Início Moto2 MOTO 2 – Pole para Joe Roberts! – GP do Qatar –...

MOTO 2 – Pole para Joe Roberts! – GP do Qatar – 2020

145

 4 min de leitura

Crédito: www.motogp.com
NO EPISÓDIO ANTERIOR

Na temporada passada, quando se classificou na 23ª posição para o GP do Qatar 2019, o jovem piloto americano de 22 anos Joe Roberts deve ter colocado uma meta em sua vida: melhorar minha posição de largada em 2020.

OS EVENTOS ATUAIS

Hoje ao terminar o Q2 com a pole position e um recorde para o tempo de classificação de 1:58.136 maravilhou o mundo da Motovelocidade.

Sim, eu sei, o tempo foi igual ao de Luca Marini, sendo desempatado pelo melhor segundo tempo de Roberts em relação ao do italiano, mas o garoto mereceu pelo conjunto da obra até o momento.

Roberts deu seu primeiro passo para um fim de semana de corrida com possibilidade de muito sucesso no GP do Qatar, se levarmos em conta que foi P5 no FP1, P1 no FP2 e P16 no Fp3, conseguindo passagem direta ao Q2, inédito até então para sua carreira na categoria.

Sua primeiras palavras após o triunfo: ” Próximo passo é vencer A corrida!”

Créditos: Twitter/@motogp
NA CLASSIFICAÇÃO

Pilotos da Moto2 usaram uma estratégia muito interessante no Q1 e Q2: não pararam em pelotão nas garagens após a marcação dos primeiros tempos e assim tocaram direto até a bandeirada.

Além da emoção, das disputas acirradas, do nervosismo, as condições do clima e o desgaste dos pneus contribuíram para uma das melhores disputas por uma pole de todos os tempos.

A pista foi liberada para o Q2 e os pilotos foram para pista para aquecimento e a primeira Tomada de Tempo. Joe Roberts antes de terminar sua primeira volta rápida retornou estranhamente para garagem e conversou algo com sua equipe, retornando em seguida.

A primeira posição foi se alternando rapidamente. O primeiro a marcar p1 foi Bezzecchi, depois Bastianini e Navarro. quando faltavam 7 minutos, Luca Marini marcou o novo recorde de classificação de 1:58.136 e passou para p1.

Luca Marini
Crcr Twitter/@motogp

A alegria do italiano, meio irmão de Valentino Rossi, durou pouco. O piloto americano Joe Roberts, cerca de 2 minutos depois, marcou o mesmo tempo de Marini. E agora? Por critério de desempate, Roberts marcara o melhor segundo tempo entre os dois e assim ficou com a posição.

NO CORAÇÃO

A conquista da primeira pole em sua carreira na Moto2 com certeza despertou o interesse do povo americano, tão ligado ao esporte à motor para assistir a prova de manhã. Depois de uma década de espera por outro piloto com essa conquista.

Na corrida deste domingo, Joe Roberts precisará ter muito amadurecimento e principalmente juízo, se quer vencer a prova do Qatar. Ok, larga na pole, ninguém na sua frente. Esse pode ser um grande problema. Deixa eu mostrar alguns números para vocês entenderem meu ponto de vista.

NAS ESTATÍSTICAS

Luca Marini larga ao seu lado na P2 – currículo do italiano com 9 pódios, 3 vitórias e terminou 2019 na 6ª posição do campeonato Moto2.

Enea Bastianini larga na P3 – currículo do italiano com 1 pódio e p10 no campeonato 2019 Moto2.

Créditos: Twitter/@eneabastianini

Jorge Navarro larga atrás de Roberts na p4 – currículo do espanhol com 8 pódios e 4ª posição no campeonato 2019 Moto2.

Bo Bendsneyder larga na P5, posição que permite ter ideias durante a largada pois se vê todas as manobras da primeira fila de uma posição central – currículo do holandês p26 no campeonato 2019 Moto2.

Fechando a segunda fila temos Remi Gardner, piloto muito rápido e agressivo que caiu duas vezes neste fim de semana, por enquanto – currículo do australiano com 1 pódio e p15 em 2019 Moto2.

Perceberam minha preocupação? Todos os pilotos das duas primeiras filas tem mais experiência em largadas dentro do grupo do Q2 do que Joe Roberts. Será a primeira vez que este piloto largará na Moto2 sem ter ninguém na sua frente!

NA EXPECTATIVA

De duas, uma: esse “Piá do Tio Sam” se perde na largada e pode até sair da prova ou acelera, passa ileso na primeira curva, mantém a p1 e vence a prova. conseguindo esse feito, poderemos ter assistido ao nascimento de um piloto daqueles fora da curva.

Como torcedor eu realmente desejo boa sorte ao moleque californiano. Mesmo que não consiga sustentar sua posição de largada, que consiga permanecer nas primeiras posições, tenha condições técnicas e emocionais para se recuperar e vencer de forma tão fantástica quanto sua volta cravada no Q2.

RESULTADO DO Q2
Créditos: www.motogp.com