Início Fórmula 1 FÓRMULA 1 – Programação, horários e transmissão – GP da Itália –...

FÓRMULA 1 – Programação, horários e transmissão – GP da Itália – Monza – 2016

110
Foto: Foto Studio Colombo / Pirelli / Fotos Públicas
Foto: Foto Studio Colombo / Pirelli / Fotos Públicas

E pra quem precisaria de mais tempo para descansar da emocionante etapa na Bélgica, se complicou! Neste final de semana (02 – 04/09/2016) teremos o Grande Prêmio da Itália, pela 14ª etapa da temporada de 2016. O palco será o lendário, veloz e incrível circuito de Monza. Serão 53 voltas no circuito de 5793 metros, somado a um conjunto perfeito entre retas e curvas de baixa/alta. O record do circuito é de Rubens Barrichello em 2004 com 1:21.046. Esta etapa significa o fim da fase europeia e o circo da F1 segue para a ásia (Cingapura, Japão e Malásia).

Fonte: F1.com
Fonte: F1.com

O maior vencedor do GP da Itália é o grande Michael Schumacher com 5 vitórias em 1996, 1998, 2000, 2003 e 2006. Os brasileiros são destaque também, Nelson Piquet venceu em 1980, 1983, 1986 e 1987. Barrichello venceu 3 vezes (2002, 2004, 2009) e Ayrton Senna ficou com o troféu em 1990 e 1992.

Este ano chegamos à Itália com a seguinte situação no campeonato: Hamilton com 232 pontos, seguido do companheiro Nico com 223. O resto, é encabeçado por Ricciardo (151 pontos), seguido de Vettel com 128 e fechando o TOP6, Kimi (124) e o garoto Verstappen (115). A tendência é termos mais um show da Mercedes e com fortes tendências de que Hamilton repita o feito de 2015 (veja como terminou a etapa em 2015). Ainda mais pelo show que o inglês deu em Spa-Francorchamps na semana passada, onde largou em 21º e chegou ainda em 3º, mantendo-se na liderança do mundial apesar da vitória de Rosberg. Já Rosberg talvez tenha sua chance de reverter o momento psicológico, mostrar que tem força para bater Hamilton e ainda buscar o título.

A Ferrari, na tentativa de conter a Red Bull, que tem a 3ª posição no mundial dom Ricciardo, resolveu torrar as últimas fichas (literalmente) de desenvolvimento e utilizará o motor mais atualizado disponível (terá que utilizá-lo até o final do campeonato). Com esta escolha, os pilotos ficam nos limites de trocas de peças da unidade de potência/motor.

E falando em Ferrari e Red Bull, F1 sem polêmica não é F1. Até hoje, uma semana após os incidentes entre Verstappen, Kimi e Vettel no GP da Bélgica, o tema ainda é discutido. A bola da vez é a declaração de Max sobre os motivos que o levaram a tanta agressividade e atitudes. O garoto insinuou que a colisão do trio na curva 1 logo após a largada foi o que o motivou sua “vingança” durante o restante da corrida: “Quando eles fazem algo assim, não vou desistir da minha posição facilmente depois” – Max Verstappen.

Já Kimi Raikkonen se mostra preocupado com tais atitudes e insinuações: “Se alguém diz que durante uma corrida e faz algo por causa do que aconteceu anteriormente, isso é vingança sim. Isso não é correto, fazer algo de propósito, devolvendo algo que aconteceu antes. Todos cometemos erros e todos irão cometer! Você apenas tem que aceitar. Dentro de um F1 não é o lugar para agir de maneira idiota e retribuir algo”.

Vamos ver como irão se comportar neste domingo 04/09/2016! Mas mudando de assunto, a boa notícia é que Kevin Magnussen estará na pista este final de semana! Após o grave acidente na Bélgica e avaliações médicas, o piloto foi liberado para comandar a seu carro amarelo.

Quanto aos pneus, a Pirelli disponibilizou os pneus supermacios pela primeira vez em Monza. Além deles, teremos também os macios e médios! Mais uma vez a estratégia será mais que importante e a tendência é que a maioria opte por apenas 1 parada, principalmente por ser a corrida mais rápida do ano! O uso dos vermelhinhos pode ser mais complicado devido o calor, mas mesmo assim a quantidade de supermacios escolhida pelas equipes é muito maior que os demais compostos. Veja abaixo:

Fonte: Pirelli
Fonte: Pirelli

APOSENTADORIA

E como é difícil um final de semana sem alguma polêmica ou alguma notícia bombástica no circo da F1, desta vez foi a vez de Felipe Massa “causar”.

O piloto acabou com qualquer mistério e boato! Massa confirmou sua aposentadoria da F1 no final de 2016. Após 14 temporadas, 11 vitórias, 16 poles, 15 voltas mais rápidas, 41 pódios e 1 vice-campeonato (2008), o brasileiro vai realmente deixar a categoria! Em fala ao site motorsport.com, o brazuka explica:

“Na carreira de um piloto de F1, há momentos muito especiais e o que vou contar neste momento faz com que eu me emocione bastante. Nestes últimos meses, refleti bastante sobre meu futuro e tomei uma decisão complicada, ao fim desta temporada vou deixar a Fórmula 1. A vida nos apresenta uma série de decisões e acho que é o momento em que tenho fazer algo diferente. Pode ser que eu volte a pilotar um carro de corrida, mas a única coisa é que agora terei tempo para decidir meu futuro”.

Ainda, explica o motivo de avisar apenas em Monza: “Escolhi Monza para anunciar minha saída da F1 pois há dez anos, no mesmo lugar, um outro piloto anunciou que estava saindo. E querendo ou não, ele foi o piloto que mais influênciou na minha carreira, o Schumacher. Em 2006, fui elevado a piloto titular da Ferrari, mas me disseram que em 2007 chegaria o Kimi e desta forma, em tese, minha experiência na equipe poderia ter sido por somente uma temporada. A saída de Michael me garantiu continuar na Ferrari para as temporadas seguintes. Dez anos depois deste dia, no mesmo lugar, decidi anunciar minha decisão”.

Foto: Facebook Felipe Massa Fans
Foto: Facebook Felipe Massa Fans

PROGRAMAÇÃO, HORÁRIOS e TRANSMISSÃO

Sexta-feira – 02/09/2016

  • Fórmula 1 – GP da Itália – Treino Livre 1 – 05:00 – SporTV
  • Fórmula 1 – GP da Itália – Treino Livre 2 – 09:00 – SporTV2

Sábado – 03/09/2016

  • Fórmula 1 – GP da Itália – Treino Livre 3 – 06:00 – SporTV
  • Fórmula 1 – GP da Itália – Classificação – 09:00 – SporTV (GRID DE LARGADA)
  • Fórmula 1 – GP da Itália – FLASH Classificação – 09:57 – GLOBO

Domingo – 04/09/2016

  • Fórmula 1 – GP da Itália – Corrida – 09:00 – GLOBO (RESULTADO FINAL)

PRÓXIMOS ANOS

Mesmo sem uma assinatura OFICIAL, está praticamente garantido um acordo para Monza sediar por mais 3 anos o GP da Itália de Fórmula 1. Tal informação foi anunciada por Bernie Ecclestone e Angelo Sticchi Damiani (Automóvel Clube da Itália) nesta sexta-feira! Sobre o acordo, Bernie cita:

“Estamos apenas acertando pequenos detalhes e queremos assiná-lo na Inglaterra. O contrato é de apenas três anos, mas espero que possamos continuar correndo aqui por mais 100”.

Nós do Tomada de Tempo estamos torcendo!