Início Fórmula Truck FÓRMULA TRUCK – Giaffone conquista em Londrina o tetracampeonato da Fórmula Truck...

FÓRMULA TRUCK – Giaffone conquista em Londrina o tetracampeonato da Fórmula Truck – 2016

55

Incrível, essa é a palavra certa para descrever o que aconteceu hoje em Londrina, a finalíssima foi debaixo de muita chuva, e nem o mau tempo conseguiu ofuscar o brilho da festa da última etapa da temporada da Fórmula Truck.

O novo tetracampeão Felipe Giaffone festeja sua 27ª vitória na Fórmula Truck. - Foto: Luciana Flores.
O novo tetracampeão Felipe Giaffone festeja sua 27ª vitória na Fórmula Truck. – Foto: Luciana Flores.

O final de semana, desde os primeiros treinos livres de quinta até o pódio de hoje foram sem palavras, tudo devidamente perfeito.

Uma frase que em uma conversa disse ao Marcelo – a quem sempre terá meu agradecimento pelo convite feito meses atrás e também pela confiança – grande amigo e também colunista aqui do Tomada foi novamente o que aconteceu.

“Da emoção de pisar em um autódromo e se emocionar, sair arrepiado de lá” – isso resume o meu sábado.

Quando os brutos entraram na pista para o Warm up, debaixo de muita chuva, o piloto Leandro Totti tricampeão da categoria, logo de cara já dominou. Com toda sua experiência o piloto londrinense, foi o melhor e garantiu a primeira colocação hoje pela manhã.

Após o Warm up tivemos o período de visitação dos boxes –  para a alegria de todos, dessa vez não estava chovendo – o que proporcionou aos fãs terem um contato mais pessoal com os pilotos, e claro muitas risadas com os amigos. Como já é praxe, a visitação foi uma zuera sem fim, confirmando o que sempre digo, quando se faz algo por amor, o trabalho vira uma diversão.

Fabio Melo, o fotógrafo/piloto comandava o HUE ao lado do grande Julio Cezar Saravy, vulgo pescoço. Cleiton Nogueira, e a dupla Marcos Vinicius e Delfino eram os mais tranquilos da galera, porém também estiveram presentes nos bate papos durante as idas e vindas pelos boxes.

Os boxes e camarotes do autódromo Ayrton Senna por sua vez, estavam cheios, mostrando toda a força que a categoria tem no norte do Paraná, que mesmo com muita chuva lotou.

No meio de toda essa festa, um bruto chamava muita atenção. Era Junior Biriba com seu Scania adaptado, o piloto paulista que é cadeirante e mostrando muita garra e superação, demonstrava muita alegria em estar presente em uma corrida da Fórmula Truck, algo que sempre foi o sonho do piloto.

Como já era esperado, o pessoal do Super Drift Brasil levou todos ao delírio e deu um show. Com manobras de tirar o fôlego, o quarteto do SDB, foi sem dúvida a “cereja do bolo” desse sábado.

Destaques para a piloto Bruninha e seu Nissan 350z, e também para o Ford Mustang Fastback 1967 com a motorização do novo Mustang, como mais de 500 cv. Potencia que era administrada pelas mãos do sheriff João Barion. Sem esquecer do Nissan Skyline R34 preto e do 370z que também tiveram seu brilho especial no evento.

Antes da largada, mais um momento emocionante na finalíssima da Truck. Todos os pilotos ficaram perfilados e foi feito um minuto de silêncio em homenagem a todos os jornalistas e jogadores da delegação do time da Chapecoense, que perderam a vida no incidente envolvendo o voo da LaMia.

De uma forma muito bonita todos no autódromo respeitaram o período de silêncio, e após o termino um lindo coro dizendo “vamo vamo chape” foi entoado por todos os presentes. E assim foi levantada a placa de cinco minutos, seguida minutos depois por uma queima de fogos.

Por conta do piso molhado a largada foi com o Pace Truck, porém logo já entrou nos boxes. Giaffone largou muito bem e manteve a ponta, com Roberval e Cirino logo atrás. Pachenki que buscava sua segunda vitória na categoria acabou escapando e voltas depois abandonou.

Cirino com uma grande manobra voltas depois ultrapassou Roberval Andrade, e deixou o piloto paulista na terceira posição. No segundo pelotão, Totti de todas as maneiras tentava ultrapassar Roberval, porém com Raijam e Adalberto Jardim na cola as coisas ficaram difíceis para o “marvado”. Ainda mais difíceis quando o piloto teve problemas e precisou entrar para os boxes. Salustiano que também buscava o título iniciava ali, de forma incrível, sua corrida de recuperação.

Com a pista um pouco mais seca, após o abandono de Débora Rodrigues, tivemos a bandeira amarela quadriculada programada. Como o Pace Truck novamente na pista, Thaís Fontoura liderou os brutos até o resgate ser terminado, e assim voltas depois os pilotos relargaram.

Salu que nesse momento já se encontrava na segunda colocação, na relargada fez uma ultrapassagem que foi considerada pelos diretores da prova invalida e mesmo levando seu Mercedes a vitória, o piloto foi punido e assim Giaffone conquistou em Londrina o tetra, vencendo de ponta a ponta a corrida.

É claro que Londrina no dia do seu aniversário não deixaria a festa apenas no autódromo. Nos 45 minutos do segundo tempo, o desaparecido – calor – retornou, coroando o pódio com um sol incrível e finalizando com chave de ouro a temporada 2016 da Fórmula Truck. E já posso adiantar a temporada de 2017 terá muitas novidades. Aguardem!!!

Antes de finalizar essa matéria, contando em algumas linhas – na verdade, tentando descrever da melhor maneira o que aconteceu hoje – não posso esquecer de nomes como Cleiton Nogueira, Fabio Ricci, Fabio Melo, Julio Saravy, Raphael Campos, Marcio Garcia, Vivi Margiota e vários outros amigos que sempre me apoiaram e também me incentivam em cada novo projeto.

O meu grande e imenso muito obrigado a todos, a Deus principalmente pois sem Ele nada disso seria possível, que essa seja mais uma de muitas coberturas completas que espero fazer pelos autódromos do Brasil.

Anderson Cardoso, dia 10/12/2016.