Início Destaque FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da...

FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da Bélgica – 2021

625

 13 min de leitura

(Foto: Mark Thompson/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Confira o que pilotos e chefes de equipe esperam da corrida que abre a segunda metade da temporada.

Após quase um mês de intervalo, a Fórmula 1 retorna para realizar a 12ª etapa da temporada: o Grande Prêmio da Bélgica, nos dias 27, 28 e 29 de agosto. A pista que receberá a categoria mais alta do automobilismo nesse final de semana é o circuito de Spa-Francorchamps, um traçado histórico e um dos mais admirados por pilotos e fãs de automobilismo no geral.

Curiosamente, a Fórmula 1 segue para Spa no ano em que o icônico traçado comemora 100 anos de existência. A pista belga é uma das poucas do calendário que recebe a F1 desde a temporada de estreia da categoria, esta que ocorreu em 1950.

Daniel Ricciardo (Foto: Mclaren F1 Team/Divulgação)

Embora não tenha nenhum automobilista ou escuderia com nacionalidade belga, essa prova será especial para Daniel Ricciardo, pois o GP da Bélgica marcará a corrida de número 200 do australiano na Fórmula 1.

Abaixo, confira as expectativas de pilotos e chefes de equipe, que se manifestaram, para o GP europeu, em ordem decrescente da classificação atual do campeonato de construtores.

Mercedes (303 pts)

(Foto: Mercedes/Divulgação)

Lewis Hamilton #44: Não comentou.

Valtteri Bottas #77: Não comentou.

Toto Wolff (chefe da equipe): Embora tenhamos aproveitado o merecido tempo de folga, também estamos ansiosos para voltar a fazer o que amamos: correr. Vamos para Spa-Francorchamps em uma boa posição. Lideramos os dois campeonatos e o W12 parece estar em um lugar melhor, após as atualizações introduzidas em Silverstone e uma exibição encorajadora na Hungria.

Mas sabemos que há um longo caminho pela frente e muito ainda pode acontecer nesta temporada de altos e baixos. Spa é uma pista que todos nós conhecemos e amamos, uma das verdadeiras clássicas da F1 com suas curvas icônicas, seções extensas e belas paisagens. É um traçado extremamente desafiador, tanto para os pilotos quanto para os carros, com a volta mais longa da temporada, muitas mudanças de elevação e algumas forças G muito fortes.

O clima também é notoriamente imprevisível lá e sempre joga uma bola curva em nosso caminho. Com o Grande Prêmio da Bélgica sempre produzindo corridas emocionantes e divertidas, é o lugar perfeito para começar a segunda metade da temporada.”

Red Bull Racing (291 pts)

(Foto: Red Bull Racing/Divulgação)

Max Verstappen #33: Acho que o circuito de Spa-Francorchamps é um bom lugar para reiniciar nossa luta pelo campeonato. Estou preparado e me sentindo bem para esse fim de semana. Spa é minha pista favorita e é muito legal pilotar com tantas curvas de alta velocidade e mudanças de elevação. Também estou ansioso para ver todos os fãs de laranja que virão nos apoiar, pois eles não puderam estar lá no ano passado.”

Sergio Perez #11: Estou sedento. Não apenas pelo GP da Bélgica, mas para a segunda metade da temporada.

Christian Horner (chefe de equipe): Não comentou.

Ferrari (163 pts)

(Foto: Scuderia Ferrari/Divulgação)

Charles Leclerc #16: Acho que esta pista em particular, no papel, é bastante difícil para nós. Já tivemos algumas boas surpresas este ano, então espero que tenhamos outra boa neste fim de semana e seremos mais competitivos do que pensávamos vindo aqui, mas no papel não parece um caminho forte para nós.”

Carlos Sainz #55: Não comentou.

Mattia Binotto (chefe da equipe): Não comentou.

