Início 12 Horas de Tarumã RETROSPECTIVA 2017 – PARTE 1 – Os grandes campeões e vencedores do...

RETROSPECTIVA 2017 – PARTE 1 – Os grandes campeões e vencedores do esporte a motor em 2017!

94
ENDURANCE BRASIL – Campeonato Brasileiro

E sem medo ou receio, sem dúvida alguma, 2017 foi um dos melhores anos do Endurance Brasil nos últimos tempos e com o grande apoio da Dopamina nesse processo! Um ano de continua evolução, tanto para equipes/pilotos como para a própria categoria! Foram 6 fantásticas etapas (Tarumã (2 vezes), Guaporé, Santa Cruz (2 vezes), Curitiba, Interlagos e Velo Città) e mais de 60 carros participantes nas 6 classes (GP1, P2, P3, GT1, GT2 e T).

Crédito: Dudu e Fábio Leal/MS2 (Facebook Oficial)

Ano também de retorno ao automobilismo brasileiro da Stuttgart Motorsport, que inscreveu o impressionante Porsche 911 GT3R, uma das máquinas mais fantpasticas já produzidas. E não deu outra, o numeral #20 conduzido por Marcel Visconde e Ricardo Maurício (com a participação de Max Wilson no Velocitta), venceram praticamente todas as provas, perdendo apenas para o Tubarão #05 na 1ª etapa e para o incrível AJR #28 na etapa final. Que por sinal, merece um sincero PARABÉNS pela garra e determinação durante todo o ano. Foram muitas dificuldades desde a 1ª etapa e que após a persistência conseguiram uma bela vitória na etapa final. Em resumo, na GP1, tivemos como campeões, Marcel Visconde e Ricardo Maurício. E como vice, as feras Tiel de Andrade e Franco Pasquale!

Na P2 os campeões foram Henrique Assunção e Fernando Ohashi, seguidos de Paulo Sousa e Mauro Kern. Na P3, Julio Martini e Marcelo Vianna levantaram o caneco e o vice ficou com Rafael e Gustavo Simon. Na GT1, como campeões tivemos Vilson Jr., Paulo Rutzen e Gustavo Martins, seguidos de Humberto Giacomello e André Senger. O título da GT2 ficou com Arthur Caleffi e na classe T tivemos Juarez Terres e Ricardo Terres como campeões e o vice de Pedro Ávila!

Confira a galeria com os campeões de cada categoria – as fotos são de Dudu e Fábio Leal/MS2 (Facebook Oficial):

12 HORAS DE TARUMÃ – Endurance Brasil

E não poderia jamais deixar de comentar também sobre as fantásticas 12 HORAS DE TARUMÃ, prova histórica do ENDURANCE brasileiro!

Em sua 37ª edição, destacamos a atuação impecável, brilhante do TUBARÃO #32 (Velocidade Curitiba/MC Tubarão) da classe P2 que venceu, venceu e convenceu! Grande feito de Mauro Kern, Paulo Sousa e Sérgio Ribas que deram impressionantes 555 voltas no circuito de Tarumã em duras e desafiadoras 12 horas e 01 minuto de prova! O trio andou praticamente toda a prova entre os ponteiros e com problemas com os carros da GP1, classe imediatamente superior, vimos um classe P2 faturar a edição! Parabéns! Logo atrás tivemos outro TUBARÃO (classe GP1), o de numeral #5, pilotado por Andrade/Viana/Martini! Festa completa da equipe MC Tubarão!

Festa na MC Tubarão – Foto: Cíntia Azevedo

E não poderíamos, de forma alguma, deixar de ressaltar o resultado da fé, foco, esforço e muito empenho/dedicação! Assim podemos resumir o GRANDE e MERECIDO pódio dos garotos Ian Jepsen Ely e Daniel Claudino, que assumiram a fantástica tarefa de conduzir o MCR #71 da Satti Racing por 12 Horas de prova em Tarumã! A dupla conquistou P3 na geral e em 2º na GP1. E se faltava algo para coroar a SATTI Racing em 2017, Tarumã resolveu!

Comandados por Eduardo Sattinho e apoiados por uma equipe/staff dedicada e esforçada, cravaram um P3 na classificação, mas largaram em P2 após punição ao #65 dos Ribeiros. Na prova, já na 2ª hora assumiram a ponta com Daniel Claudino no comando, mantendo um ritmo impecável, não pelo risco, mas como foi dito por Ian anteriormente, pensando na REGULARIDADE. Até a 5ª hora ainda eram líderes, entre trocas de direção entre Ian e Daniel, onde caiu para P3, entre estratégias e pits de todos. Ao final das 8ª/9ª horas o MCR #71 retornou à liderança novamente, após parada do Turabão #32, com quem realmente “disputou” até o final.

