Início Fórmula 1 FÓRMULA 1 – Renault confirma Ocon no line-up em 2020

FÓRMULA 1 – Renault confirma Ocon no line-up em 2020

289

 3 min de leitura

(Foto: reprodução twitter oficial @OconEsteban)

O francês, atual reserva da Mercedes, será o novo parceiro de Daniel Ricciardo e entrará no lugar de Nico Hulkenberg.

Após o anúncio da permanência de Bottas na Mercedes essa manhã, algumas horas depois, a equipe francesa anunciou em seu twitter o retorno de Ocon. O piloto fez parte da Renault em 2016 como reserva, e no ano passado, correu para a Force India (atual Racing Point).

Em entrevista à F1, Ocon afirmou: “Primeiramente, estou muito orgulhoso de me tornar  piloto da Renault. Eu sou muito ligado a essa equipe e a todos que trabalham lá; eles que abriram as portas do nível mais alto do automobilismo para mim,” e completou: “Em segundo lugar, sou grato por uma equipe com grandes ambições como essa, me dar a oportunidade de novamente mostrar minhas habilidades na Fórmula 1. É uma responsabilidade que levo muito a sério. A confiança que eles têm em mim para ajudar no progresso da equipe é uma pressão muito positiva e meu foco é dar o meu melhor.

O chefe da Renault, Cyril Abiteboul, comentou a decisão de contratar Esteban para 2020: “Estamos muito felizes em trabalhar com Esteban nas próximas duas temporadas. Durante a sua carreira na F1, Esteban experimentou os altos e baixos do esporte, e entendeu a necessidade de aproveitar todas as chances possíveis […]. Ele mostrou sua habilidade em pontuar, tem um grande profissionalismo dentro e fora da pista, e somando sua recente experiência como piloto reserva da atual temporada, será um ativo valioso para o desenvolvimento da nossa equipe como um todo.

Nico Hulkenberg, terá que deixar a Renault, que faz parte da equipe desde 2017. Em seu twitter, Hulkenberg comentou a decisão: “É uma pena que a jornada com a Renault irá terminar no final da temporada, especialmente porque ainda não conseguimos alcançar nossos objetivos. Esperávamos dar mais um passo adiante nessa temporada, mas infelizmente não conseguimos isso até agora.” Em seguida, completou: “Sabemos que a escolha dos pilotos não é apenas feita pelo desempenho, é um conjunto de fatores. Mas é assim que as coisas são. Certamente gostaríamos de vê-las de forma diferente.

(Twitter oficial @HulkHulkenberg)

Abiteboul, prestou um tributo à Hulkenberg pelas suas conquistas para a equipe: “Eu quero agradecer ao Nico por esse envolvimento fenomenal e imensa contribuição para nosso progresso nessas últimas três temporadas. Quando Nico decidiu se juntar a nós, a equipe estava em nono. Ele nos trouxe para o quarto lugar no campeonato de construtores no ano passado, e se classificou em sétimo entre o campeonato de pilotos.” Ciryl completa: “O eminente fim desse contrato, se tornou uma decisão difícil, já que Nico tem sido um pilar importante para o nosso progresso. A primeira parte dessa temporada foi mais desafiadora, mas eu sei que nós podemos contar com ele e entregarmos juntos um resultado melhor ao longo dessa segunda  parte.

(Da esquerda para a direita, Cyril Abiteboul e Nico Hulkenberg. Foto: reprodução site oficial formula1.com)

Ainda há esperança para Nico Hulkenberg: o chefe da Haas, Guenther Steiner, diz estar interessado no alemão caso decida tirar Grosjean do line-up em 2020.

A partir da próxima corrida em Spa, na Bélgica, a disputa será acirrada entre Romain e Nico: Grosjean tentará a todo custo mostrar que ainda é digno da vaga na Haas, enquanto Hulkenberg dará o seu máximo para conseguir um assento para 2020.

Na atual temporada, Grosjean está classificado em 17° com apenas 8 pontos, 10 atrás do parceiro de equipe, Magnussen. Nico está em 14°, com 17 pontos, 5 abaixo de Daniel Ricciardo, que se encontra em 11°.