Início Fórmula Indy FÓRMULA INDY – Resultado Final – 500 Milhas de Indianápolis – 2018

FÓRMULA INDY – Resultado Final – 500 Milhas de Indianápolis – 2018

6236

E chegamos ao GRANDE DIA do automobilismo MUNDIAL, UNIVERSAL… o grande dia da existência HUMANA! Chegamos à 102ª edição das 500 Milhas de Indianápolis – Fórmula Indy 2018! Na arquibancada, mais de 250.000 fãs! UAU! Na primeira fila tínhamos Ed Carpenter, Pagenaud e Power! Entre os brasileiros, Castroneves em 8º, Tony em 10º, seguido de Leist.

Vitória BRILHANTE de Will POWER, largou em 3º e venceu, convenceu! Parabéns Will! Ed Carpenter em etapa fantástica e Dixon, na estratégia completam o TOP3!

Foto: IMS Twitter Oficial

Entre os brasileiros, Castroneves, em seu melhor momento na prova (voltas rápidas e em 5º), perde controle do carro e bate! Tony liderava quando teve um pneu furado e na tentativa de recuperação acabou perdendo o controle do carro e também bateu! Leist, em sua estreia na categoria e nas 500 Milhas, vinha bem até uma relargada RUIM (6ª Bandeira Amarela), termina em 13º. Valeu pela estreia! Mostrou que pode sim!

RESULTADO FINAL

PROVA EM DETALHES

LARGADA

E na largada, nenhum incidente, todos com a cautela necessária e tradicional! Partimos então para as 200 voltas! Carpenter, Power e Pagenaud na ponta! Leist, em sua primeira INDY500, larga em 11º e cai para 15º. Tony, com muita experiência sobe para 6º já nas primeiras voltas. Final da 5ª volta tínhamos Carpenter, Power, Pagenaud, Newgarden, Bourdais e Kanaan no TOP6. Castroneves em 8º, Danica Patrick em 12º.

CORRIDA

Após 10 voltas, nenhum acidente, Carpenter seguia líder e no TOP10 tínhamos: Carpenter, Pagenaud, Power, Newgarden, Bourdais, Kanaan, Pigot, Castroneves, Dixon e Andretti. Leist seguia em 13º. Com bela ultrapassagem de Graham Rahal, por fora, em Servia e Sage Karam fechamos as primeiras 20 voltas pra prova! TOP6 sem mudanças. Leist continuava em 13º, Sato – vencedor de 2017 – em 17º e Kyle Kaiser em 19º. Leist, melhor novato na prova!

Volta 30, Carlos Muñoz ganha posição e vai a 17º, assim como Graham Rahal que ultrapassa Gabby Chaves e passa para 20º. James Davison, com alguma dificuldade, perdendo muitas posições. Momento em que inciam as primeiras paradas de boxes! Após a primeira bateria de paradas, Tony assume a 2ª colocação e tínhamos:

Castroneves assume 5ª posição e Leist perdeu uma posição, ficando em 14º. E… para a primeira bandeira amarela, Takuma Sato muito mais veloz que James Davison, acaba batendo na traseira do piloto de numeral #33. James já vinha com muita dificuldade na pista!

Chegamos à volta 50, no TOP6 temos dois brasileiros! Tony em 2º e Castroneves em 5º. Carpenter lidera ainda e começa a pegar muitos retardatários. Veja o TOP6 naquele momento:

Durante a bandeira amarela, praticamente todos efetuam mais uma parada de box! Claman De Melo não parou e assume a ponta teporariamente. Carpenter é o 2º e Tony logo atrás. Pensnke se complica e Castroneves perde 3 posições.

RELARGADA… 6 voltas depois! Carpenter reassume a ponta, Tony o segue! Com pneus bem gastos, Claman vai perdendo várias posições. E 3 voltas depois… MAIS UMA batida! Ed JONES! Não valeu a experiência, perdeu a traseira e não existe opção… MURO!

Assim, com 59 voltas, Castroneves assume a 7ª posição, Leist era o 15º e tínhamos:

NOVA RELARGADA e Tony Kanaan é o NOVO líder! Ultrapassa Ed Carpenter! Mas não dura muito e na volta seguinte, Ed recupera a ponta com um carro literalmente voador! Momento em que Dixon também faz bela ultrapassagem para cima de Bourdais. Hélio Castroneves também ganha posição e entra para o TOP6.

E… e… volta 68 e Danica Patrick bate! Que pena, péssima despedida da piloto. Batida forte, similar com a do Ed Jones, mas tudo bem com Danica. Terceira bandeira amarela da prova.

E vamos para mais uma relargada! A ordem nos ponteiros era Carpenter, Tony, Newgarden, Pagenaud, Power, Castroneves, Claman De Melo, Hunter-Reay, Pigot e Andretti. Volta 73, relargada, Tony assume novamente a ponta, ultrapassando Carpenter! Power também tenta ultrapassar Ed, mas não consegue! Newgarden foi o único entre os ponteiros a parar nos boxes durante a bandeira amarela. Castroneves em 5º e Leist em 14º. Rossi, que largou em penúltimo já era 12º na prova!

Volta 80, Tony consegue ainda segurar a ponta e abre mais de 1 segundo para Carpenter! Power, Pagenaud e Castroneves completam o TOP5. Mais 10 voltas e Tony abre 1.5 segundos, o primeiro pelotão já se distancia muito dos demais! Vamos delineando os possíveis vencedores, quase chegando à metade da prova!