Mclaren (163 pts)

(Foto: Mclaren F1 Team/Divulgação)

Lando Norris #4: Depois de um pequeno intervalo, estou ansioso para voltar a correr. O GP da Bélgica é uma corrida especial. Em primeiro lugar, Spa é um dos meus circuitos favoritos, com um layout fluido e de alta velocidade. A sequência de Radillon e Eau Rouge é uma das mais emocionantes de todo o calendário, e é muito legal fazer essas curvas em um carro de F1 moderno.

Em segundo lugar, é onde vive grande parte da minha família, o que sempre torna as provas lá uma ocasião especial. Eu definitivamente sinto o amor dos fãs por aí também, então estou louco para entrar no caminho certo e dar a eles um bom show.

Daniel Ricciardo #3: Spa, que é um circuito incrível. É a pista perfeita para voltar com suas seções de alta velocidade e mudanças dramáticas de elevação. Voltei a trabalhar no simulador na fábrica esta semana em preparação para o GP belga, e estou pronto para voltar a trabalhar.”

Este também é um final de semana especial para mim, pois me preparo para o meu 200º Grande Prêmio na Fórmula 1. Se você tivesse me dito em 2011, quando fiz minha estreia, que eu alcancei a marca de 200 GPs, certamente teria ficado muito animado com isso. É realmente um marco do qual estou orgulhoso. Farei tudo o que puder para que seja um fim de semana inesquecível.

Andreas Seidl (chefe da equipe): Após um período de descanso durante as férias de verão, estamos prontos para correr novamente. No momento, vivenciamos uma batalha intensa com nossos rivais mais próximos no Campeonato de Construtores e precisamos começar a correr em Spa para manter a pressão. Spa-Francorchamps é uma pista realmente única, emocionante e apresenta um desafio empolgante para nossos engenheiros e pilotos.

Este fim de semana na Bélgica também é um momento especial para Daniel e a equipe, pois comemoramos seu 200º Grande Prêmio. Alcançar este marco é uma conquista muita significativa e prova o nível de experiência que ele adquiriu ao longo de sua carreira de 10 anos na F1. Ele se junta a um clube de elite de pilotos ao passar por 200 GPs, e estamos ansiosos para comemorar com ele em Spa.

À medida que avançamos para mais uma rodada tripla, vamos trabalhar muito para retomar de onde paramos no final da primeira metade da temporada, marcando pontos em todas as corridas, exceto uma. O cronograma intenso é um desafio para a equipe, mas estamos prontos para enfrentá-lo, tanto com o pessoal de pista quanto o de fábrica, bem com nossos colegas da High Performance Powertrains (HPP) da Mercedes. Toda a equipe está animada para voltar e dar tudo de si.

Alpine (77 pts)

(Foto: Alpine F1 Team/Divulgação)

Fernando Alonso #14: Levei um tempo para recarregar minhas baterias, pois foi uma longa primeira metade da temporada. Já andei de bicicleta e passei um tempo com minha família e amigos. Não demorou muito para que eu voltasse para o circuito de corrida e me divertisse um pouco na minha pista de kart em casa.

Spa é um grande circuito e é um prazer correr nele em um carro de Fórmula 1. Seguir pela Eau Rouge sem problemas nesses carros modernos será incrível. É um traçado bastante tradicional de certa forma e sempre proporciona uma boa corrida para os fãs. O tempo às vezes pode ser imprevisível, então temos que aproveitar qualquer oportunidade, como fizemos em Budapeste.

Esteban Ocon #31: Eu não esperava entrar nessa corrida após as férias de verão como o último vencedor da temporada. Ainda é um sentimento incrivelmente especial e foi muito bem cronometrado, pois passei as últimas semanas relaxando com a família e amigos. Posso dizer, definitivamente, que parece real agora.

