Início Geral AIC – Adiado o fechamento do Autódromo Internacional de Curitiba / Pinhais...

AIC – Adiado o fechamento do Autódromo Internacional de Curitiba / Pinhais – 2016

248

 2 min de leitura

aic

No último dia 12 de maio de 2016, o Autódromo Internacional de Curitiba (AIC) divulgou em seu site oficial uma nota que, em tese, confirma a possibilidade de que o AIC tenha atividades de esportes a motor até dezembro de 2016. Após a oficialização da venda, a previsão de funcionamento era julho. Veja nota na íntegra:

banner04

Jauvenal – presidente do autódromo – explicou sobre a decisão de adiar o projeto imobiliário e postergar o fechamento do autódromo:

“É o resultado do momento econômico e político do Brasil. Comer pelas beiradas não faz mal para ninguém. Com o anúncio do adiamento, todo mundo (as categorias) voltou a nos procurar”.

A situação pode levar a Stock Car trocar a etapa de 17/07/2016 de local – De Cascavel/PR para Curitiba/PR. Mas a princípio as conversas ainda estão ocorrendo e nada está DEFINIDO ou OFICIALIZADO.

EVENTOS

Abaixo estão os eventos que ainda ocorrerão no circuito. Infelizmente a Moto 1000 GP que faria sua estreia de 2016 no AIC, cancelou a temporada (Saiba Mais):

SPRINT RACE BRASIL – 28 a 29/05/2016
SPRINT RACE BRASIL – 18 a 19/06/2016

EMOÇÃO

Aprecie este maravilhoso vídeo da MeetBrazilRacing no Autódromo Internacional de Curitiba! Emocionante! Fantástico! E pensar que tudo isso em breve vai acabar! #savetheAIC #AIC

CRÍTICAS

Grandes pilotos paranaenses fizeram duras críticas quanto ao fechamento do Autódromo! Gabriel Casagrande (Stock Car) criticou de forma dura a omissão do poder público

“Para construir estádios para times medíocres, em lugares que não existe sequer público, gastam bilhões, e para conservar um autódromo em um local onde gera atenção e receita, aí não tem dinheiro. Poderia ser equiparada a importância dos esportes. É muito triste saber que vai acabar porque ninguém quis colocar dinheiro, ninguém demonstrou interesse em manter”.

Já o curitibano Júlio Campos, também da Stock Car, fala com tristeza:

“É uma pena, vai ter uma carência dentro da nossa categoria e para todos do automobilismo. Mais um autódromo que perdemos no Brasil e, por ser curitibano, perdemos o quintal de casa”.

Ricardo Sperafico ressaltou a falta de perspectivas e de políticas públicas que incentivem o esporte:

“É triste porque estão acabando os autódromos. Os governos não têm projetos para futuras pistas. Estamos perdendo uma por ano, o que não incentiva o esporte, não forma pilotos, e vamos acabar ficando escassos de talentos”

Artigo anteriorSPRINT RACE – Grid de Largada – 3ª Etapa – Curitiba/PR – 2016
Próximo artigoFÓRMULA 1 – Resultado Final – GP de Mônaco – 2016

1 COMENTÁRIO