E como planejado, volta 9 e Tony entra nos boxes! Carpenter reassume a liderança, mas volta seguinte também entra nos boxes e no retorno, Kanaan consegue se manter à frente! Momento em que Leist, Castroneves, Power, Hunter-Reay, Dixon e Pigot também entram para os boxes! Pigot penalizado por ultrapassar limites de velocidade! FOOOOOGO no carro de Zach VEACH!

Chegamos então à METADE das 500 Milhas de Indianápolis e que pena! Tony Kanaan com pneu furado entra novamente aos boxes e perde posições importantes. No momento o TOP10 era:

Volta 110 e Rahal entra nos boxes, assim como Wickens. Claman é novamente líder da prova, seguido de Power e Carpenter. Tony é o 23º. Castroneves em 6º e Leist em 11º. Mais uma volta e Claman também entra para os boxes e o pelotão vai sendo reorganizado! Castroneves vem melhorando suas voltas após o último pit-stop. Volta 115, com problemas no carro Kyle KAISER abandona, juntando-se com Ed Jones, Sato, James Davison e Danica Patrick.

Faltando 70 voltas para o fim, com 3 bandeiras amarelas até então, mais uma bateria de paradas de boxes entre os ponteiros! Bourdais que havia feito parada em momento interessante, perdeu controle do carro e… MURO! 4ª bandeira amarela, o que pode mudar completamente todas as estratégias até então!

Quem não havia ainda feito sua parada, entra e após realinhamento dos ponteiros, tínhamos:

Tony e a A.J. Foyt mudam estratégia e entra nos boxes para reabastecimento e troca de pneus! Situação complicada para o piloto após o pneu furado!

RELARGADA! Faltando pouco mais de 50 voltas, vamos para a parte decisiva da prova! E… e… MEU DEUS! Que pena, que pena… HELIO CASTRONEVES perde a traseira do carro e bate próximo a entrada dos boxes! Torcida aplaude, tenta minimizar o drama, mas de nossa parte fica a tristeza! Valeu Helio! Valeu! Que venha a Indy500 2019!

“Fui um pouco alto na curva 3 e na tentativa de me posicionar para uma ultrapassagem acabei perdendo o carro. Pena, tinhamos um carro bom. Roger, precisamos fazer isso novamente (risos)” – Helio Castroneves

Chega o momento da VERDADE! Faltando menos de 50 voltas, é o momento em que MENINOS são separados dos HOMENS (já que não temos mais meninas e mulheres na pista)! Na pista a ordem era a seguinte:

E mais uma RELARGADA! Power segura a ponta, seguido de Carpenter, Pagenaud e Hunter-Reay. Leist era 9º Mas… mas… com a batida de Sage Karam, chegamos à 6ª Bandeira Amarela! Sage toca no muro, perde o pneu e POR MUITA sorte segue colado junto ao muro, pois havia MUITA gente do lado de dentro da pista. UFA!

Fora isso, destaque ESPECIAL para Rossi! Largou em 32º e já assumia a 3ª… isso… 3ª posição na prova! Sem esquecer do nosso Matheus Leist que foi o melhor novato na classificação e até então, em 9º lugar, melhor colocado dos Rookies!

E fomos para mais uma RELARGADA! Power, Carpenter, Rossi, Pagenaud e Hunter-Reay. Power segura a ponta, Rossi força para cima de Capenter! TONY KANAAN, especialista em relargadas, toma 5 posições e assume a 9ª posição! UAU! Leist não foi nada bem e caiu para 14º.

Faltando apenas 30 voltas, tínhamos no TOP6:

E na volta 172 começaram as paradas de boxes, últimas e decisivas paradas! O primeiro deles é o líder, Will Power! Volta seguinte entral Hunter-Reay e Tony Kanaan! Próximo a entrar é Ed Carpenter, acompanhado de Rahal e Rossi.

Após as paradas ficamos com a seguinte ordem em pista:

Oriol Servia, Stefan Wilson e Jack Harvey postergam o máximo suas paradas naquele melhor estilo “aparecer para as câmeras“, e a disputa parecia estar mesmo entre Power, Carpenter e Rossi!

E faltando 11 voltas, que PENA! Todo esforço jogado fora! Tony Kanaan também perde o controle e também roda, batendo na mureta interna na sequência. Valeu também Tony! Restando até então apenas Matheus Leist entre os brasileiros, naquele momento em 18º apenas! Leist perdeu MUITO desempenho na última parte da prova, principalmente na relargada da 6ª bandeira amarela.

ÚLTIMA RELARGADA! Partimos para as últimas 7 voltas! Líder era Oriol Servia, seguido de Stefan e Harvey. Atrás deles Power, Dixon (estratégia arriscada), Carpenter e Rossi. Stefan parte para cima de Servia e ultrapassa. Harvey e Power também ultrapassam Servia. Cinco voltas para o final, Wilson e Harvey seguem na pista, impressionante! Mas na volta seguinte facilitam a vida de Power! Ambos entram nos boxes! Líder real passa a ser Power, seguido de Carpenter e Dixon!

ÚLTIMA volta, Power abre diferença importante e parte para a VITÓRIA! VEEEEENCE Will Power, vence a Penske! Largando em 3º e com corrida consistente, Power vence pela primeira vez em Indianápolis! Carpenter em uma etapa fantástica chega em 2º e Dixon, na estratégia, fecha o TOP3 da 102ª edição da INDY500! UAU! Que prova!

RESULTADO FINAL

TUDO SOBRE AS 500 MILHAS 2018

Veja abaixo tudo o que aconteceu nestas 2 semanas de INDY500, desde preparativos, treinos livres, classificação e corrida: