Início Destaque MOTO GP – Corridas são corridas – GP da Emília Romanha (Misano)...

MOTO GP – Corridas são corridas – GP da Emília Romanha (Misano) – 2021

406

 3 min de leitura

OS DEUS DA VELOCIDADE OBSERVAM
A etapa da MotoGP 2021, neste domingo 24 de outubro de 2021, em Misano, Itália, comprovou que a frase do penta campeão argentino da Fórmula 1 Juan Manuel Fangio está sempre presente: “Carreras, son carreras, y terminan cuando se baja la bandera de cuadros” .

O piloto francês Fabio Quartararo conquistou o campeonato com uma das combinações de resultado possiveis: marcar os pontos necessários e seu concorrente, italiano Francesco Bagnaia não pontuar.

LARGADA
Bagnaia largou na pole, seguido de seu companheiro Jack Miller e de Luca Marini fechando a primeira fila, enquanto Fabio Quartararo fez uma corrida de recuperação, pois largou da p15.

Entre Bagnaia e Quartararo, o esquadrão DUCATI poderia proteger Pecco: Miller, Luca Marini, Zarco, Martin, além de Bastianini que largava atrás do francês.

Luzes vermelhas apagadas, Bagnaia acelera, Miller emparelha e deixa o italiano seguir na primeira curva, com Oliveira e Marc Marquez vindo da p5 e p7 ultrapassando Luca Marini e Pol Espargaró, Marc Marquez passa então Oliveira e na primeira volta já estava na p3.

Quartararo, após a largada recuou para P17 ficando com sua corrida um pouco mais trabalhosa, saiu então à caça de preciosos pontos.

QUE HISTÓRIA!
Miller, o escudeiro oficial de Bagnaia, foi pressionado por Marc Márquez e caiu sozinho ainda na volta 4.

A partir desse momento, o Formiga Atômica passa a comboiar Bagnaia, empurrando o italiano na ponta e abrindo a cada volta maior vantagem para seu companheiro Pol Espargaró na p3.

Organizando a volta 5, Bagnaia, MMarquez, PEspargaró, Oliveira, Morbidelli, AEspargaró, Marini, Martin , Rins, Lecuona e Quartararo na p11.

No decorrer da prova observamos Bagnaia e MMarquez isolados, Pol Espargaró sozinho e um pelotão, Quartararo incluído, brigando por posições intermediárias.

Depois de algumas quedas, faltando 6 voltas, a configuração da prova era: Bagnaia, MMarquez, (8 segundos), Pol Espargaró, Oliveira (8 segundos) e Quartararo na p5.

Eu imaginei que as posições ficariam assim até que MMarquez tomasse a decisão de atacar e ultrapassar Bagnaia no finalzinho, mas…

O INESPERADO ACONTECE!

Corridas são corridas, lembra?

SOZINHO, Francesco Bagnaia ao entrar na curva 5 cai, MMarquez herda a ponta e o campeonato se decide para Fábio Quartararo, agora na p3, atrás de Pol Espargaró.

Tudo resolvido?

NÃO!!! Enea Bastianini, outro motor DUCATI, pressiona e passa o francês, fechando o pódio, mas El Diablo confirma o título mesmo com a p4.

Que corrida!

Fiquei muito feliz com tudo que vi, incluindo todas as comemorações ao final da corrida, confira no Twitter em @tomadadetempo e no @motogp.

Valentino Rossi p10 se despediu das corridas na sua casa, ao lado de seu meio irmão Luca Marini com a p9.

Maverick Viñales ainda se entendendo com sua Aprilia terminou na p8.

Aleix Espargaró e Alex Rins no seu duelo particular terminaram na p7 e p6.

Johann Zarco terminou na p5.

FÁBIO QUARTARARO CAMPEÃO 2021, terminou na p4.

Enea Bastianini, o futuro, terminou na p3.

Pol Espargaró e Marc Marquez completaram o pódio com dobradinha da HONDA na p2 e p1.

PASSAGEM DE BASTÃO

Escrevi o resultado top10 de forma invertida, em contagem regressiva, como uma homenagem retratada nas duas fotos dessa matéria, para que fiquemos espertos: restam as provas de Portugal 7-11 e Valência 14-11 para curtimos essa trindade.

Foto: www.motogp.com

A saudade começa a bater na porta.

Passado, presente e futuro se misturam no ciclo da vida.

Para outras informações, convidamos a visitar www.tomadadetempo.com.br e nossas redes sociais.

Artigo anteriorSTOCK CAR – Grid de Largada – Velocitta/SP (10ª Etapa) – 2021
Próximo artigoFÓRMULA 1 – Resultado Final – GP dos EUA (Austin) – 2021