Chegou a hora de se concentrar em reiniciar a temporada e isso começa na Bélgica. Gostamos do nosso marco na Hungria e, claro, repetir essa sensação seria fantástico, mas vamos continuar realistas e dar o nosso melhor para um bom resultado. O clima pode tornar tudo interessante, então, se estiver seco ou úmido, estaremos prontos para aproveitar qualquer oportunidade.

Marcin Budkowski (diretor executivo da equipe): Seguimos para Spa depois de vencer o último Grande Prêmio antes das férias de verão, o que, claramente, não era algo que esperávamos. Não foi uma vitória baseada no desempenho total e absoluto, como algumas circunstâncias externas contribuíram, mas a oportunidade surgiu e estávamos lá para agarrá-la, em grande estilo, ao liderar 67 das 70 voltas da corrida.

Embora algumas semanas tenham se passado desde o Grande Prêmio da Hungria, ainda há boas vibrações dentro da equipe, pois estamos indo para a Bélgica. Também foi fantástico ver Esteban se recuperar depois de algumas etapas difíceis e marcar sua primeira vitória na Fórmula 1. É um marco muito importante para nós e um grande impulso moral para todos em Enstone e Viry. Agora que sabemos o gosto da vitória, vamos trabalhar ainda mais duro para atingir nossos objetivos e nos tornar um candidato regular no futuro.

AlphaTauri (68 pts)

(Foto: Scuderia AlphaTauri/Divulgação)

Pierre Gasly #10: Retornar para Spa-Francorchamps é uma ótima maneira de voltar a correr novamente. É uma das minhas pistas favoritas e sempre me dei bem nela. Particularmente, foi aqui que conquistei a minha primeira vitória em um monoposto. Então, sempre gera muitas lembranças boas, mesmo que nunca possamos esquecer de 2019 e as emoções ligadas a Anthoine [Hubert].

O layout da pista é incrível e geralmente produz boas corridas. Espero que possamos começar esta segunda parte da temporada, continuando de onde paramos na Hungria, depois de uma agradável pausa de verão, sendo totalmente recarregados para o tempo muito agitado que temos pela frente, especialmente as rodadas triplas.

Yuki Tsunoda #22: É muito bom retomarmos a temporada em Spa, porque tenho boas memórias dessa pista. No ano passado, na Fórmula 2, ganhei a Feature Race largando da pole e, no ano anterior, na Fórmula 3. Foi lá que consegui meu primeiro pódio na categoria.

“Eu gosto do circuito, então estou ansioso por esse final de semana. Além disso, acho que, pra mim, será ainda mais especial percorrê-lo pela primeira vez em um carro de Fórmula 1. Sem dúvidas, será uma experiência interessante ver como o AT02 passa pela Eau Rouge.

Aston Martin (48 pts)

(Foto: Aston Martin/Divulgação)

Lance Stroll #18: Foi bom fazer uma pausa e voltar com o máximo de concentração e determinação para a segunda metade do ano. Spa-Francorchamps é sempre uma espécie de corrida em casa para mim, devido à minha herança belga. É um dos meus GPs favoritos de todo o ano. Definitivamente, tudo pode acontecer em Spa.

Sebastian Vettel #5: Esse será um final de temporada muito agitado, com várias programações triplas, então o ímpeto será a chave para a luta no pelotão do meio. Queremos marcar bons pontos em Spa-Francorchamps para realmente fazer a bola rolar e pressionar as equipes que estão na frente.

Acho que todos os pilotos do grid gostam de correr em Spa e é definitivamente um dos meus lugares favoritos para pilotar um carro de Fórmula 1, por causa do layout e da combinação especial de curvas. Tenho ótimas lembranças desse traçado, tendo vencido aqui em 2011, 2013 e 2018, então mal posso esperar para voltar lá.

Otmar Szafnauer (chefe da equipe): Não comentou.

