6: “Sempre há sentimentos contraditórios na corrida final do ano, mas estou animado para entrar na pista no Circuito de Yas Marina. Será interessante ver como as mudanças na pista impactam as corridas lá, mas é bom ver os circuitos procurando fazer melhorias e acho que isso vai fornecer um show mais emocionante para os fãs.

Nosso principal objetivo neste final de semana será garantir a oitava colocação no Campeonato de Construtores. Toda a equipe trabalhou arduamente ao longo do ano; seria ótimo ser recompensado com esse resultado e terminar a temporada em uma boa colocação.”

Jack Aitken (piloto reserva da equipe): É uma experiência muito especial cada vez que guio um carro da Williams e é ótimo estar de volta às pistas da F1 novamente. A equipe viu alguns bons resultados em 2021 e tenho trabalhado no simulador ao longo do ano para acompanhar o desenvolvimento do FW43B, o que me deu uma boa ideia das características do carro e o que esperar enquanto eu estiver do lado de fora.

Yas Marina é um circuito longo e, embora não seja tão complicado, ainda tem seus desafios; o setor três, especialmente, pode fazer com que você perca muito tempo. No geral, estou realmente ansioso para voltar aos trilhos e começar a trabalhar neste fim de semana em Abu Dhabi.”

Alfa Romeo Racing (13 pts)
(Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

Kimi Raikkonen #7: “É a última corrida da temporada e, desta vez, a última da minha carreira, mas não penso muito nisso. Claro, eu sei que vou me sentir diferente quando cruzar a linha de chegada e sei que este capítulo da minha vida está encerrado, mas assim que estiver no cockpit, será um GP como qualquer outro.

Quero terminar esta experiência com um bom resultado, para mim e para a equipe, e também quero aproveitar este fim de semana com a minha família e os meus amigos, que estarão comigo para me despedir da Fórmula 1.”

Antonio Giovinazzi #99: “Chego a Abu Dhabi cheio de confiança depois de uma corrida boa em Jeddah. Queria um resultado assim antes do final da temporada para mostrar minhas habilidades, que não desisti e que vou continuar lutando até a bandeira quadriculada final.

Agora, quero outra corrida forte para terminar bem os meus três anos com a equipe. Devo isso a todos aqueles que acreditam em mim e continuam me apoiando e devo a mim mesmo, terminar o ano com o resultado que sei que posso entregar. Vai ser um fim de semana interessante e estou pronto para isso.”

Frédéric Vasseur (chefe da equipe): “A última corrida da temporada é sempre um momento especial, ainda mais este ano, quando nos deparamos com mudanças drásticas, tanto dentro quanto fora da equipe.

Obviamente, queremos celebrar e homenagear Kimi e Antonio e suas contribuições para a nossa equipe e o esporte, mas também precisamos nos concentrar neste fim de semana; precisamos estar totalmente comprometidos com isso até a última volta em Yas Marina, dando tudo o que temos para alcançar um bom resultado.”

Haas (0 pts)
(Foto: Haas F1 Team/Divulgação)

Mick Schumacher #47:O ano passou mais rápido do que eu esperava e aprendi muito em termos de abordagem aos fins de semana e como abordar as corridas. Estou animado com essa última prova e acho que estamos todos prontos para uma pausa. Foi uma longa temporada, houve muitas inseguranças também, mas no geral, administramos bem. Temos mais do que o esperado do carro e estou feliz com isso. Conquistamos muitas coisas boas e sabemos que podemos melhorar em 2022.

Em relação ao novo layout da pista, acho que teremos que esperar para ver até chegarmos e fazer nosso primeiro treino livre. No papel, é sempre fácil dizer que as oportunidades de ultrapassagem vão aumentar, mas o fato é que sempre chegamos e descobrimos que não é bem assim.

Vou para a corrida com a mente aberta. Espero que haja mais oportunidades de ultrapassagem sim e é algo que claramente gostaríamos ver aqui. Esperançosamente, isso também irá melhorar nossa habilidade de correr com outros carros.”

