Início Destaque FÓRMULA 1 – Vettel deixará a Ferrari após o fim da temporada...

FÓRMULA 1 – Vettel deixará a Ferrari após o fim da temporada – 2020

154

 5 min de leitura

(Foto: Fórmula1/Divulgação)

Notícia já esperada por muitos se torna oficial, após a escuderia italiana confirmar a saída do alemão, que está sem equipe por enquanto.

A Ferrari anunciou esta manhã que o piloto Sebastian Vettel não permanecerá na equipe depois da temporada 2020 da Fórmula 1, ou seja, o contrato que termina esse ano não será renovado. Segundo ambas as partes, houve conversas e tempo investido para fazer a parceria continuar, mas a equipe e o alemão decidiram seguir caminhos diferentes.

Meu relacionamento com a Escuderia Ferrari terminará no final de 2020“, afirmou Vettel. “Para obter os melhores resultados possíveis neste esporte, é vital que todas as partes trabalhem em perfeita harmonia.

A equipe e eu percebemos que não há mais um desejo comum de permanecermos juntos até o final desta temporada. Questões financeiras não tiveram parte nesta decisão conjunta. Não é assim que penso quando se trata de fazer certas escolhas e nunca será.

O que vem acontecendo nos últimos meses levou muitos de nós a refletir sobre quais são nossas verdadeiras prioridades na vida. É preciso usar a imaginação e adotar uma nova abordagem para uma situação que mudou. Eu próprio reservarei o tempo necessário para refletir sobre o que realmente importa quando se trata do meu futuro.

A Escuderia Ferrari ocupa um lugar especial na Fórmula 1 e espero que obtenha todo o sucesso que merece. Finalmente, quero agradecer a toda a família Ferrari e, acima de tudo, aos seus “tifosi” em todo o mundo, pelo apoio que eles me deram ao longo dos anos.

Meu objetivo imediato é terminar minha longa temporada com a Ferrari, na esperança de compartilhar mais alguns momentos bonitos juntos, para adicionar a todos aqueles que desfrutamos até agora.”

Vettel comemora ao vencer o GP de Singapura, ano passado (Foto: Fórmula 1/Divulgação)

O chefe da escuderia Ferrari, Mattia Binotto, comentou: “Esta é uma decisão tomada em conjunto por nós e Sebastian, que ambas as partes acham que é o melhor. Não foi uma decisão fácil de alcançar, dado o valor de Sebastian como piloto e como pessoa.”

Não havia nenhuma razão específica que levou a essa decisão, além da crença comum e amigável de que havia chegado o momento de seguirmos caminhos separados para alcançar nossos respectivos objetivos.”

Sebastian já faz parte da história da Escuderia, com suas 14 vitórias em Grand Prix, tornando-o o terceiro piloto mais bem-sucedido da equipe, enquanto ele também é quem marcou mais pontos.

Em nossos cinco anos juntos, ele terminou entre os três primeiros no Campeonato de Pilotos por três vezes, contribuindo significativamente para a presença constante da equipe nos três primeiros da classificação dos Construtores.

Em nome de todos na Ferrari, quero agradecer a Sebastian por seu grande profissionalismo e pelas qualidades humanas que ele demonstrou nesses cinco anos, durante os quais compartilhamos muitos grandes momentos.

Ainda não conseguimos conquistar um título mundial juntos, o que seria um quinto para ele, mas acreditamos que ainda podemos tirar muito proveito desta temporada incomum de 2020.”

Como Binotto disse, Vettel foi o principal responsável por manter a equipe entre as três primeiras colocações, tanto no campeonato de pilotos como o de construtores. Obviamente, Sebastian tinha o desejo de ganhar um campeonato com a lendária Ferrari,  onde ingressou em 2015, após sair da Red Bull Racing, equipe esta em que conquistou 4 títulos consecutivos.

Infelizmente para o alemão, sua entrada na Ferrari coincidiu com a hegemonia da Mercedes e ganhar não só a maior parte das corridas, como adicionar mais um título a coleção, não se tornaram realidade.

Ano passado foi uma temporada difícil pra Vettel: com a entrada da jovem promessa, Charles Leclerc na equipe, o veterano da Ferrari foi superado pelo novato e ainda o viu como vencedor da corrida mais importante para a escuderia: o GP da Itália, no circuito de Monza.

Houve disputas sérias entre os pilotos Ferrari, como o duplo abandono por conta de um ataque de fúria de Vettel por não aceitar ser ultrapassado por Leclerc em Interlagos. Mas a relação fora das pistas entre os pilotos Ferrari era amigável.

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Charles Leclerc, lamentou a saída de Vettel da equipe: “Foi uma grande honra pra mim ser seu parceiro de equipe. Nós tivemos alguns momentos tensos na pista… mas sempre houve respeito. Eu nunca aprendi tanto como eu aprendi com você como minha dupla. Obrigado por tudo, Seb.”

Possíveis equipes para contratarem Sebastian Vettel a partir de 2021:

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Mclaren – Há discussões sobre o alemão ser contratado para a equipe inglesa, mas isso se Carlos Sainz for chamado para ocupar o lugar vago da Ferrari (o que é difícil, já que há um piloto experiente em subir em pódios e vencer corridas disponível a partir de 2021).

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Renault – Outra possibilidade é Vettel assumir o lugar de Daniel Ricciardo, já que o contrato inicial do australiano termina esse ano. Se Ricciardo for escolhido pela Ferrari para disputar a temporada 2021, Sebastian é um substituto praticamente certo, pois nenhuma equipe dispensaria os trabalhos de um tetracampeão.

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Mercedes – Ambos os atuais pilotos Lewis Hamilton e Valtteri Bottas, estão sem contrato para 2021, já que a última renovação vai até a temporada vigente. É improvável a equipe abrir mão de Hamilton e o deixarem ser agarrado pela Ferrari, já que o britânico está prestes a se igualar a Michael Schumacher em títulos ganhos esse ano e a dar mais um campeonato de construtores para a escuderia alemã.

O que pode acontecer aqui é Valtteri Bottas perder seu lugar e Vettel o assumir, pois se a Mercedes já está praticamente imbatível mesmo com um dos pilotos sem título, é possível imaginar o que faria com um tetracampeão e um hexacampeão (talvez hepta ao final dessa temporada, Hamilton). Assim, não seria uma surpresa Bottas ser chamado para substituir Vettel na Ferrari.

Por enquanto, essas são as possibilidades esperadas em relação ao futuro de Vettel na Fórmula 1, mas nenhum acordo foi feito até o fechamento desta matéria.