Início Destaque FÓRMULA INDY – Resultado Final – 7ª e 8ª Etapas / Detroit...

FÓRMULA INDY – Resultado Final – 7ª e 8ª Etapas / Detroit – 2018

2139
Foto: IndyCar.com

Neste final de semana tivemos a rodada dupla da Indy com as 7ª e 8ª etapas da temporada diretamente de DETROIT!

CORRIDA #1 – 7ª ETAPA

E neste sábado (02/06/2018) tivemos a prova #1! Na pole position tivemos uma grande surpresa, Marco Andretti, que até conseguiu segurar a ponta até as primeiras paradas de box, mas acabou em 4º lugar.

Em dia de DOMÍNIO TOTAL da Honda (TOP6), quem deu um show de estratégia e um teve um desempenho fantástico na pista foi Scott Dixon da Chip Ganassi. Dixon garantiu a primeira vitória na temporada (42ª na Indy) ao largar em 2º e conseguir manter-se à frente de Wickens e Rossi. Já na primeira sessão de pits, Dixon deixou Marco para trás. Marco também foi superado por Hunter-Reay e Rahal na primeira bateria de pits.

A prova seguir na sua normalidade até que Binder escapou e acabou gerando um tumulto nos boxes com vários pilotos entrando, achando que teríamos a entrada do safety car, o que não ocorreu. Mas na volta seguinte, com uma batida forte de Graham Rahal, entrou o carro de segurança.

Dixon conseguiu segurar a ponta, Hunter-Reay – mesmo com uma terceira parada – seguia na 2ª posição e Andretti em terceiro. Mesmo com mais uma bandeira amarela, causada por Ferrucci, Hunter não conseguiu combater Dixon, contrário de Rossi que conseguiu tomar o pódio de Marco Andretti faltando 10 voltas para o fim.

Foto: IndyCar.com

O brasileiro Tony Kanaan, em sua 350ª prova na Indy (290ª consecutiva), largou em 15º e com estratégias mais conservadoras na prova, acabou apenas em 14º, seguido de Matheus Leist, ambos da A. J. Foyt.

O campeonato agora Rossi é o líder com 276 pontos, seguido de Dixon que pulou da 4ª colocação para a vice liderança com 272 pontos. Power, vencedor da INDY500, Newgarden e Hunter-Reay completam o TOP5.

MELHORES MOMENTOS – CORRIDA #1 – 7ª ETAPA

RESULTADO FINAL – CORRIDA #1 – 7ª ETAPA

CORRIDA #2 – 8ª ETAPA

UAU! UAU! Que prova! Valeu cada minuto, desde a volta de apresentação 0_o! Sim, pilotado por um amador, a Corvette (Carro de Segurança) teve sua frente destruída depois que o motorista perdeu a traseira do carro em uma das curvas e foi direto ao muro! Aparentemente seria Mark Reuss, o vice-presidente executivo da GM. Susto GERAL, os pilotos foram parando atrás e iniciamos uma LONGA reorganização do grid – mais de 40 minutos!

No mínimo hilário! O carro de segurança reserva, depois da péssima experiência, foi pilotado pelo Servià – PILOTO!

E vamos para corrida! No grid tivemos Rossi na pole position, seguido de Robert Wickens, Will Power, Ed Jones e Scott Dixon no TOP5. Nas primeiras voltas apenas o susto de Pigot que rodou sozinho e a corrida seguia com Rossi em primeiro, acompanhado por Wickens.

Após as primeiras paradas, com as diversas estratégias e em específico os grupos divididos em “2 PARADAS” e “3 PARADAS”, tudo ficou embolado e difícil definir quem realmente disputaria a vitória!

Com estratégia arriscada para quem esteve sempre entre 10 primeiros, Hunter-Reay optou pelas 3 paradas e com isso pode abusar do combustível, além de voar baixo em pista! Rossi (na estratégia de 2 paradas), tinha a corrida nas mãos, mas com a necessidade de regrar o combustível e gasto dos pneus. Faltando 12 voltas Hunter-Reay, que liderava, fez sua última parada e conseguiu retornar 6 segundos atrás de Rossi e com boa diferença para Will Power.

Nas últimas 10 voltas Hunter-Reay decidiu que a vitória era o objetivo e começou a reduzir a diferença, tirando quase 2 segundos por volta! Na volta 63, colou definitivamente em Rossi, preparando para o ataque “fatal”! Mas Rossi, provavelmente pela pressão, errou e travou os pneus em uma das curvas, o que prejudicou o pneu dianteiro esquerdo. Volta seguinte, mais uma travada, última travada, passando reto na mesma curva. Hunter-Reay assume a ponta e parte para a vitória, enquanto Rossi se complica ainda mais quando o pneu danificado estoura e o obriga a entrar nos boxes! Uma pena, seria merecedor sim da vitória, mas faltou bom senso realmente! Poderia ter garantido o 2º lugar, já que não aguentaria DE FORMA alguma a pressão do companheiro, em virtude das diferenças de estratégias.

Fim de papo! Hunter vence, quebra um jejum de quase 3 anos sem vitória e o coloca definitivamente na disputa do título! Power fica em 2º e cai no colo de Ed Jones uma vaga no pódio! Rossi ainda chega em 12º.

Foto: Indycar.com

Quero destacar também a atuação de Robert Wickens, que vem fazendo uma boa temporada de estreia! Principalmente no quesito CLASSIFICAÇÃO. Falta ainda aquela “detalhe” durante as corridas, principalmente na questão das estratégias de pits! Hoje, um belo 6º lugar e assume a 6ª colocação geral!

E para finalizar, destaque TOTAL para uma atuação fantástica de Tony Kanaan! O brasileiro que não conseguiu marcar tempo e largou na última fila, com o motor Chevrolet (com dificuldades em Detroit), arriscou na estratégia de paradas e em atuação limpa na pista, conseguiu um ótimo 7º lugar! O outro brasileiro, Matheus Leist, ficou com a 14ª colocação.

RESULTADO FINAL – CORRIDA #2 – 8ª ETAPA

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO

E com um final de semana impecável, Hunter-Reay assume a 4ª colocação no campeonato com 278 pontos! Rossi caiu para 3º com 298, mas poderia ter disparado na liderança com a vitória ou até mesmo um belo/justo 2º lugar neste domingo. O novo líder é WILL POWER, o vencedor da Indy500 semana passada tem agora 309 pontos, seguido de Dixon com 304. Veja o TOP 5:

Marcelo Henrique Dias Abreu .·.

“Um Goiano, acolhido por Mineiros e apaixonado pela família e por esse SUL maravilhoso. Maluco e apaixonado por automobilismo (Fórmula 1, Stock Car, Turismo e as demais), o que não quer dizer especialista!” – Marcelo é o idealizador e um dos colunistas do Tomada de Tempo!