Início Moto3 MOTO3 – Comentário de Torcedor: Corrida e Resultados – GP da Malásia...

MOTO3 – Comentário de Torcedor: Corrida e Resultados – GP da Malásia – 2019

80
Créditos: www.motogp.com/gallery

RELEMBRANDO

Ao acompanhar nesta madrugada de domingo a penúltima etapa do Mundial de Motovelocidade 2019, no circuito de Sepang, no GP da Malásia, novamente percebi o quanto essa categoria é competitiva e “insana”, no bom sentido.

Uma das características responsáveis por toda essa competitividade, sem dúvida, é o sentimento natural da busca pelo desafio que todos esses pilotos tão jovens manifestam com sua impulsividade e digamos, “falta de juízo”.

O campeonato já estava decidido em favor do italiano Lorenzo Dalla Porta, como acompanhamos na semana passada no GP da Austrália.

O grid de largada da Moto3 após o Q2 do sábado estava assim definido:

  1. Ramirez, Suzuki e McPhee
  2. Arenas, Vietti e Binder
  3. Dalla Porta, Sasaki e Rodrigo
  4. Lopez, Masia e Canet
  5. Sérgio Garcia, Ogura e Migno
  6. Oncu, Antonelli e Toba

Ao chegar na Malásia, 50 pontos restavam para disputa do vice campeonato. Esse título ainda será decidido entre os seguintes pilotos e posições de largada: Canet 182 na p12, Arbolino 168 na p19, Ramirez 164 na pole e McPhee 147 na p3.

A CORRIDA FOI ASSIM

Na largada ao apagar das luzes, Suzuki arranca melhor que Ramirez e assume a p1 até a primeira curva porque Arenas passa os dois de uma só vez e assume a p1. Ainda na primeira volta Suzuki recupera a ponta.

No final da volta seguinte Rodrigo já liderava a prova seguido de Suzuki, Arenas e McPhee. Esse trio passa Rodrigo. Nesse momento, Arbolino na p10 e Canet na p17.

REGRESSIVA DAS VOLTAS

Faltando 14 voltas persistia a briga intensa entre Ramirez, Rodrigo, Suzuki, Arenas e McPhee. Arbolino na p9 e Canet na p15. O campeão Dalla Porta aparecia na p10.

12 voltas para terminar e tudo mudou abruptamente: crash entre Gabriel Rodrigo, Suzuki e Alonso Lopez na curva 4. Rodrigo perde a traseira na zebra e cai, Suzuki bate na moto de Rodrigo e também cai na pista. Alonso Lopez tenta desviar do japonês, não consegue, sobe na moto e é catapultado, caindo violentamente na pista. Felizmente perdas materiais com algumas contusões menos graves, todos bem.

Na volta seguinte, como consequência do acidente triplo, muda tudo na frente. Vietti estava na p1, seguido de Dalla Porta e Arenas. Arbolino numa recuperação fabulosa depois de ter largado na p19 aparece na p5, McPhee na p6, Canet na p10 e Ramirez na p13.

Quando faltavam 9 voltas, o trio Vietti, Dalla Porta e Arenas seguia no top3. Crash para Darryn Binder na curva 2. Toba, Migno e Sasaki crash na curva 4.

8 voltas e Dalla Porta já aparecia na p1, o campeão é danado! Vietti e Arenas completavam o pódio nesse momento. McPhee p6, Arbolino p7, Canet p8 e Ramirez p10.

Restando 6 voltas Dalla Porta abriu 0.5 segundos para Vietti, Arenas vem junto, seguido de Sérgio Garcia e Masia que largou na última posição. McPhee, Ogura, Arbolino, Canet, Ramirez, Fenati e Antonelli no top12.

4 voltas para briga intensa de Dalla Porta, Arenas, Vietti e Masia.

3 voltas para terminar, Sérgio Garcia passa Masia, p3. Os ânimos se acirram curva a curva.

2 voltas para Dalla Porta, Vietti e Arenas. Ramirez aparece na p6, McPhee p8, Canet p9 e Arbolino p10. A disputa pelo vice campeonato segue intensa. “Ô piazada do Djanho!”

Chegamos na última volta aberta por Dalla Porta, Vietti e Arenas. Vietti passa Dalla Porta que recupera a p1. Vietti então se enrosca com Arenas.

RESULTADO

Na bandeirada passam Dalla Porta, Sérgio Garcia e Masia porque Arenas caiu. Ramirez termina na P6, McPhee p7, Canet p8 e Arbolino p9. Terminado o GP da Malásia e faltando apenas Valência dia 17 de novembro e seus 25 pontos, Canet com 190 e o fantástico Tony Arbolino com 175 ainda irão disputar o vice campeonato. Vejam como ficou a classificação oficial do site www.motogp.com

Créditos: www.motogp.com/results