Início Endurance Brasil ENDURANCE BRASIL – Resultado Final – Que espetáculo, um show dessa turma...

ENDURANCE BRASIL – Resultado Final – Que espetáculo, um show dessa turma nos 500 KM de Curitiba/PR – 2017

112
Foto: Endurance Brasil Facebook Oficial

E neste último sábado (24/06/2017) tivemos a 2ª Etapa da Dopamina Endurance Brasil com os 500 KM de Curitiba/Pinhais/PR! Ao todo, foram 39 carros em 6 classes/categorias que fizeram da bela tarde em Pinhais (Autódromo Internacional de Curitiba – AIC) um grade espetáculo e um misto de sentimentos/momentos: emoção, adrenalina, raiva, paixão, perseverança, fé. Ao todo foram mais de 3 horas e meia de prova, abençoada por um clima atípico nesta época: Sol e Calor!

Largada tranquila, sem incidentes. O pole #28 ARJ pilotado por Juliano Moro, Cristiano de Almeida e Oswaldo Scheer conseguiram segurar a ponteira por algumas voltas, até que tiveram que abandonar, lá pela volta 8, por problemas no motor – o carro é rápido, mas precisam ainda pensar na confiabilidade do equipamento! Uma pena! Assim, a Porsche de numeral #20 de Ricardinho Maurício e Marcel Visconde assumiu a ponta. Logo atrás tínhamos o MR18 #117 de Fernando Fortes e Padron. Após trocarem de posição entre uma parada e outro nos boxes, ao final da prova Ricardinho e Visconde conquistaram a vitória!

Outro protótipo que poderia tentar bater o Porsche 911 seria o Tubarão #5 (Franco/Tiel), mas com problemas de vibração, fizeram parada a mais nos boxes e perderam tempo precioso! Não era mesmo o dia dos protótipos!

Restou então o MR18 #117 de Padron/Fortes e até tentaram. Após a primeira janela, #117 de Padron/Fortes assumiu e manteve a liderança por bom tempo, até que após a última janela, Ricardo Maurício reassumiu o Porsche e imprimiu um ritmo impressionante (Voltas na faixa de 1:19/1:20). Não deu chances e venceu! Seguido de mais 4 carros da mesma categoria (GP1): #117 (Fortes/Padron), #5 (Andrade/Pasquale), #80 (Finardi/Antunes) e #31 (Sant’anna/Freire/K.Junior).

“É um carro completamente novo em relação aos acertos. Evoluímos muito de Tarumã pra cá. Chegamos na primeira prova meio sem saber como o carro ia reagir, mas o Porsche é uma máquina espetacular e que tem uma constância em termos de velocidade e confiabilidade. Ele nos trás muita confiança para lutarmos pelas vitórias, mas que se não conseguirmos a vitória, queremos ao menos sempre subir no pódio” – Comentou Ricardinho Mauricio.

Outra boa novidade da etapa ficou por conta do retorno da Audi R8 de numeral #44, que nessa prova foi conduzida por Fabio Ebrahim e Betinho Valério! Disputando na classe GP1, teve um começo muito bom, mas infelizmente alguns problemas e incidentes tiraram as chances de pódio/vitória. Acabaram ficando em 29º na classificação geral e 11º na sua classe! Resultado da classe GP1:

1º) #20-M.Visconde/R.Mauricio, Porsche911, 136 voltas em 3horas36min52s231
2º) #117-F.Fortes/E.Padron, MR18
3º) #5-T.Andrade/F.Pasquale, Tubarão
4º) #80-A. Finardi/C.Antunes MRX
5º) #31-M.Sant`anna/W.Freire/K.Junior, Lamborghini
6º) #25-N.Faustini/M.Salla, Cobalt
7º) #71-I.Ely/D.Claudino, MCR
8º) #35-J.Bana/D.Bana, Predador
9º) #18-L.Varassin/P.Varassin/F.Poeta, MCR Lambo
10º) #65-N.Cintra/J.Ribeiro, MXR
11º) #44-B.Valerio/F.Ebrahim, Audi R8
12º) #37-S.Turvey, Scorpion
13º) #28-O.Scheer/C.Almeida/J.Moro, AJR

Em todas as classes/categorias tivemos um show de ultrapassagens, disputas e muitos incidentes! Tivemos ao todo 7 intervenções do Safety Car, somando quase 30 voltas! Mas felizmente sem incidentes/acidente graves.

Na classe P2, o grande vitorioso foi o numeral #07 (MRX) levado por Marcelo Campagnolo e Aldoir Sette! Mas não foi fácil, a dupla do Tubarão #32 não deu moleza, mas acabaram mesmo em 2º (Mauro Kern e Paulo Sousa). Fechando o pódio tivemos André Varassin, Leandro Totti e Rodrigo Belinatti no belo Spyder #78 que fez sua estreia em Curitiba. Parabéns pelo pódio já na estreia! Resultado da P2:

1º) #7-M.Campagnolo/A.Sette, MXR,131 voltas em 3horas37min59s438
2º) #32-M.Kern/P.Sousa, Tubarão
3º) #78-A.Varassin/L.Totti/R.Belinatti, Spyder
4º) #3-C.Crestani/J.Sala, Tornado
5º) #226-C.Leoni/M.Marcondes/L.Borguesi, Spyder
6º) #75-H.Assuncao/F.Ohashi, MRX

E na P3, domínio total de outro Tubarão, o de #69 com Julio Martini e Marcelo Vianna. Venceram mais uma vez e mantém a invencibilidade, já que levaram o caneco de ouro na 1ª etapa também. Mesmo com dificuldades na sexta, com problemas no carro, conseguiram levar o carro até o final e subindo ao ponto mais alto do pódio! Na pista tiveram o incômodo dos adversários até a 2ª hora de prova, quando a dupla R. Simon e G. Simon tiveram problemas com o MXR #56. Depois disso, caminho aberto para a vitória!