Williams (10 pts)

(Foto: Williams Racing/Divulgação)

George Russell #63: O fechamento do verão foi ótimo, mas mesmo depois de uma semana de folga, eu estava ansioso para voltar. Após a grande soma de pontos conquistados para a equipe em Budapeste, estamos entrando na segunda metade da temporada com bastante ânimo. Seguimos focados em oferecer o melhor desempenho possível em Spa, e no resto dessa série de três corridas seguidas em três finais de semana.

Nicholas Latifi #6: Foi ótimo relaxar e recarregar as baterias durante as férias de verão, mas estou super animado para voltar ao volante. Spa-Francorchamps é uma pista do calendário muito rápida e fluida, o que eu gosto, e é sempre um ótimo traçado para correr. Estamos com um ímpeto positivo depois da última corrida, mas sabemos que ainda temos trabalho a fazer e faremos uma prova de cada vez. Mal posso esperar para começar.

Alfa Romeo Racing (3 pts)

(Foto: Alfa Romeo Racing/Divulgação)

Kimi Raikkonen #7: Gostei do tempo livre: passar tanto tempo com a família não é algo que fazemos com frequência, então fiz questão de aproveitar ao máximo. Agora, porém, as férias parecem já no passado e estou louco para correr novamente.

Spa é o lugar perfeito para voltar; uma bela pista onde você consegue boas corridas e os domingos podem ser imprevisíveis. A situação no circuito será semelhante a antes do verão: precisamos estar atentos e tirar o máximo proveito do nosso carro, das circunstâncias e trazer um bom resultado para casa.

Antonio Giovinazzi #99: Passei algumas semanas com minha família e amigos, o que é sempre bom fazer quando se tem uma agenda tão ocupada. As férias de verão foram boas para treinar um pouco, mas principalmente para se recuperar, física e mentalmente, dos primeiros sete meses da temporada. Foi uma pausa agradável e me sinto bem, mas anseio voltar ao carro.

Spa-Francorchamps é uma pista épica, onde você sente que o piloto pode fazer uma grande diferença, e eu quero começar a segunda parte da temporada da melhor maneira possível. Estamos motivados para definir o tom desde o início da corrida até o final do ano.

Frédéric Vasseur (chefe da equipe):A equipe retorna à pistas com a determinação de continuar nosso trabalho e trazer para casa os resultados que merecemos. Os níveis de motivação são altos, tanto para esta temporada como para a próxima, e sabemos que temos a oportunidade de lutar pelos pontos em cada etapa até ao fim do ano.

Precisamos ter certeza de que maximizamos todas as oportunidades de somar pontos à nossa conta e lutar por uma posição melhor no campeonato. Há muitas chances de reverter isso, começando com essa rodada tripla, e estamos confiantes de que podemos subir no campeonato já aqui, na Bélgica.

Haas (0 pts)

(Foto: Haas F1 Team/Divulgação)

Mick Schumacher #47: Em geral, Spa-Francorchamps é a minha pista preferida, em qualquer circunstância. Para mim, voltar lá é ótimo. Eu corri nela no ano passado e em anos anteriores e, obviamente, tive muitos altos e baixos lá. Definitivamente, é um dos traçados mais desafiadores: é longo, histórico, possui muita ondulação e um dos fins de semana mais especiais que temos no calendário. Além disso, lembramos de alguns momentos difíceis, mas sempre mantemos todos, especialmente Anthoine (Hubert), em nossos corações quando vamos lá.

A mudança climática não afeta muito o acerto do carro porque ainda podemos mudá-lo durante as sessões de treinos, então temos tempo para acertar do nosso jeito. Apesar disso, normalmente, as condições mudam ao longo do GP. Estou ansioso para ter um pouco de chuva lá, o que seria bom. Obviamente, se estiver seco, ficarei feliz em correr em seco também, então vamos apenas deixar rolar e então veremos como vai ser.

