Início Copa Truck COPA TRUCK – O resumo de Cascavel/PR – 2020

COPA TRUCK – O resumo de Cascavel/PR – 2020

184

 4 min de leitura

Imagem: Instagram/CopaTruck
ELES VOLTARAM DONA COVID-19!

É isso aí povo do esporte à motor brasileiro. Nesse fim de semana finalmente os brutos retornaram com seus roncos e chassis peso pesados que tanto gostamos.

Na cidade de Cascavel, no Autódromo Zilmar Beux, nosso pilotos destemidos se empenharam nas atividades com treinos, classificação e duas corridas, no sábado (27) e domingo (28).

Respeitando todos os protocolos sanitários, nesse período de pandemia com o Novo Coronavírus, sem público nas arquibancadas e com equipes reduzidas nos boxes, pudemos acompanhar pela tv, duas grandes provas onde o pé embaixo ficou muito explícito.

Confesso que esperava um retorno mais conservador, onde pilotos e equipes aproveitariam esta etapa para adaptação aos brutos e com a pista, mas que nada, faca nos dentes o tempo todo.

DESTAQUES

Gostaria de destacar algumas situações, começando por dois vencedores diferentes em cada prova, no sábado Wellington Cirino e neste domingo Beto Monteiro.

UM DIA DE SÁBADO PARA WELLINGTON CIRINO

Imagem: Instagram/WellingtonCirino

Largando na pole, o piloto do caminhão #6 consegui manter a posição e mesmo seguido por seu companheiro Valdeno Brito #777 de perto, vindo da Stock Car e novato com caminhões, mostrou toda sua experiência com os gigantes de 4 toneladas e levou a corrida até o fim com relativa tranquilidade.

A dupla Roberval Andrade e Débora Rodrigues travou a batalha do sábado, sem desmerecer nenhum outro piloto.

Foi muito emocionante e intenso observar que brigavam de igual para igual, curvas melhores para Débora e retas melhores para Roberval.

Alternaram de posições por diversas vezes até que no final, Roberval ultrapassou Débora #7 e consegui levar seu truck até a bandeira na 5ª posição.

O pódio final no sábado ficou assim: Wellington Cirino, Valdeno Brito, André Marques, Beto Monteiro e Roberval Andrade.

DOMINGÃO PARA BETO MONTEIRO

Imagem; Instagram/BetoMonteiro

Largando na p5 do grid invertido, Beto Monteiro #88 prestando muita atenção o caminho seguido por Roberval Andrade, também fez ultrapassagens pelo lado de fora nas curvas iniciais e rapidamente ocupou a p2 em perseguição ao piloto do #15.

Buscando sempre a ponta, Monteiro pressionou Roberval por mais da metade da prova, inclusive reclamando de uma fechada na reta que o piloto do caminhão azul lhe imprimiu. Essa manobra custou uma advertência da direção da prova.

Faltando cerca de 12 minutos, Monteiro muda sua estratégia e passa Roberval por dentro da curva. Nas voltas seguintes, Monteiro abre enquanto Roberval passa a se preocupar com André Marques na p3.

Cabe destacar ainda que Wellington Cirino, teve problemas com seu caminhão que fumaceou muito até o final da corrida do domingo.

O pódio final no sábado ficou assim: Beto Monteiro, Roberval Andrade, André Marques, Wellington Cirino e Rafael Lopes.

MAS, E ROBERVAL ANDRADE?

Imagem: Instagram/RobervalAndrade

No domingo, com grid invertido, Roberval Andrade largando da p6, pelo lado de fora da pista, acelerou seu caminhão e enquanto os pilotos da frente brigavam para se manter por dentro na curva, Roberval aproveitou e passou o pelotão assumindo a ponta.

Não conseguiu abrir o suficiente e logo Beto Monteiro começou a pressioná-lo até que conseguiu, após quase 30 minutos de batalha a ultrapassagem que o levou até a bandeirada final.

Não posso deixar de destacar que na minha opinião Roberval foi o piloto do fim de semana. Para um torcedor de boas corridas como eu, ver que nossos pilotos nacionais estão num nível tão comprometido com as disputas esportivas, é muito gratificante acompanhar essa categoria.

PÓDIO EM TEMPOS DO “NOVO NORMAL”
Imagem; Instagram/RobervalAndrade

No final, observamos a adaptação ao protocolo de prevenção na Pandemia com premiação dos 5 pilotos da seguinte forma: cada piloto com máscara de pano e também Face Shield ,vai até o seu lugar no pódio, pega seu troféu,  posa para as fotos demonstra sua felicidade com o dever cumprido e desce do pódio.

PONTUAÇÃO GERAL DA COPA CASCAVEL
  1. Beto Monteiro, 38
  2. Wellington Cirino, 38
  3. André Marques, 36
  4. Roberval Andrade, 35
  5. Débora Rodrigues, 28
  6. Renato Martins, 23
  7. Valdeno Brito, 20
  8. Rafael Lopes, 15
  9. Felipe Giaffone, 13
  10. Adalberto Jardim, 13
  11. Jô Augusto, 12
  12. Felipe Tozzo, 11
  13. Regis Boessio, 10
  14. Djalma Pivetta, 10
  15. Raphael Teixeira, 9
  16. Evandro Camargo, 8

Fábio Fogaça, Leandro Totti, Paulo Salustiano e Luiz Lopes não pontuaram.

Classificação das Montadoras:

  1. Mercedes-Benz, 80
  2. Volkswagen/MAN, 65
  3. Iveco, 23
  4. Volvo, 10

Agora é aguardar a definição para próxima etapa.

CALENDÁRIO COPA TRUCK – 2020

Fiquem atentos as novidades e definições das próximas etapas da COPA TRUCK:

Calendário 2020 – COPA TRUCK
SIGA A GENTE