Início Fórmula 1 FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da...

FÓRMULA 1 – Saiba as expectativas das equipes para o GP da Turquia – 2020

388

 11 min de leitura

(Foto: Fórmula 1/Divulgação)

Confira o que pilotos e chefes de equipe esperam do GP que retorna à programação da F1 após nove anos.

No próximo final de semana a Fórmula 1 dará continuidade à temporada 2020 com a volta do Grande Prêmio da Turquia, este que ficou de fora do calendário desde 2012. O circuito que receberá os pilotos e equipes entre os dias 13 e 15 de novembro é o de Istambul Park, que foi reformado e repavimentado recentemente.

Abaixo, saiba o que os pilotos e chefes de equipe, que se manifestaram, esperam do GP turco, em ordem decrescente da classificação atual do campeonato de construtores.

Mercedes (479 pts):

(Foto: Mercedes/Divulgação)

Lewis Hamilton: Não comentou.

Valtteri Bottas: Não comentou.

Toto Wolff (chefe da equipe): “A F1 retorna à Turquia pela primeira vez em nove anos, o que significa que mais uma vez enfrentaremos uma série de incógnitas sobre a pista nesse fim de semana. Mostramos em Ímola e Portimão que podemos aprender e nos adaptar rapidamente, o que é importante numa época em que corremos em tantas provas que habitualmente não visitamos. A pista de Istambul tem algumas sequências desafiadoras e ótimas curvas, como a famosa Curva 8, e estou animado para ver como os carros de 2020 irão se comportar lá.”

Red Bull Racing (226 pts):

(Foto: Red Bull/Divulgação)

Max Verstappen: Não comentou.

Alex Albon: Istambul Park é um daqueles circuitos que causou uma grande impressão quando eu assistia à Fórmula 1 quando criança, principalmente a curva oito, que é uma das curvas mais icônicas da F1. Parece realmente impressionante e estou ansioso para correr lá para a 300ª corrida da equipe. É um grande marco e espero que possamos marcá-lo com uma ótima corrida no domingo.”

Christian Horner (chefe da equipe): Não comentou.

Renault (135 pts):

(Foto: Renault/Divulgação)

Daniel Ricciardo: Mal posso esperar pelo GP da Turquia. Só fiz uma sessão lá no Treino Livre 1 em 2011 e foi no molhado, então se estiver seco, será basicamente uma nova pista para mim. É um circuito incrível e muito divertido de se pilotar. Vai ser muito legal em um carro de Fórmula 1 atual com algumas curvas rápidas e longos períodos de tempo no acelerador. Acho que vai proporcionar uma boa corrida, já que as ultrapassagens devem ser mais diretas [do que em Ímola]. Acho que é um circuito bastante completo, por isso estou ansioso por isso. A curva 8 é uma ótima curva, mas a curva 1 também é, em descida, à esquerda invisível. Enfim, é muito legal.”

Esteban Ocon: Istambul Park é uma pista nova para mim, já que nunca tinha corrido lá antes. Assisti a todas as corridas quando era mais jovem e parece uma pista impressionante. Tem algumas curvas muito legais e é uma volta rápida e movimentada. Deve ser emocionante nesses carros modernos. A curva 1 é em declive, além de ser bastante cega ao se aproximar dela. Existem várias curvas de média a alta velocidade e tudo flui muito bem. Depois, há a Curva 8, o triplo canhoto. Parecia uma curva impressionante com os carros antigos, e acho que este ano será ainda melhor. Eu estou louco pra correr nela. Normalmente em pistas rápidas temos uma boa velocidade, então acho que vai ser incrível pilotar com ultrapassagens definitivamente possíveis nas retas. Devemos estar em boa forma, como recentemente.Quero deixar o azar para trás e ir para lá em busca de um bom resultado.”

