Início Destaque FÓRMULA INDY – Resultado Final – Scott Dixon CAMPEÃO! – Sonoma –...

FÓRMULA INDY – Resultado Final – Scott Dixon CAMPEÃO! – Sonoma – 2018

1077
Foto: Dixon Twitter Oficial

E chegamos à etapa mais esperada do ano! A grande final da Indy 2018 em Sonoma! Iniciamos o final de semana com 4 pilotos na disputa pelo título (2 em uma visão mais realista). Quanto ao grid de largada, nada de Dixon, Rossi, Power ou Newgarden (os possíveis campeões). A pole ficou mesmo com Ryan Hunter-Reay, o mais forte candidato ao título, Scott Dixon, largou em 2º e viu seu concorrente direto (Rossi) partindo da 6ª posição. Dixon largou com 598 pontos e Rossi com 569. Power e Newgarden com os mesmos 511.

LARGADA

Largada tranquila, quase sem incidentes! Destaque apenas para o drama de Rossi, que começa a perder diversas posições depois de bater o bico em Marco Andretti. Dixon mais campeão que nunca até aquele momento! Rossi vai aos boxes, troca o bico e retorna à pista em situação muito delicada.

CORRIDA

Após as 5 primeiras voltas tínhamos: Hunter-Reay, Dixon, Newgarden, Marco Andretti, Patricio O’Ward no TOP5. Will Power em 7º e Rossi em 25º. Entre os brasileiros Tony em 13º, Fittipaldi em 15º e Leist em 20º. Naquele momento Rossi perdia inclusive o vice campeonato para Newgarden.

Décima volta finalizada, entre Hunter-Reay e Marco Andretti (4º) diferença de 8 segundos. Já o 5º colocado, Patricio, começa segurar um pelotão formado por Rahal, Power, Sato, Bourdais. Mas 2 voltas após, Power cansa desse “siga ao líder” e resolve partir para cima de O’Ward e com isso quase se enrosca com Rahal. Final da volta, nova sequência: Hunter-Reay, Dixon, Newgarden, Andretti, Power, Rahal, Sato, Bourdais e O’Ward.

Mais uma volta e começam algumas paradas de box! Rossi, em sua corrida de recuperação, assumia a 22ª colocação.

Foto: Indycar.com

E… e… primeiro abandono! Takuma Sato com motor fumando, fumando! Mesmo momento em que os líderes partem para suas paradas de reabastecimento e no retorno, mesma ordem de antes. Newgarden assume a ponta temporariamente e garante mais um ponto na classificação. Newgarden entra nos boxes na volta seguinte e tem problemas, perdendo tempo precioso. Com isso Power também lidera um pouco, garante mais um ponto e também entra para seu pit-stop, retornando em 6º. Newgarden retorna em 9º.

Vigésima volta e Pagenaud assume a 3ª posição. Rossi perde posição para Kimball e era o 23º. Mais 6 voltas e Rossi entra para reabastecimento, assim como Kimball. O TOP10 era: Ryan Hunter-Reay, Scott Dixon, Simon Pagenaud, Marco Andretti, Will Power, Graham Rahal, Sebastien Bourdais, Ed Jones, Josef Newgarden e Zach Veach!

Volta 32 e situação curiosa acontece! Rossi atrás de Dixon, tentando tirar a volta de prejuízo.

Enquanto isso, disputa entre Pagenaud, Andretti e Power pela 3ª posição. Mas na volta 36, Pagenaud entra nos boxes para nova troca de pneus, Rahal e Newgarden o acompanha. Naquele mesmo momento Rossi ultrapassa Dixon, que sabiamente não oferece qualquer resistência. Nova bateria de pits-stops da maioria dos pilotos entre as voltas 38 e 40. Classificação era (após todas as parada):

Volta 44 e a primeira bandeira amarela, causada pelo abandono de Graham Rahal – pena, vinha muito bem e com chances de pódio! Para Rossi, primeira situação que auxilia um pouco Rossi – volta à volta dos líderes, mesmo em 20º lugar.

Relargada apenas na volta 49, absurdamente longa em relação à gravidade do motivo. Rossi recomeça sua corrida de recuperação arriscando tudo e após algumas voltas já assumia o 9º lugar. Dixon também recomeça a todo vapor, pressionando Hunter-Reay pela liderança da prova. Entre os brasileiros, destaque para o 8º lugar de Kanaan e 10º de Fittipaldi. Situação de pista após 55 voltas:

Mais algumas voltas e Rossi ultrapassa Tony e Ed Jones, assumindo a 7ª posição. Rossi em MODO TURBO com os pneus vermelhos! Hunter-Reay e Dixon seguiam isolados na ponta! E… E… Rahal RETORNA à pista, fantástico!

Faltando 25 voltas, Rossi encosta em Bourdais na disputa da 6ª colocação, mas acaba tendo que entrar nos boxes! Dixon, apra não deixar Rossi sozinho na estratégia, também entra nos boxes para sua parada final! Faltando 24 voltas é a hora de Hunter-Reay entrar nos boxes. Iniciamos em definitivo a última bateria de pits! Após as paradas de todos tínhamos:

Rossi, em 5º lugar, se aproxima de Pagenaud. Will Power também encosta em Dixon e era visivelmente mais rápido! Faltando 10 voltas, Rossi já não consegue manter o ritmo alucinado de antes e perde inclusive posição para Marco Andretti. Fim de festa, vitória fantástica de Ryan Hunter-Reay! E…

CAMPEÃO! CAMPEÃO! É dele, é de SCOTT DIXON o troféu da Fórmula Indy 2018! PENTACAMPEÃO! Com um 2º lugar nesta etapa e Rossi se complicando na largada, conseguiu a soma necessária para garantir o campeonato! Parabéns, parabéns DIXON! Mas que prova de Rossi também, ao menos depois da LAMBANÇA da largada! Valeu demais a temporada 2018, fantástica! Que venha 2019 (veja detalhes aqui!).

Fotos: Scott Dixon Twitter e IndyCar.com

Entre os brasileiros, participação fantástica de Kanaan (12º), figurando boa parte da corrida no TOP10, assim como Pietro que também figurou no TOP10 e terminando em 16º. Leist terminou em 19º.

RESULTADO FINAL
CLASSIFICAÇÃO FINAL

#emBreve

RESUMO DO CAMPEONATO

Em breve uma super matéria com tudo o que aconteceu em 2018!

CALENDÁRIO 2018

Veja quais foram as provas de 2018 e seus resultados:

Marcelo Henrique Dias Abreu .·.

“Um Goiano, acolhido por Mineiros e apaixonado pela família e por esse SUL maravilhoso. Maluco e apaixonado por automobilismo (Fórmula 1, Stock Car, Turismo e as demais), o que não quer dizer especialista!” – Marcelo é o idealizador e um dos colunistas do Tomada de Tempo!