Início Destaque FÓRMULA E – Aquecimento para o E-Prix de Nova Iorque – 2021

FÓRMULA E – Aquecimento para o E-Prix de Nova Iorque – 2021

542

 3 min de leitura

(Foto: Cortesia da Fórmula E)

Saiba o que esperar das etapas 10 e 11, em uma cidade que retorna ao calendário após ficar uma temporada ausente.

A Fórmula E realizará no próximo final de semana (10 e 11 de julho), a rodada dupla do E-Prix de Nova Iorque, uma etapa clássica que está de volta à programação da categoria elétrica. Na rodada anterior, 2019/2020, o EP americano ficou de fora do itinerário, devido a pandemia do novo coronavírus.

A estreia do E-Prix nova iorquino ocorreu na temporada 2016/2017 e, a partir daí, continuou no calendário até a quinta rodada (2018/2019), esta que consagrou Jean-Éric Vergne como o primeiro bicampeão da história da categoria.

Esse ano, será a quarta vez que a Fórmula E visita a cidade apelidada de “a grande maçã”.

Layout do circuito de Nova Iorque

Circuito Urbano Red Hook (Imagem: Fórmula E/Divulgação)

O traçado divulgado pela Fórmula E para o EP duplo é o mesmo utilizado nas temporadas anteriores, localizado no Brooklyn, no bairro de Red Hook. Possui uma extensão de 2.320 km, há 14 curvas no total e o modo ataque será ativado na curva 10, esta que é em forma de grampo de cabelo, ou seja, circular e fechada.

Assim como em Mônaco, a maior parte desse circuito é formada de setores de baixa a média velocidade, o que facilita para os pilotos e equipes quanto ao gerenciamento de energia, já que as frenagens serão mais frequentes.

(Foto: Cortesia da Fórmula E)

Outro fator que faz o traçado americano ser parecido com o de Monte Carlo, é o desafio gerado para os competidores em manter o carro intacto durante as provas. Em todas as edições do EP duplo de Nova Iorque, houve de 3 a 5 abandonos devido a contato entre pilotos ou com o muro.

O que esperar do E-Prix americano

(Foto: Cortesia da Fórmula E)

Em todas as três edições anteriores do EP nova iorquino, há 3 pilotos que se destacaram nessa etapa dupla: Sam Bird, Lucas Di Grassi e Sébastien Buemi. Estes são os favoritos à vitória nesse final de semana.

Bird venceu as duas provas na estreia, em 2016/2017. Para orgulho da nação brasileira, Di Grassi ocupou o pódio duas vezes consecutivas na rodada 2017/2018, ao vencer a corrida 1 e finalizar em segundo na disputa do dia seguinte.

Sébastien Buemi (Foto: Cortesia da Fórmula E)

Já Buemi, se saiu melhor do que os dois pilotos citados. O suíço subiu no pódio três vezes, ao ocupar o terceiro lugar na temporada 4, vencer a corrida 1 de 2018/2019 e terminar a competição posterior em terceiro. Sébastien é o competidor de maior destaque dentre os favoritos que podem vencer nesse E-Prix.

Ao considerarmos a classificação, vemos que nenhum desses três pilotos estão bem na temporada. Isso abre a possibilidade de vermos outros automobilistas com a vitória, como o novo líder do campeonato, Edoardo Mortara e o vice, Robin Fijns, este último que venceu a corrida 1 no circuito de Red Hook, na temporada 2018/2019.

(Foto: Cortesia da Fórmula E)

A TV Cultura e o SporTV vão transmitir o E-Prix de Nova Iorque ao vivo, no sábado e no domingo, a partir das 17h e 14h, respectivamente, segundo o horário de Brasília. A PROGRAMAÇÃO COMPLETA, com horários e canais de transmissão, você encontra aqui!

Artigo anteriorFÓRMULA INDY – Classificação de pilotos após Mid-Ohio – 2021
Próximo artigoSTOCK CAR – Programação, horários e transmissão – Cascavel/PR (5ª Etapa) – 2021

1 COMENTÁRIO