Início Destaque NASCAR – Na milha monstro, Truex Jr. vai da P33 para P1....

NASCAR – Na milha monstro, Truex Jr. vai da P33 para P1. Monstro! – Dover – 2019

73
O pole Chase Elliott e William Byron. “Young Guns” largaram na frente em Dover. Créditos: Matt Sullivan | Getty Images (nascar.com)

Salve salve fãs da Nascar! Estamos começando o mês de maio e a NASCAR já realizou sua 11ª etapa na divisão principal! Os caras não param!

Na sexta feira, tivemos a ótima e divertidíssima Truck Series. Geralmente as belas camionetes dão boas corridas, e o vencedor foi o veterano Johnny Sauter, batendo o pole Brett Moffitt (anotem esse nome, ótimo piloto). Já no sábado tivemos a Xfinity, a segunda categoria é uma mistura de jovens promessas que aspiram à Monster Cup contra profissionais da Série B (no bom sentido). Mais uma bela vitória de Christopher Bell, seguido pelo experiente Justin Allgaier (olha um profissional da B aí).

E na Monster, o que era pra ser um domingo de velocidade em Dover, virou um domingo de chuva, e por isso, a chata segunda feira teve uma bela tarde de corrida (para quem pôde ver). Dover é um oval de uma milha, muito rápido, estreito, e por isso, de difícil negociação com os retardatários.

Nada como uma vitória em Talladega para mudar o espírito não é Chase Elliott? O garoto cravou a pole position e trouxe com ele dois Chevrolets, Byron e Larson (olha ele aí!). Será que a marca americana achou o caminho, acertou a mão? Veremos nos próximos capítulos da temporada, mas, definitivamente o Camaro está mais competitivo do que no início da temporada.

Por falar na classificação, após conseguirem P5 e P13, Alex Bowman e Martin Truex Jr. foram punidos nas inspeções dos carros e largaram respectivamente na P31 e P33. Duas coisas que não faltam na categoria:

  1. punições nas inspeções técnicas antes da corrida;
  2. punições nos trabalhos de pits durante a corrida. Os americanos são muito criteriosos e esses fatos mudam a história da prova. E vamos às perguntas que este escriba gosta de fazer. Em qual categoria de alto nível, o piloto larga na P33 e vence? Ou, que seja a situação do jovem Bowman, larga na P31, briga pela vitória e chega na P2. Isso na mesma corrida, por equipes distintas e com motores diferentes!! Aliás o garoto do carro #88 deve estar sem dormir, pela segunda vez consecutiva briga pela vitória e chega na P2. A sensação do quase é péssima!

E mais, nesta etapa ficou evidente o reflexo do novo regulamento técnico, os carros estão mais equilibrados no que se refere à dirigibilidade, gerando menos acidentes e mais competitividade.

Vamos à prova, no primeiro segmento, Chase Elliott mostrava que estava em mais uma boa tarde, até que Stenhouse Jr., em sua decepcionante temporada, achar o muro e nos dar a primeira bandeira amarela (de competição não conta). Então, na base da estratégia de troca de menor número de pneus, Logano e Keselowski fecharam na frente a primeira parte da corrida. Bons pontos de segmento para eles.

No segundo segmento, chamou atenção, a disputa do quarteto formado pelo então líder Chase Elliott, seguido por Alex Bowman (que escalou o pelotão), Kevin Harvick e Truex Jr (o outro alpinista). Esse momento foi sensacional. Elliott não resistiu a pressão do trio que lhe perseguia e foi vencido. Bowman liderava o segmento até a abertura da última volta, quando sob pressão de Truex Jr., escorregou demais e abriu espaço para o Toyota #19 vencer o segmento. Harvick fechou o mesmo na P3.

E criou se uma expectativa pela disputa que viria na última parte da corrida. Seria uma grande batalha. Pois é, seria… Truex Jr. ligou o “modo avião” e passeou pelas curvas de Dover. Domínio absoluto até o fim. Truex Jr. venceu com folga, após largar no fim do pelotão, seguido por um ótimo Bowman que cresce no campeonato, e …acreditem…Kyle Larson na P3. O que um “duplo twist carpado” em Taladega não faz?? Espero que esse bom resultado seja o retorno definitivo desse ótimo piloto e da sua equipe, a tradicional Chip Ganassi. Será ótimo para o campeonato.

Martin Truex Jr. e o belo troféu da milha monstro. Créditos: Chris Trotman | Getty Images (nascar.com)

Pitacos finais : Boa prova de Erik Jones (P6) e William Byron (P8). E o incrível Kyle Busch? 11 corridas, 11 vezes no Top10 ! Recorde! Jimmie Johnson segue o calvário. São 70 corridas sem vitória, mais de 700 dias. O heptacampeão irá quebrar o jejum ainda em 2019?? Os “mitos” Bubba Wallace e Matt DiBenedetto não tiveram nenhum destaque nessa etapa (porque nós torcemos é para os fracos mesmo!).

Segue a tabela com os 20 primeiros. Os 16 que iriam aos playoffs nesse momento e mais aqueles que estão ali próximo, de olho numa vaga. O amado/odiado Kyle Busch, do “carro das guloseimas”, segue firme na ponta, acompanhado de perto pelo atual campeão Joey Logano. O hepta Jimmie Johnson estaria fora dos playoffs nesse momento. A próxima etapa será neste fim de semana em Kansas, com a Truck Series na sexta feira e a Monster no sábado. Confiram!

E como diria Kal-El : “Para o alto e avante!!”

MELHORES MOMENTOS

SIGA A GENTE