Início Destaque FÓRMULA INDY – Resultado Final – Portland – 2019

FÓRMULA INDY – Resultado Final – Portland – 2019

743
Foto: Twitter Oficial Will Power

E tivemos neste domingo (01/09/2019) a etapa de Portland da Fórmula Indy 2019!

Após a liderança passar (efetivamente) pelas mãos de Herta e Dixon, Will Power VENCE o GP de PORTLAND! Destaque mesmo para o 2º lugar de Rosenqvist. Rossi, em corrida sem muita expressão, fecha o pódio. Herta e Newgarden completam o TOP5.

Com o 5º lugar, Newgarden DIFICILMENTE perde o título na última etapa do ano – 22/09/2019 em Laguna Seca. Quanto aos brasileiros, graças aos incidentes de prova, Leist fica em 8º (excelente posição para uma A.J. Foyt) e Tony em 12º.

RESULTADO FINAL – GP de PORTLAND!

PROVA EM DETALHES

Largada complicada, principalmente no pelotão intermediário e que acabou causando bandeira amarela até a volta 12! Na confusão acabaram sendo prejudicados em definitivo Hinchcliffe, Conor Daly, Zach Veach e Graham Rahal, que abandonaram. Já Rosenqvist, Kanaan, Kimball e Andretti ganharam boas posições.

Largada com alguns incidentes e abandonos!

A prova foi reiniciada com a seguinte classificação: Herta, Dixon, Harvey, Power, Hunter-Reay, Rossi, Rosenqvist, Kanaan, Kimball e Andretti no TOP10. Dixon pressionou fortemente Herta, Will Power conseguiu tomar a posição de Harvey e passou a pressionar Dixon. Mas… mas… 2 voltas depois, se enroscaram Hunter-Reay e Harvey. Ryan até tentou levar aos boxes, mas suspensão completamente destruída. Com isso, Rossi assume o P4, seguido de Rosenqvist e Tony Kanaan (6º). Newgarden e Pagenaud passam respectivamente para 9º e 10º lugares. Obviamente nova bandeira amarela!

Relargada na volta 18 e o novo TOP10 era: Herta, Dixon, Power, Rossi, Rosenqvist, Kanaan, Andretti, Kimball, Newgarden e Leist! Volta 21 e Newgarden, líder da temporada, já assumia a 7ª posição. Kimball se atrapalha e Leist assume a 9ª posição, logo atrás de Tony.

Entre as voltas 27 e 30 (das 105), Herta seguia na liderança, com menos pressão de Dixon. Ambos já se posicionavam em situação tranquila em relação a Power e Rossi. Newgarden em pressão forte para cima de Andretti na disputa pela 6ª posição, mas ambos já mais de 8 segundos atrás dos líderes. Mas quem acaba aproveitando a disputa e toma a posição de Newgarden foi Pigot, que consegue ultrapassar também Andretti – assumindo a 6ª posição.

Volta 37 e Dixon parte em definitivo para cima de Herta e assume a liderança da prova! Power e Rossi aproveitam e também deixam Herta para trás. Mais algumas voltas, também perde a posição para Rosenqvist. Com dificuldades com os pneus, volta seguinte Herta entra nos boxes – mas o prejuízo foi enorme!

Chegamos a quase metade da prova e após as paradas de boxes de quase todos, a classificação estava assim:

Principais mudanças pós boxes: Rossi perdendo a posição para Rosenqvist e Newgarden assumindo a 5º posição, logo atrás de Rossi. Kanaan em 10º e Leist em 12º. Bourdais, com problemas no reabastecimento e despencou para 13º.

E… e… e… volta 53 e DIXON tem problemas, graves problemas! Entra nos boxes arrastando-se, nem consegue chegar ao ponto de parada. Que pena! Quem assume a liderança da prova é Power, seguido por Rosenqvist e Rossi! A equipe consegue colocar Dixon novamente na pista, mas retorna em 17º e 3 voltas atrás dos líderes.

Volta 65, faltando 40, Rosenqvist tenta acompanhar Power. Rossi isolado em 3º e Newgarden (que largou em 13º) em excelente recuperação estava 5 segundos atrás de Rossi. Herta completava o TOP5. Duas voltas depois, Herta toma a 4ª posição de Newgarden.

E AQUI um PARÊNTESE! UAU! Impressionante! Parabéns BANDEIRANTES! Mesmo! Exatamente as 18:00, faltando quase 40 voltas para o final, CORTAM a transmissão para o “grande” programa 3º TEMPO! É isso, respeito é bom e gostamos, falta apenas a emissora PRATICAR! Mas tudo bem, foi apenas mudar para o BANDSPORTS! Simples… para quem tem!

Mas voltando à prova, Rossi perde desempenho – possivelmente por desgastes de pneus – e permite pressão de Herta! Mas, quando parecia que tomaria a posição de Rossi, muda estratégia e vai aos boxes! O mesmo fazem Power, Rossi, Newgarden e cia!

Após as últimas paradas de todos, tínhamos a seguinte classificação:

Power seguiu na liderança, acompanhado de Rosenqvist (+2.5s) e uma eternidade depois, aparecia Rossi com Herta o acompanhando. Newgarden fechava o TOP5. Kanaan em 10º e Leist em 11º.

Mas… mas… INDY é INDY e faltando 8 voltas, Santino Ferrucci tem problemas e para em lugar delicado. E assim, bandeira amarela (safety-car), todas as diferenças e as respectivas tranquilidades de cada um, viram pó! O TOP5 formado por Power, Rosenqvist, Rossi, Herta e Newgarden.

Relargada faltando 4 voltas e Will Power consegue manter-se em primeiro, Rosenqvist não consegue combate, assim como Rossi. Herta fica atrás de Rossi, aparentemente com melhor condições, mas certamente proibido de ultrapassar (Equipes irmãs). Newgarden bem próximo de Herta, mas sem efetividade. Leist ganha 2 posições na relargada e aparecia em 8º.

FIM DE PROVA! Após a liderança passar (efetivamente) pelas mãos de Herta e Dixon, Will Power VENCE o GP de PORTLAND! Destaque mesmo para o 2º lugar de Rosenqvist. Rossi, em corrida sem muita expressão, fecha o pódio. Herta e Newgarden completam o TOP5.

Com o 5º lugar, Newgarden DIFICILMENTE perde o título na última etapa do ano – 22/09/2019 em Laguna Seca. Quanto aos brasileiros, graças aos incidentes de prova, Leist fica em 8º (excelente posição para uma A.J. Foyt) e Tony em 12º.

RESULTADO FINAL
RESULTADO FINAL – GP de PORTLAND!
MELHORES MOMENTOS

PRÓXIMA ETAPA
SIGA A GENTE