Mclaren (134 pts):

(Foto: Mclaren/Divulgação)

Carlos Sainz: Conseguimos somar pontos importantes nas últimas corridas e a briga pelo terceiro lugar nos Construtores está loucamente acirrada, com apenas um ponto nos separando de nossos rivais. Não me lembro de uma batalha mais acirrada no pelotão intermediário nos últimos anos. Tirar o máximo proveito do carro a partir de sexta-feira para a qualificação pode fazer uma grande diferença para a corrida. Cada detalhe pode ter um impacto e com apenas quatro corridas restantes precisamos manter o foco. Não acho que alguém teria previsto que correríamos em Istambul Park no início do ano, mas é ótimo corrermos lá. Outra pista nova para mim e para muitos outros. Parece um circuito interessante, que deve fornecer algumas oportunidades de ultrapassagem, e esperamos poder dar um bom show para os fãs e levar um bom resultado para casa.”

Lando Norris: “Istambul Park será um novo desafio para mim neste fim de semana, uma vez que nunca corri lá antes, mas é uma pista pela qual estou ansioso. Pelo que vi e pelos vídeos que assisti, tem todas as partes para tornar a corrida bem emocionante. Obviamente, quando as pessoas falam sobre este traçado, elas mencionam a Curva Oito, que será um desafio divertido para contornar a canhota multiapex nos carros que temos nesta temporada. A batalha no pelotão intermediário está forte, com apenas um ponto separando três equipes. Sei que todos nós da Mclaren vamos dar tudo para tentar fazer o melhor neste fim de semana. Esperançosamente, a pista nos dará mais chances de ultrapassagem do que em Ímola, para que possamos tentar marcar alguns pontos importantes.”

Racing Point (134 pts):

(Foto: Racing Point/Divulgação)

Sergio Perez: Só corri em Istambul Park uma vez, mas é uma pista muito bonita, bem rápida e tem a famosa curva 8, que é uma descida veloz. É um circuito muito físico e com certeza vamos sentir isso no pescoço no final do GP. Estamos pilotando carros muito avançados em comparação com quando corremos lá em 2011, então acho que teremos que reaprender a curva de algumas maneiras, especialmente agora que foi repavimentada – costumava ser muito acidentada. A volta inteira será desafiadora, é muito difícil para os freios e deve fornecer boas oportunidades de ultrapassagem também. Estou realmente ansioso para correr lá novamente.”

Lance Stroll: Estou me sentindo bem com este fim de semana de corrida. Não tivemos muita sorte recentemente, então é uma chance de marcar pontos e voltar ao bom ritmo. É uma luta acirrada entre nós, a Renault e a Mclaren, mas acho que temos um carro que será competitivo nas últimas provas da temporada. Istambul Park é um novo desafio e parece uma volta impressionante. Tenho visto alguns vídeos das corridas antigas lá e parece ser um circuito que sempre produziu corridas emocionantes. Todo mundo fala sobre a Curva 8 e acho que esse será o destaque. Deve parecer muito especial nesses carros de F1 modernos.”

Ferrari (103 pts):

(Foto: Ferrari/Divulgação)

Charles Leclerc: Esta será a minha primeira vez em Istambul Park. Assisti a alguns vídeos de corridas e falei com quem já correu lá e todos os comentários parecem positivos. Posso ver que o layout é muito variado, com mudanças de gradiente e alguns cantos espetaculares. Estou particularmente ansioso para experimentar a curva 8. Será interessante ver como os carros atuais se saem lá, o que será algo novo para todos.”

Sebastian Vettel: “Estou feliz por voltar a Istambul Park, um circuito que guarda muitas memórias felizes e algumas menos. Por exemplo, você poderia dizer que minha carreira na Fórmula 1 começou aqui em 2006, quando cheguei às manchetes estabelecendo o melhor tempo em que foi minha segunda sessão de treinos livres na sexta-feira com a BMW Sauber. Também venci lá em 2011, a última vez que viemos à Turquia. É uma pista muito interessante e muito agradável de conduzir. Existem várias mudanças de altitude que são muito mais severas do que parecem na televisão, bem como algumas seções muito interessantes. Claro que isso inclui a Curva 8 com seus três vértices, mas na verdade, do ponto de vista técnico, essa pista tem um pouco de tudo e acho que os pilotos que nunca estiveram aqui antes também vão gostar desde o início.”

