Início Calendários 2018 STOCK LIGHT – Sai o Brasileiro de Turismo e volta a Stock...

STOCK LIGHT – Sai o Brasileiro de Turismo e volta a Stock Light – 2018

985

E a categoria de acesso à STOCK CAR, chamada de STOCK LIGHT entre os anos de 1993 e 2009, retorna em 2018! Naquele tempo tivemos como campeões grande pilotos da Stock Car “principal”, alguns ainda na ativa:

1993 – Carlos Col/George Lemonias
1994 – Nonô Figueiredo
1995 – Ariel Barranco
1996 – Alessandro Weiss
1997 – Cacá Bueno
1998 – Carlos Cunha
1999 – Mário Covas Neto
2000 – Rogério Motta
2001 – Thiago Marques
2002 – Mateus Greipel
2003 – Luís Carreira Jr.
2004 – Diogo Pachenki
2005 – Renato Jader David
2006 – Marcos Gomes
2007 – Norberto Gresse
2008 – Fabio Carriera
2009 – Rafael Daniel

Após 2009 ficamos sem uma categoria declarada OFICIALMENTE como a base da Stock Car. Ultimamente, o caminho natural dos jovens pilotos, tem sido a Sprint Race e Campeonato Brasileiro de Turismo. Falando ainda de categoria base, tivemos ainda, em paralelo entre os anos 2006 e 2009, a Stock Júnior que sagrou como campeões os seguintes pilotos:

2006 – Felipe Polehtto (Pro) – Linneu Linardi (Master)
2007 – Thiago Riberi (Pro) – Jason Oliveira (Master)
2008 – Lucas Finger (Pro) – Patrick Gonçalves (Master)
2009 – Fabio Fogaça (Pro) – João Marcelo (Master)

Foto: Stock Jr. Fonte: Marcelo Henrique Dias Abreu .’. Tomada de Tempo

A categoria infelizmente não conseguiu atrair reais interesses de montadoras, marcas e transmissões televisivas, assim o caminho não foi outro a não ser o fechamento das portas. Toda a massa “falida” foi comprada por Dito Giannetti (dono do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo) e já em 2010 criou o Campeonato Paulista de Stock Júnior, que não passou de 2011 e acabou virando o Campeonato Brasileiro de Stock Júnior em mais uma tentativa de ressuscitar a categoria nacionalmente.

Para matar a saudade, segue largada de 2009 da extinta STOCK JR. Vídeo amador, gravado por Marcelo Henrique Dias Abreu .’., diretamente do Autódromo Internacional de Curitiba/Pinhais/PR:

STOCK LIGHT

Mas voltando ao contexto da STOCK LIGHT, Rodrigo Mathias (diretor-geral da VICAR), comenta sobre os objetivos de retomar a categoria:

“A Light vem para ser a principal fonte de talentos para a Stock Car e será um requisito para jovens pilotos que desejam ingressar na categoria principal. Com um regulamento e um sistema de disputa bastante similar ao da Stock Car, a nova categoria se apresentará com os melhores requisitos de preparação e adaptação aos jovens pilotos, tornando-se imprescindível na sua formação”

Observando os principais pilotos do automobilismo nacional hoje, principalmente os que se apresentam na STOCK CAR, podemos verificar que uma BASE bem aproveitada faz toda a diferença. Cacá Bueno, Marcos Gomes, Daniel Serra, Thiago Camilo, Sérgio Jimenez, Julio Campos, Felipe Fraga, Guilherme Salas, Gabriel Casagrande são excelentes exemplos de pilotos que disputaram e venceram provas/títulos em categorias de base antes de irem para a STOCK CAR!

“É muito importante que o piloto desembarque na categoria principal o mais preparado possível. Cremos que essa novidade vem reforçar essa nossa filosofia e incrementar o aprendizado tanto dos pilotos como das equipes para que haja essa evolução com maior fluidez” – completa Rodrigo Mathias

INCENTIVOS

Para que se sustente e atraia os jovens pilotos, a STOCK LIGHT dará incentivos para os melhores pilotos: distribuindo mais de R$ 650.000,00 em premiação ao CAMPEÃO e ao MELHOR ESTREANTE do ano. E mais, ao vencedor, serão subsidiados os custos com inscrição, pneus e aluguel de motor para entrar na STOCK CAR no ano seguinte. Já o estreante melhor classificado na pontuação final terá ajuda financeira com os mesmos itens, mas para uma segunda disputa na própria LIGHT e assim, poder disputar o campeonato no ano seguinte.

SUBSTITUIÇÃO e CARROS

E para tal, a STOCK LIGHT na verdade, substituirá o CAMPEONATO BRASILEIRO DE TURISMO – categoria que “acabou” declarada a porta de entrada para a STOCK CAR nos últimos anos. Os carros serão basicamente os mesmos, sendo empurrados pelos atuais motores V8 (de menor potência que os da Stock Car). Apenas as bolhas que possivelmente serão substituídas – estima-se que serão as mesmas do Chevrolet Cruze utilizado na principal, mas nada ainda definido.

Brasileiro de Tursismo 2017 – Foto: José Mário Dias / Fotos Públicas

Os carros também estarão equipados para permitir o uso do push-to-pass e teremos reabastecimento obrigatório. A inversão de grid hoje aplicada na Stock Car também estará presente nas etapas de rodada dupla.

CALENDÁRIO

O calendário, em tese, prevê 8 etapas. Sendo 7 etapas em formato de rodadas duplas e a grande final em corrida única com pontuação dobrada. Veja aqui o calendário completo:

Marcelo Henrique Dias Abreu .·.

“Um Goiano, acolhido por Mineiros e apaixonado pela família e por esse SUL maravilhoso. Maluco e apaixonado por automobilismo (Fórmula 1, Stock Car, Turismo e as demais), o que não quer dizer especialista!” – Marcelo é o idealizador e um dos colunistas do Tomada de Tempo!