“Tivemos um resultado excelente, mais uma vitória importantíssima para o campeonato, apesar das dificuldades na prova. Nosso carro era bem mais rápido no miolo do que o protótipo dos Simon’s. Na reta, eles eram mais rápidos, por isso na primeira metade da prova trocamos bastante de posição. Quando eles tiveram problemas, conseguimos abrir e depois foi só manter o carro na pista. Estou muito feliz com o resultado e com nossa performance” – comentou Marcelo Vianna!

Atrás deles, tivemos o Gol #8 do trio Valter Martins, Fernando Martins e José Vilella. Na pista, tivemos ainda Rodrigo Bonora e Ricardo Holtimann com o Spyder #131 em terceiro, Penques, R. Furquim e Leoni com outro Spyder #79 e fechando o TOP5, a turma da Satti Racing: Mallaco, Cignetti e Avila com o MCA #96.

Pódio da classe P3 – Foto: Facebook de Mallaco Maan / Piloto #96 – Satti Racing

Fato interessante se deu em relação ao #96, em que a equipe Satti Racing mostrou que qualquer esforço para manter ou devolver um carro à pisa VALE SIM MUITO A PENA! Com problemas na embreagem no numeral #96, a equipe teve que trocar peças do carro para tentar devolver o carro à disputa! FELIZMENTE, após muito tempo de trabalho, o #96 retornou à pista e com a penalização (em tese) de 2 carros à sua frente, foi anunciado pela direção da prova que Mallaco, Cignetti e Avila (que chegaram em 5º) deveriam subir para receber o troféu de 3º lugar! Fantástico, principalmente para mim, que presenciei a garra, a vontade dessa equipe, incluindo pilotos, chefe da equipe e os mecânicos! E junto com eles, nós do TOMADA DE TEMPO, subimos também ao pódio (no bom sentido claro), já que o carro #96 foi adesivado com nossa marca, uma surpresa MUITO agradável que recebemos dessa equipe muito bacana!

Assim, o resultado final da categoria P3 foi a seguinte:

1º) #69-M.Vianna/J.Martini Tubarao, 126 voltas em 3horas37min36s440
2º) #8-V.Martins/F.Martins/J.Vilella, Gol
3º) #131-R.Bonora/R.Holtimann, Spyder
4º) #79-V.Penques/R.Furquim/C.Leoni, Spyder
5º) #96-A.Cignetti/Mallaco/P.Avila, MCA
6º) #56-R.Simon/G.Simon, MXR
7º) #40-A.Pardo/D.Pardo, Aldee

Na classe de Grand Turismo, a GT1, a vitória ficou com os gaúchos Andre Senger e Beto Giacomello com o Sonic #17. Em segundo tivemos a Ferrari Vermelha de numeral #155 sob o comando de Ricardo Mendes, Carlos Kray e Telmo Tecchio – os líderes do campeonato! Fechando o TOP3, a LINDA BMW #64 com Henry Visconde e Sergio Ribas.

1º) #17-A.Senger/H.Giacomello, Sonic, 125 voltas em 3horas38min22s439
2º) #155-R.Mendes/C.Kray/T.Tecchio, Ferrari
3º) #64-H.Visconde/S.Ribas, BMW
4º) #46-P.Rutzen/V.Verardi/G.Martins, Lamborghini
5º) #10-P.Ventura/P.Ferter/M.Karam J.Cordova, Lambo

Na classe 2 da GT (Grand Turismo – GT2), o pódio foi construído por Borlenghi e Raphael Reis com o Stock Car #99 em primeiro lugar, em segundo Reinaldo Rena e Roberto Rossatti com o outro Stock Car de numeral #100. Fechando a conta, Bucci e Hofig com o Linea #66. Resultado final da GT2:

1º) #99-G.Borlenghi/R.Reis, StockCar, 72 voltas em 3horas25min29s572
2º) #100-R.Rena/R.Rossatti, StockCar
3º) #66-E.Bucci/B.Hofig, Linea

E na categoria T, com a desclassificação do numeral #30 dos Sermann, caminho livre para Juarez Terres, Ricardo Terres e Pedro Ávila no Gol #88. Ficaram em 21º no geral e deram 107 voltas em 3horas38min35s653.

RESULTADO FINAL – CLASSIFICAÇÃO GERAL

PRÓXIMA ETAPA

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Endurance será em 28 e 29 de julho no Autódromo de Interlagos – São Paulo. Veja o calendário completo!

EM BREVE

Em breve nossa galeria de fotos e as impressões do Tomada de Tempo, nas palavras de Marcelo Henrique, dos 500 KM de Curitiba! Agradecemos a DOPAMINA pela liberação do acesso ao evento e um forte abraço à SATTI Racing pela parceria e apoio nos 2 dias de evento. E assim podemos resumir o carinho e a parceria dessa turma com o Tomada de Tempo! Valeu Eduardo Sattinho, Ian Ely e Daniel Claudino! Valeu Endurance Brasil e claro, Dopamina!