AlphaTauri (89 pts):

(Foto: AlphaTauri/Divulgação)

Pierre Gasly: Como a maioria dos pilotos, nunca corri em Istambul, então será o caso de descobrir a pista pela primeira vez. O layout parece ser muito interessante, então estou louco para experimentá-lo. Eu consegui dar algumas voltas na pista no simulador e parece realmente único com curvas incomuns – todos já ouviram falar da Curva 8 com todos os canhotos longos. O primeiro setor parece interessante com algumas partes cegas. Existem também certas mudanças de inclinação e muitas curvas onde você tem altas cargas laterais e longitudinais quando você está virando e freando ao mesmo tempo. Acho que é bastante complicado e gosto desse tipo de traçado com muitos cantos onde é preciso entrar no ritmo e acho que vou curtir. É mais uma oportunidade de tentar fazer algo realmente bom.”

Daniil Kvyat: Nunca corri com nenhuma categoria no circuito de Istambul e, com a situação atual, nem consegui experimentar no simulador, então vou começar literalmente do zero. Claro, eu sei para onde vão as curvas e assisti corridas antigas de lá. Eu sei que corre no sentido anti-horário, como a última corrida em Ímola, e que sobe e desce muito e depois tem a famosa Curva 8 que não para de continuar. Eu acho que com o nível de downforce dos carros modernos de F1, deve ser muito rápido agora e exige muito empenho. Depois, há algumas curvas que são semelhantes às curvas famosas de Spa e Interlagos, então espero que seja um fim de semana interessante.”

Alfa Romeo Racing (8 pts):

(Foto: Alfa Romeo/Divulgação)

Kimi Raikkonen: O evento deste fim de semana será a corrida de número 500 para a equipe. Não estou muito interessado em números, mas é um grande marco, especialmente para todas as pessoas que trabalharam para a Sauber/Alfa Romeo em todos esses anos. Quanto à corrida, é bom voltar a um lugar como a Turquia. É uma pista que proporcionou boas disputas no passado, então será interessante ver como os carros de Fórmula 1 modernos se saem nela. Todo mundo fala sobre a curva oito, mas, com o desempenho que os carros têm agora, pode não ser tão impressionante de dentro do cockpit. É claro, vai ser legal de assistir, mas há muitas outras curvas onde um piloto pode fazer a diferença.”

Antonio Giovinazzi: Vai ser um fim de semana especial para a equipe, pois 500 corridas é um marco incrível e o fato de apenas três outras escuderias terem chegado a este número mostra o quão impressionante é este feito. Tenho certeza que todos estão muito orgulhosos da nossa história, por isso, espero que tenhamos uma boa corrida para festejar da melhor forma. Nunca corri na Turquia, vai ser uma experiência completamente nova para mim, mas tenho assistido a filmagens dos últimos eventos lá e parece uma grande pista. Mal posso esperar para estar no carro na sexta-feira.”

Frédéric Vasseur (chefe da equipe): “A 500ª corrida da equipe é um marco importante, que mostra a incrível herança desse macacão. Estamos agora em um grupo muito pequeno na companhia de algumas das equipes mais históricas do esporte e isso mostra a força do nosso projeto. Como uma escuderia independente durante a maior parte de sua história, mostramos que é possível construir um projeto de longo prazo e estamos confiantes de que o melhor ainda está por vir – as próximas 500 corridas serão ainda melhores. Seria bom festejar esta ocasião em grande estilo com mais uma boa exibição, especialmente depois da finalização com dois pontos que marcamos em Ímola, o que foi um grande impulso para a confiança da equipe. O progresso que fizemos é positivo, assim como somar pontos em três das últimas cinco corridas, mas sabemos que ainda há muito trabalho a fazer antes de estarmos onde esperamos.”