Nikita Mazepin #9:Estou animado para chegar a Abu Dhabi; será uma nova pista e estou interessado em ver se o layout mudará certas coisas. Não me sinto mentalmente cansado e estou pronto para continuar a correr, o que é bom, mas com certeza a equipe, engenheiros e mecânicos precisam de descanso.

Só corri em Yas Marina na F2 e F3 e foi bom, as ultrapassagens não foram fáceis, mas ainda assim foram possíveis. Vai ser um traçado muito bom se der um passo à frente porque é um local legal e se for possível ver muitas trocas de posição, com certeza será empolgante para os fãs.”

Guenther Steiner (chefe da equipe):Física e mentalmente, estou me sentindo bem. Todos estão um pouco cansados, foi uma longa e difícil temporada e estou muito feliz por ter acabado. O bom é que estamos ansiosos por 2022, há alguma emoção lá, é um carro completamente novo e devemos estar de volta onde queremos lutar por pontos, o que é nosso objetivo. Todo mundo vai fazer isso, mas já passamos do ano que acabamos de passar, agora vamos tentar entrar de novo como antes da pandemia.

Espero que a equipe consiga se recuperar depois de uma temporada difícil e agradeço a todos por fazerem tudo o que foi necessário para passar o ano. Foi difícil fisicamente por causa de tantas corridas, e foi difícil mentalmente porque não estávamos correndo onde queríamos. Além disso, agradeço à FOM [Gestão da Fórmula 1] por montar o calendário, porque foi mais um ano difícil devido à pandemia.

Quanto ao novo layout do circuito, saberemos como será quando corrermos, mas as pessoas que fizeram isso sabem o que estão fazendo e, na minha opinião, vai ajudar a melhorar a disputa, mas tiraremos a prova real quando corrermos.”

NOVIDADES PARA O GP
Melhorias implantadas em Yas Marina
Modificações introduzidas no circuito de Abu Dhabi (Imagem: Fórmula 1/Divulgação)

O traçado de Yas Marina passou por algumas atualizações em seu layout, para aumentar as oportunidades de ultrapassagem e gerar provas mais competitivas. O domínio absoluto da Mercedes em Abu Dhabi, de 2014 a 2019, despertou na gestão do autódromo a necessidade de oferecer corridas mais emocionantes para os fãs.

A nova perspectiva da pista trouxe melhorias de fluxo nos setores 2 e 3, ao eliminar chicanes, alongar e abrir trechos em grampo de cabelo. Antes da atualização, Yas Marina possuía um total de 21 curvas; agora, conta com apenas 16. Isso é o suficiente para a visualização de uma disputa mais fluida e próxima entre as equipes.

Retorno de Jack Aitken
Jack Aitken (Foto: Williams Racing/Divulgação)

O piloto reserva da Williams Racing, Jack Aitken retornará ao cockpit do FW43B para participar do Treino Livre 1 na sexta-feira. O britânico volta a um GP da F1 um ano após sua estreia na categoria, no Grande Prêmio de Sakhir.

Jack se recuperou de um acidente que sofreu há cinco meses, durante as 24 horas de Spa, onde guiava um Lamborghini GT3 e se envolveu em um engavetamento na curva Raidillon. Jack sofreu fraturas nas vértebras e na clavícula, mas já se recuperou e, segundo o próprio piloto, está pronto para correr em Abu Dhabi.

Despedida dos pilotos Alfa Romeo
(Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

A etapa de encerramento da temporada será a última na categoria para os pilotos da Alfa Romeo, Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi. Kimi anunciou sua aposentadoria em setembro e o Grande Prêmio de Abu Dhabi marcará não só sua despedida da F1, mas o 352° GP do finlandês. Em sua carreira, o campeão da temporada 2007 alcançou um total de 21 vitórias, 103 pódios e 46 voltas mais rápidas.

Para Antonio Giovinazzi, seu último GP será um pouco doloroso. O italiano perdeu seu assento para o piloto de Fórmula 2, Guanyu Zhou, e não conseguiu lugar no grid para 2022. Ao perder as esperanças de retornar a categoria mais alta do automobilismo como piloto principal, Antonio fechou contrato com a equipe Dragon Penske de Fórmula E, e fará sua estreia na categoria elétrica ao lado do brasileiro Sergio Sette Camara, a partir do ano que vem.

