Início Stock Car STOCK CAR – Resultado final – 11ª Etapa – Tarumã/RS – 2015

STOCK CAR – Resultado final – 11ª Etapa – Tarumã/RS – 2015

82

 5 min de leitura

STOCK CAR – Resultado final – E tivemos neste domingo, 08/11/2015, a 11ª etapa do Circuito Schin Stock Car! Na difícil pista de Tarumã/RS foram disputadas, curva a curva, 2 baterias sensacionais e que definitivamente coloca Allam Khodair entre os grandes desta temporada. Além disso, Cacá Bueno conseguiu manter viva a possibilidade de levar o título!

Foto: Rafael Gagliano / Hyset / Fotos Públicas
Foto: Rafael Gagliano / Hyset / Fotos Públicas

Na prova #1, logo na primeira volta tivemos safety-car graças a um encontro entre Max Wilson e Rafael Suzuki (os 3 foooooora). Na relargada, Khodair manteve a 1ª posição. Mas na 7ª volta, Felipe Fraga ultrapassou o japonês voador. Ele então assumiu a ponta. Voltas depois, mais um carro de segurança em virtude da batida entre Cesar Ramos e Felipe Guimarães. Na nova relargada, Fraga conseguiu segurar o pelotão, mas nas paradas de boxes, o piloto da Voxx Racing perdeu a ponta para Khodair, que conseguiu segurar até o final e subiu ao topo do pódio. Em segundo tivemos Felipe Fraga e seu companheiro Marcos Gomes fechando o pódio. Na sequência tivemos Valdeno, Zonta, Barrichello, Ricardinho, Daniel Serra, Cacá Bueno e Vitor Genz fechando o TOP 10.

RESULTADO – PROVA #1

1º #100 Allam Khodair (Full Time Sports)
2º #88 Felipe Fraga (Voxx Racing Team) – a 1s313
3º #80 Marcos Gomes (Voxx Racing Team) – a 6s863
4º #77 Valdeno Brito (Shell Racing) – a 7s073
5º #10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 17s520
6º #111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 20s420
7º #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 21s564
8º #29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 24s486
9º #0 Cacá Bueno ( (Red Bull Racing) – a 25s359
10º #46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 28s707
11º #83 Gabriel Casagrande (Axalta C2 Team) – a 32s490
12º #14 Luciano Burti (RZ Motorsport) – a 33s209
13º #70 Diego Nunes (Vogel Motorsport) – a 35s308
14º #1 Antonio Pizzonia (Prati-donaduzzi) – a 41s851
15º #28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 43s855
16º #2 Raphael Matos (Schin Racing Team) – a 44s509
17º #51 Átila Abreu (AMG Motorsport) – a 46s467
18º #73 Sergio Jimenez (Axalta C2 Team) – a 59s232
19º #16 Mauro Giallombardo (Hot Car Competições) – a 01min00s1
20º #25 Tuka Rocha (Un (ão Química Racing) – a 01min00s9
21º #110 Felipe Lapenna (Schin Racing Team) – a 01min14s9
22º #12 Lucas Foresti (AMG Motorsport) – a 1 Voltass
23º #3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 1 Voltass
24º #11 Cesar Ramos (Total Racing) – a 4 Voltass
25º #74 Popó Bueno (Total Racing) – a 5 Voltass
26º #26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 12 Voltass
27º #21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 14 Voltass
28º #9 Gustavo Lima (ProGP) – abandonou
29º #4 Julio Campos (Prati-donaduzzi) – abandonou
30º #66 Felipe Guimarães (Boettger Competições) – abandonou
31º #5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – abandonou
32º #65 Max Wilson (Eurofarma RC) – abandonou
33º #8 Rafael Suzuki (RZ Motorsport) – abandonou

Foto: Rafael Gagliano / Hyset / Fotos Públicas
Foto: Rafael Gagliano / Hyset / Fotos Públicas

Para a prova #2, tivemos o grid invertido, sendo a seguinte ordem de largada (Genz, Cacá, Daniel Serra, R. Maurício, Rubinho, R. Zonta, Valdeno Brito, Marcos Gomes, Fraga e Allam Khodair). Na largada, Vitor conseguiu manter a ponta e Cacá Bueno logo assumiu a segunda colocação! Na metade da corrida, Genz, que vinha muito bem, perde desempenho e perde muitas posições! Naquele momento tinhamos Cacá, Serrinha e Barrichello, que acabara de ultrapassar Ricardinho.