Haas (3 pts):

(Foto: Haas/Divulgação)

Kevin Magnussen: Estou ansioso para ir para mais uma nova pista. Istambul é um dos circuitos mais novos e parece ser interessante. Existem algumas curvas grandes de alta velocidade, espero que esses carros sejam facilmente planos e alcancem aceleração total. Eu acho que é bom assistir o máximo que você puder em termos de vídeos a bordo, corridas anteriores, apenas para ter uma ideia sobre as linhas e quais curvas usar e evitar. No final, você aprende muito mais quando vai e pilota sozinho.”

Romain Grosjean: Acho que Istambul Park vai ser um circuito excelente, outro muito legal. Ele gera uma velocidade muito alta, há subidas e descidas, diferentes meios-fios – mais uma vez, tudo o que você precisa. Há trechos de baixa velocidade no final do circuito para boas ultrapassagens. Acho que vai ser um fim de semana muito bom no geral.”

Guenther Steiner (chefe da equipe): Como muitas dessas últimas corridas, nossos pilotos não foram a elas. Tentamos dar o nosso melhor e até agora não nos saímos mal. Obviamente, o GP em Ímola não foi tão bom para nós, mas eu não atribuiria isso a gente por não sabermos o que estávamos fazendo, porque era uma nova pista e eram novas circunstâncias. Fora isso, acho uma ótima experiência para a equipe ir a um lugar novo. Na posição em que estamos agora, apenas tentamos dar o nosso melhor e esperamos chegar em casa com alguns pontos.”

Williams (0 pts):

(Foto: Williams/Divulgação)

George Russell: É minha primeira vez aqui e estou empolgado por isso. A pista parece ser incrível. Sempre acompanhei os GPs na Turquia pela TV e é um privilégio ter a oportunidade de correr em Istambul Park. Preciso aproveitar bem esse final de semana, estar a frente das Alfas e das Haas na busca por pontos. Mostramos um bom desempenho nas corridas anteriores e espero podermos manter isso.

Nicholas Latifi: Como nunca corri em Istambul Park com nenhuma categoria, aproveitei bastante o reconhecimento da pista. Será uma nova experiência pra mim e pelo que vi será divertido correr lá pois há mudanças de elevação. É sempre bom descobrir novos circuitos e espero conseguirmos alguns pontos, já que a equipe tá esperando resultados por um bom tempo.”

Circuito de Istambul Park (Imagem: Fórmula 1/Divulgação)

O circuito de Istambul Park possui 5.338 km de comprimento e recebeu seu primeiro GP de Fórmula 1 em 2005. O recorde de volta mais rápida pertence a Juan Pablo Montoya, que fez 1:24.770 no ano de estreia do GP.

O traçado possui vários trechos de alta e média velocidade e tem por principal característica a famosa curva 8, que acontece em declive e vira à esquerda, pois, assim como em Ímola, o fluxo do tráfego é no sentido anti-horário. A previsão do tempo para o dia da prova indica 40% de possibilidade de chuva, com mínima de 7°C e máxima de 15°C, o que pode mudar um pouco até lá.

Lewis Hamilton (Foto: Fórmula 1/Divulgação)

O GP da Turquia será decisivo para Lewis Hamilton, pois o britânico precisa finalizar em segundo para se tornar antecipadamente heptacampeão, ao lado de Michael Schumacher, pois precisa ter 78 pontos de vantagem em relação a Valtteri Bottas, o segundo colocado na classificação de pilotos.

A corrida acontecerá no próximo domingo, às 07h10 (horário de Brasília), e será transmitida ao vivo pela Rede Globo de Televisão.

Entrevistas disponibilizadas pela assessoria de imprensa de cada equipe.