Mclaren com pintura especial
(Foto: Mclaren F1 Team/Divulgação)

A Mclaren apresentou um novo esquema de pintura para os carros de Lando Norris e Daniel Ricciardo, em apoio à campanha “Driven by Change” da patrocinadora VUSE. O projeto visa promover o trabalho de artistas emergentes, com mais de 25 anos, e oferece plataformas que promovem, em nível global, o material desses talentos através do automobilismo.

DETALHES DO CIRCUITO
Circuito de Yas Marina (Imagem: Fórmula 1/Divulgação)

O circuito de Yas Marina possui 5.281 km de extensão, recebe GPs de Fórmula 1 desde 2009 e a corrida terá um total de 58 voltas. Devido às recentes alterações no traçado, o recorde de volta mais rápida se encontra nulo, o que mudará neste final de semana.

Com as atualizações, a pista está mais rápida e, agora, possui mais trechos de média a alta velocidade, com curvas de ângulos variados. O principal ponto de ultrapassagem em Yas Marina é a reta mais longa da pista: o trecho do segundo setor localizado entre as curvas 5 e 6, uma das duas zonas de abertura da asa móvel (DRS) disponíveis no circuito.

O QUE ESTÁ EM JOGO EM ABU DHABI
A reputação da Haas
(Foto: Haas F1 Team/Divulgação)

A Haas chega ao fim da temporada em seu pior cenário desde sua estreia na Fórmula 1, em 2016, por ser a única competidora de todo o grid que ainda não marcou pontos. Isso é um grande problema frente aos patrocinadores, estes que podem deixar de acreditar na equipe e encerrar qualquer relação com ela para o próximo ano.

Diante disso, é uma questão de honra que a dupla de pilotos Mick Schumacher e Nikita Mazepin cruzem a linha de chegada dentro do top 10 no domingo. Além disso, também é importante evitarem gerar mais prejuízos para a equipe por conta de contatos com o muro ou por se envolverem em acidentes com outros carros.

Os campeonatos de pilotos e construtores
(Foto: Divulgação)

Na classificação de pilotos, os dois favoritos ao título, Max Verstappen e Lewis Hamilton, se encontram empatados com 369,5 pontos. Isso significa que quem cruzar a linha de chegada na frente, será eleito campeão de 2021.

Nos construtores, a Mercedes lidera o campeonato com um total de 587,5 pontos, 28 de vantagem em relação a segunda colocada, RBR. Neste caso, a equipe alemã está mais perto de conquistar seu 8° titulo de construtores na Fórmula 1, ao considerar que Valtteri Bottas tem acompanhado mais de perto seu parceiro de equipe do que Sergio Perez.

FAVORITISMO

Ano passado, Verstappen venceu o GP de Abu Dhabi, após conquistar a pole, e quebrou a hegemonia da Mercedes no traçado de forma inédita, como fez em várias corridas nesta temporada. Porém, o RB16B se sai melhor em setores de baixa a média velocidade e Yas Marina é uma pista que possui um setor lento contra dois rápidos, o que favorece a Mercedes.

Assim, Lewis Hamilton tem grandes chances de conquistar o octacampeonato e se tornar o piloto mais vezes campeão da história da Fórmula 1. Por outro lado, Max Verstappen ainda não possui títulos na F1 e, sem dúvidas, lutará para ser campeão pela primeira vez e impedir que o rival ganhe mais um campeonato na categoria.

TRANSMISSÃO DO GP
(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

A corrida acontecerá no próximo domingo, às 10h (horário de Brasília), e será transmitida ao vivo pela Rede Bandeirantes de Televisão.

Entrevistas disponibilizadas pela assessoria de imprensa de cada equipe.

Artigo anteriorFÓRMULA 1 – Decisão em Abu Dhabi promete uma das corridas mais esperadas da história – 2021
Próximo artigoFÓRMULA 1 – Programação, Horários e Transmissão – GP de Abu Dhabi – 2021