Início Automobilismo Paranaense VELOCIDADE NA TERRA 2016 – 6ª Etapa – Um sábado agitado!

VELOCIDADE NA TERRA 2016 – 6ª Etapa – Um sábado agitado!

110

 3 min de leitura

Fusca Velocidade Foto: Tomada de Tempo
Fusca Velocidade Foto: Tomada de Tempo

Sábado foi um dia muito especial para o portal Tomada de Tempo. Acompanhamos diretamente do Autódromo de São José dos Pinhais o primeiro dia de competições na 6a Etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra. Conhecemos a estrutura, organização, segurança disponíveis para público,  pilotos e equipes. Parabéns à toda equipe da AGV Promotora de Eventos pelo belíssimo trabalho.

A pista precisa ser molhada por caminhões pipa antes da entrada dos carros para os treinos livres. A cada volta que os carros completam, o terreno vai adquirindo seu trilho e fica compactado ou “selado”, conforme dizem. Dessa maneira contribui tanto para aderência quanto para as frenagens,  mas contribui também com a emoção das disputas pois sempre algum piloto escorrega no terreno que não foi selado.

Pista sendo molhada. Foto: Tomada de Tempo
Pista sendo molhada. Foto: Tomada de Tempo

É uma pista que exige muita habilidade de cada piloto e um acerto de carro próprio para a terra. A maneira de condução dos carros é diferente do asfalto. Ao rasgar pela reta principal, com o carro subindo com motor cheio, cada piloto precisa ter muita atenção no momentro da freiada para entrada no curvão porque se escorregar na terra ou sair de traseira é acidente na certa. Piloto de velocidade na terra tem que ser bom de “drift”.

Super Chev no curvão. Foto: Tomada de Tempo.
Super Chev no curvão. Foto: Tomada de Tempo.

Presenciamos alguns acidentes espetaculares. Rodadas, capotagens e um fusca voador que disputou a entrada do curvão e terminou saltando o barranco. Cada categoria tem uma tocada própria considerando o tipo de veículo, peso e velocidade. Particularmente ficamos impressionados com o desempenho dos “Super Fórmula”.

As categorias saíram para o primeiro treino oficial de 15 min, na seguinte ordem:

  1. Super Fórmula
  2. Fusca Velocidade A e B
  3. Super Chev A e B
  4. Turismo 1600 I e C
  5. Mini Fórmula A e B
  6. Marcas A e B

Na sequência é realizado o segundo treino oficial de 5 min, seguido do treino classificatório de 10 min. As baterias começam em seguida sendo que os tempos de prova se diferenciam conforme as categorias, 12 min para Mini Fórmula,  15 min para Super Fórmula,  Fusca Velocidade e Super Chev, 20 min para Turismo 1600 e Marcas.

A premiação dos pilotos é realizada em conjunto ao final do dia de prova. No domingo se repete o cronograma e ao final do dia temos o resultado final da classificação para o campeonato.

Amigos do Tomada de Tempo. Este foi o resumo da presença deste portal no evento com o objetivo de familiarizar o leitor com este ambiente tão diferente e não menos competitivo dos esportes de velocidade. Nas próximas postagens vou comentar mais sobre cada categoria, pilotos, carros e acidentes, além de detalhar os resultados desta 6ª Etapa do Campeonato Paranaense de Velocidade na Terra de 2016. Até lá, forte abraço.