Início NASCAR NASCAR – No Roval, Elliott vence, Bowman brilha e quatro se despedem...

NASCAR – No Roval, Elliott vence, Bowman brilha e quatro se despedem dos playoffs – Charlotte – 2019

159
Prova emocionante no Roval de Charlotte definiu os doze que seguem e os quatro eliminados dos playoffs. Créditos: Brian Lawdermilk | Getty Images (nascar.com)

Olá amigos e amigas do Tomada e do Kojak ! A prova do último domingo da Monster Cup da NASCAR, no Roval de Charlotte, encerrou a primeira fase dos playoffs. Quatro ficaram pelo caminho e doze pilotos continuam na luta pelo título. A emoção pelas últimas vagas seguiu até as voltas finais e com exceção da falta de critérios para o acionamento da bandeira amarela, a prova foi espetacular.

Martin Truex Jr. #19, Kevin Harvick #4 e Kyle Busch #18 chegaram para essa corrida já classificados e foram para a pista com o objetivo apenas de somar pontos para a fase seguinte. Truex na P7 e Harvick na P3 foram muito bem, já Kyle Busch abandonou a prova.

Por outro lado, alguns pilotos chegaram nessa primeira decisão com a corda no pescoço, e entre eles estava o jovem Alex Bowman #88. Quem viu o início da corrida, jamais acreditaria que ele se classificaria para a fase seguinte dos playoffs. O garoto largaria na P2, mas as circunstancias após um acidente nos treinos o levaram para o fim do pelotão na largada. No início da prova, veio o primeiro incidente e Bowman rodou. Faltando cinco voltas para o fim do primeiro segmento, Kurt Busch #1 tocou em Chris Buescher #37, e este fez um “strike”, levando Erik Jones #20, Denny Hamlin #11 e… Alex Bowman !! O 88 já tinha se envolvido em dois acidentes ainda no primeiro segmento, que foi vencido por Kyle Larson #42.

Por falar em Larson, tudo parecia ir bem para o carro 42 após a vitória no segmento inicial, mas uma trapalhada no seu pit stop, que quase o fez levar um mecânico de carona para a pista, gerou a punição de 1 volta!

No segundo segmento apareceu o outro personagem da corrida, Chase Elliott. Largando da P18, o filho do histórico Bill Elliott veio escalando o pelotão como se estivesse em outra categoria. Enquanto isso, Alex Bowman (ele de novo) se enroscava com Bubba Wallace #43 e jogava o piloto rockeiro no muro. Depois da corrida o tempo fechou entre eles e temos agora uma nova rivalidade.

Voltando ao Elliott, após linda ultrapassagem em Brad Keselowski #2, venceu o segundo segmento, seguidos pelo combativo Clint Bowyer #14.

No terceiro segmento, que definiria muita coisa, aconteceu de tudo um pouco. Elliott liderava em bandeira amarela quando na relargada, passou direto na primeira curva e acertou a barreira de pneus, caindo para o fim do pelotão. Incrível ! Um erro primário de cálculo de velocidade na aproximação e na freada.

Enquanto isso começava a disputa emocionante, por uma vaga dos playoffs, entre o veterano Ryan Newman #6, Aric Almirola #10 e justamente, Alex Bowman #88. Até as voltas finais esses três pilotos lutaram por essa última vaga, mas a recuperação impressionante de Bowman, recebendo a bandeirada na P2 e o erro de Ryan Newman que cortou a chicane, definiram a situação. Alex Bowman, depois dessa montanha russa segue na briga pelo caneco.

Bowman após a corrida. 58 graus dentro do carro e a tensão cobraram o preço. Créditos: NASCAR DIGITAL MEDIA

Enquanto o carro 88 ia fazendo sua escalada e recuperação, seu companheiro de equipe, após aquele erro esdrúxulo quando liderava, não fazia diferente. Chase Elliott tinha um ritmo impressionante e tinha o carro nas mãos. Agressivo como de costume, o piloto mais popular da categoria no momento, venceu e mostrou que, pode não ser favorito, mas se deixarem, o garoto pode levar o título pra casa.

Uma análise válida. Chase Elliott liderava, naquele momento já classificado, com seu companheiro de equipe, Alex Bowman na P2, sob o risco de ser eliminado dos playoffs. Em NENHUM momento a equipe esboçou uma troca de posições ou algo parecido. Quantas categorias vemos as coisas procederem dessa forma?

Fim de prova e Erik Jones #20, Aric Almirola #10, Kurt Busch #1 e Ryan Newman #6 ficam pelo caminho. A próxima fase dos playoffs também é composta de três corridas, onde serão eliminados mais quatro pilotos. Os doze que seguem na disputa são : Kyle Busch #18, Martin Truex Jr. #19, Denny Hamlin #11, Joey Logano #22 (atual campeão), Kevin Harvick #4, Chase Elliott #9, Brad Keselowski #2, Kyle Larson #42, Alex Bowman #88, Ryan Blaney #12, William Byron #24 e Clint Bowyer #14.

Grande vitória. O jovem e popular Chase Elliott vai até onde no campeonato? Créditos: NASCAR DIGITAL MEDIA

Destaques finais: No sábado, tivemos a prova da Xfinity (“Série B”) que também está vivendo seus momentos decisivos. Nessa divisão os playoffs já começam com 12 pilotos. A vitória foi do veterano AJ Allmendinger, que não é piloto permanente da categoria, e então não conta para os playoffs. O trio de aço da Xfinity, Christopher Bell, Cole Custer e Tyler Reddick segue na ponta da tabela. Já estamos ansiosos por essa final envolvendo esses três talentos e possivelmente com o bom Austin Cindric correndo por fora. Já, na Monster Cup, mais outro piloto está a pé para a próxima temporada. Ricky Stenhouse Jr. será substituído por Chris Buescher. E realmente, ele não pode dizer que está surpreso, pois em 2019 aprontou o suficiente.

A NASCAR volta no próximo fim de semana, com a XFINITY no sábado dia 05 de outubro, e com a MONSTER CUP e o inicio da próxima fase dos playoffs, no próximo domingo, dia 06 de outubro, ambas em Dover. Reafirmo que vale a pena entender e conferir. E VIVA A NASCAR!

E como diria Kal-El: “Para o alto e avante !!”