Entre as 9ª/10ª horas, após outro pit-stop do MCR #71, o Tubarão #32 assumiu novamente a ponta! Ao final da 10ª hora, mais uma parada do MCR #71 com problemas na suspensão, perde 8 voltas em relação ao #32, permite que o Tubarão #5 também o ultrapasse, assim como o #26 dos Scheer e retorna em 4º, já que logo em seguida o #27 de Machado/Pereira/Castro também entra para os boxes com problemas, perdendo também a posição para o #5 de Andrade/Viana/Martini e o #26 dos Scheer!

Mas o #71, após uma volta de retorno e ainda com problemas, retorna aos boxes! Meu Deus, mais 5 INFINDÁVEIS minutos e retornam à pista novamente! Ainda em 4º na geral (3º na GP1 que é o que vale) e 6 voltas atrás do ProtoV8 dos Scheer, Ian Ely no comando! Pouco depois o MRX #27 abandona a prova, sem chances de solução aos problemas enfrentados. Faltando 30 minutos, problemas com o #26 dos Scheer e o MCR #71 assume a terceira colocação para não mais perder! Em 4º geral ficou o #56 da classe P3, que leva a vitória em sua classe e fechando o TOP5 geral, outro GP1 de numeral #109.

Festa da Satti Racing após a prova! Foto: Satti Racing Facebook

Em resumo, PARABÉNS, nossos sinceros parabéns aos 22 carros e seus mais de 65 pilotos que disputaram prova de tamanho risco, desafio e cansaço, superando dificuldades, problemas e 12 horas, 12 horas de concentração total e esforço físico fora do comum! PARABÉNS aos nossos amigos IAN ELY e DANIEL CLAUDINO pelo feito, foram 10 horas perfeitas enquanto o carro aguentou e esse P3/P2 é muito importante, que venha 2018 com esse carro que se mostrou FORTE, muito melhor e mais confiável! PARABÉNS ao Eduardo Sattinho pela persistência e comando, em conjunto com TODA a equipe da SATTI RACING, e que equipe hein! Foram guerreiros! O caminho tá certo e vocês são fortes!

Veja: Matéria completa sobre a prova!

WEC – World Endurance Championship

Nossa, foram nada mais, nada menos que 72 HORAS de corrida em 9 etapas alucinantes em 2017, incluindo as fantásticas 24 HORAS DE LE MANS (Veja toda nossa cobertura)! Mais um ano para provar-se de que EXISTE SIM VIDA fora da F1 (longe de ser uma crítica)! Mas precisamos, principalmente nós brasileiros, observar melhor, acompanhar melhor categorias tão impressionantes quanto a Fórmula 1! Precisamos dar mais valor às nossas categorias – vide o que foi apresentado acima (Endurance Brasil)!

Foto: fiawec.com

Na LMP1, os imbatíveis Brendon Hartley, Timo Bernhard e Earl Bamber com o Porsche #2, já chegaram na etapa final no Bahrein com o título garantido! Viram a Toyota vencer a prova e com o segundo lugar, somaram 208 pontos no campeonato! Como vice campeões tivemos Kazuki Nakajima e Sébastien Buemi, ambos do Toyota. Anthony Davidson, que fecha o trio, acabou não participando de uma das provas e ficou o 3º lugar entre os pilotos!

Já na LMP2, o título tem sabor brasileiro! Com uma sofrida e suada vitória nas etapa final de 2017 no Bahrein (4ª na temporada), BRUNO SENNA, na companhia de Julien Canal e Nicolas Prost, levantou o caneco e o título de 2017 da classe! O trio chegou a ficar 46 pontos atrás do carro #38 de Jackie Chan e uma brilhante sequência de vitórias no México, Japão e China, os colocaram na disputa novamente! Tratou-se do 1º título do brasileiro e veio após conquistas interessantes na própria LMP2 em 2016 (vice) e GP2 em 2008 (vice). Apenas Nicolas, por ter faltado a 1 das etapas, acabou fechando em 3º no campeonato de pilotos!

Foto: fiawec.com

E nas classes GTE-PRO e GTE-AM, também tivemos decisões de títulos no Bahrein! Na PRO, Sam Bird e Davide Rigon levantaram o caneco com a belíssima Ferrari da AF Corse. Já na AM, os grandes campeões foram Mathias Lauda, Pedro Lamy e Paul Dalla Lana com um Aston Martin.

E que venha 2018! Com muitas novidades em regulamento e equipes! Mesmo sem a Porsche, que venha BMW, que venha independentes para a LMP1! Que começe logo!

VEJA TAMBÉM