Pilotar a Benetton do meu pai nesse circuito, em 2017, foi uma ótima experiência. Agora, cinco anos depois, estou pilotando na Fórmula 1 e isso foi 30 anos depois que meu pai fez sua estreia. É um momento muito especial para mim e minha família. Fico muito feliz por ir lá e deixar minha marca nessa pista especial também.

Nikita Mazepin #9: A Fórmula 1 tem uma temporada muito longa e você precisa tirar uma folga para estar melhor preparado para os desafios mentais que vêm na segunda metade do ano. Foquei em meus estudos, fui para as montanhas para andar de quadriciclo e buggy, e me concentrei apenas nas coisas que amo. Nas últimas semanas e meia venho treinando para estar pronto para o GP da Bélgica.

Spa-Francorchamps é um dos meus circuitos favoritos na Fórmula 1. A coisa mais maluca de lá é que a volta é longa e, às vezes, você está no primeiro setor, em seco e, no segundo, está úmido. Pilotamos por florestas e diferentes seções da pista em velocidades diferentes, mas se o carro estiver bom lá, é o melhor traçado e sensação que você pode ter ao pilotar. Estou ansioso para percorrer a curva Eau Rouge na Fórmula 1; será uma sensação muito interessante.”

Guenther Steiner (chefe da equipe): Não comentou.

NOVIDADES PARA O GP

(Foto: AFP)

A Ferrari anunciou que usará o seu terceiro motor permitido na temporada, já que a unidade de potência de Charles Leclerc sofreu avarias irreparáveis, devido ao contato recebido por Stroll na Hungria.

Caso o monegasco precise de um quarto motor para disputar alguma outra etapa deste ano, será penalizado em -5 posições no grid, na prova seguinte a troca, de acordo com as normas da FIA.

Assim como a escuderia italiana, a Red Bull também usará o terceiro motor para o GP da Bélgica, pois, segundo a Honda, a unidade de potência de Max Verstappen e Sergio Perez também foi danificada de forma irreversível na Hungria.

Valtteri Bottas (Foto: Mercedes/Divulgação)

Nesse fim de semana, Valtteri Bottas irá cumprir a punição de -5 posições no grid de largada que recebeu no GP da Hungria, ao bater em Lando Norris e o tirar da corrida na curva 1. Assim, Hamilton ficará sem escudeiro nessa prova.

Circuito de Spa-Francorchamps (Imagem: Fórmula 1/Divulgação)

O circuito de Spa-Francorchamps possui 7.004 km de extensão, recebe GPs da Fórmula 1 desde 1950 e a corrida terá um total de 44 voltas. O recorde de volta mais rápida no traçado pertence a Valtteri Bottas, este que marcou o tempo de 1:46.286 em 2018.

A pista tem como características principais a predominância de trechos de alta velocidade, mudanças acentuadas de elevação, sequências de curvas de média e duas zonas de ativação da asa móvel (DRS). Além disso, Spa possui uma das retas mais longas da temporada, localizada após a famosa curva Eau Rouge e o principal ponto de ultrapassagem do traçado.

O favorito à vitória nessa etapa é Lewis Hamilton, este que venceu em Spa ano passado. Porém, devido a punição aplicada em Bottas, Verstappen terá caminho livre para disputar a vitória com o britânico.

Além disso, caso Sergio Perez consiga se classificar bem e largar próximo ao parceiro de equipe, as chances de Max garantir mais uma vitória na temporada e reassumir a liderança do campeonato serão ainda maiores.

Transmissão no Brasil

A corrida acontecerá no próximo domingo, dia 29 de agosto, às 10h (horário de Brasília), e será transmitida ao vivo pela Rede Bandeirantes de Televisão.

Entrevistas disponibilizadas pela assessoria de imprensa de cada equipe.

Artigo anteriorWEC – 24 HORAS DE LE MANS – Melhores momentos (Classificação e Corrida) – 2021
Próximo artigoFÓRMULA 1 – Programação, Horários e Transmissão – GP da Bélgica (Spa) – 2021