Corrida com muitos toques, cortadas de grama. Rubens Barrichello, que no final ainda ultrapassou Daniel Serra, chegou a tocar em Cacá Bueno e logo após recebeu uma bela bordoada de Valdeno Brito (completamente sem noção). Ambos receberam advertência! Átila que largou em 17º, foi até bem e chegou em 5º, logo atrás de Valdeno Brito.

No final da prova, um grande susto para Ricardo Maurício. O carro acabou pegando fogo e ele parou fora da pista. Me preocupou pela dificuldade das equipes de resgate. Muita demora para conseguir ligar o motor de pressão da pistola de água. Ricardinho chegou a tentar pegar o extintor para tentar apagar o fogo. VICAR, com todo o respeito aos profissionais, creio que seja necessário reciclagem e mudança de procedimentos/equipamentos. Felizmente o piloto, que passou um pouco mal devido a fumaça inalada, saiu inteiro. A corrida terminou com safety car.

Com a vitória, Cacá Bueno ainda tem uma esperança de conquistar o título. Marcos Gomes que terminou a prova #2 em apenas 12º, perdeu pontos importantes, mas creio que nada para se preocupar. Possui agora 31 pontos de vantagem. Me preocupou apenas a postura do piloto após a corrida! Muito estrela! Reclamou de pilotos que cortaram grama (para fugir das inúmeras batidas), reclamou de toques em seu carro e de tudo no final das contas! Se continuasse a entrevista, iria reclamar até do azul do céu, das borboletas, das rosas! Ui ui ui, me cansa isso! Já chega, Rosberg na F1, Lorenzo na MotoGP, o Cacá na própria StockCar e agora até você Marquinho?!?

“Como pode um piloto bater em um carro de alguém que disputa o título?” – disse o piloto! Lamento informar que sim, pode acontecer Marcos Gomes e indico uma conversa com seu pai (experiente e que já deve ter levado muita bordoada nas pistas).

Na próxima e última etapa (São Paulo – Interlagos), Gomes precisa apenas de uma 12ª colocação, independente de quem vença!

RESULTADO – PROVA #2

1º #0 Cacá Bueno (Red Bull Racing)
2º #111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) – a 0s463
3º #29 Daniel Serra (Red Bull Racing) – a 1s211
4º #77 Valdeno Brito (Shell Racing) – a 1s586
5º #51 Átila Abreu (AMG Motorsport) – a 1s876
6º #74 Popó Bueno (Total Racing) – a 2s418
7º #4 Julio Campos (Prati-donaduzzi) – a 2s742
8º #11 Cesar Ramos (Total Racing) – a 2s983
9º #10 Ricardo Zonta (Shell Racing) – a 3s249
10º #46 Vitor Genz (Boettger Competições) – a 3s808
11º #16 Mauro Giallombardo (Hot Car Competições) – a 4s986
12º #80 Marcos Gomes (oxx Racing Team) – a 6s262
13º #110 Felipe Lapenna (Schin Racing Team) – a 7s208
14º #1 Antonio Pizzonia (Prati-donaduzzi) – a 9s134
15º #65 Max Wilson (Eurofarma RC) – a 9s716
16º #14 Luciano Burti (RZ Motorsport) – a 10s904
17º #5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) – a 11s675
18º #9 Gustavo Lima (ProGP) – a 12s472
19º #25 Tuka Rocha (União Química Racing) – a 13s375
20º #90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC) – a 4 Voltaa
21º #66 Felipe Guimarães (Boettger Competições) – a 5 Voltaa
22º #88 Felipe Fraga (Voxx Racing Team) – a 5 Voltaa
23º #28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) – a 7 Voltaa
24º #83 Gabriel Casagrande (Axalta C2 Team) – a 7 Voltaa
25º #26 Raphael Abbate (Hot Car Competições) – a 8 Voltaa
26º #73 Sergio Jimenez (Axalta C2 Team) – a 9 Voltaa
27º #3 Bia Figueiredo (União Química Racing) – a 11 Voltaa
28º #100 Allam Khodair (Full Time Sports) – a 14 Voltas
29º #70 Diego Nunes (Vogel Motorsport) – a 14 Voltas
30º #2 Raphael Matos (Schin Racing Team) – a 15 Voltas
31º #21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) – a 20 Voltas
32º #8 Rafael Suzuki (RZ Motorsport) – não laegou
33º #12 Lucas Foresti (AMG Motorsport) – abandonou

FOTOS DO FINAL DE SEMANA EM TARUMÃ

PRÓXIMA ETAPA

A próxima e última etapa será em Interlagos/São Paulo na data de 13/12/2015. Veja o calendário completo!