Início Moto GP MOTO GP – Resultado Final – 7ª Etapa – Catalunha/Barcelona – 2016

MOTO GP – Resultado Final – 7ª Etapa – Catalunha/Barcelona – 2016

52
2
COMPARTILHAR
Foto: Twitter Oficial - Moto GP
Foto: Twitter Oficial – Moto GP

E no final de semana marcado pela tristeza, pela dor e pela falta que Luis Salom fará ao mundo da motovelocidade, tivemos a 7ª Etapa do mundial de Moto GP na Catalunha (05/06/2016). Em virtude do acidente fatal na Moto2 no sábado, a prova foi disputada em traçado diferente, com objetivo de aumentar a segurança.

Duas semanas atrás, Valentino Rossi viu os espanhóis vencerem em sua casa (Itália). Mas neste domingo, Rossi largou apenas em quinto lugar, caiu para 8º na largada, mas deu um show na pista e conquistou a sua 2ª vitória na temporada. Ainda na volta #1, Valentino já tinha recuperado 2 posições. No início da volta #2 ultrapassou Iannone (que viria a ser o nome da corrida em outro sentido) e seu futuro companheiro, Viñales. Mais uma volta e o próximo da fila foi Pedrosa com sua Honda. Rossi já era 3º.

Mais algumas voltas e após ultrapassar Marc Márquez na 6º rodada, Rossi superou o companheiro e rival JORGE LORENZO na volta seguinte (7ª). E neste momento começou o martírio do atual campeão! Lorenzo perdeu posição para Rossi, em seguida para Marc e Pedrosa. Na 12ª volta foi ultrapassado por Vinãles. E o que já estava ruim, ficou pior! Iannone atingiu o espanhol por trás (curva 10) restando apenas 9 voltas para o final e ambos foram ao chão! PUNIÇÃO: Andrea Iannone irá largar da última colocação no próximo GP em Assen – 26/06/2016. Os comissários entenderam que Iannone foi imprudente na tentativa de ultrapassagem. Iannone tentou usar a telemetria para provar que não teve culpa, mas não colou! Segunda vez no ano que o piloto acerta alguém por trás! Na Argentina derrubou seu companheira de equipe e tirou ambos da prova.

Faltando 3 voltas, Márquez conseguiu ultrapassar Valentino, que não deixou barato e na última volta deu o troco, garantindo a vitória! Mesmo com o segundo lugar, Marc assumiu a liderança (125 pontos) do campeonato com 10 pontos à frente de Lorenzo e 22 de Rossi. Pedrosa, em prova excelente, fechou o pódio.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS- MOTOGP Oficial – Youtube

video

“Eu estava na frente por toda a corrida, estava dando tudo de mim, mas infelizmente não fui capaz de abrir uma boa diferença para Marc. Sabia que seria difícil. Estava preocupado no final, porque ele passou por mim, mas quando o vi na frente, percebi que poderia voltar a liderar. Quando eu tentei outra vez, consegui ter um pequeno espaço, que é tão importante para chegar na última volta. É uma grande vitória, uma das melhores da minha carreira e é por Luis Salom e para toda a sua família” – Valentino Rossi

“Hoje foi uma corrida muito difícil para mim, porque sei que com a alta temperatura eu teria mais dificuldades. Na corrida tive alguns bons momentos e estava no limite no final. Tentei, mas também quando fui informado que Lorenzo havia abandonado, a estratégia mudou um pouco. Mas o importante é que tivemos uma grande batalha com Valentino e que as pessoas gostaram. Esta batalha é para Luis Salom” – Marc Márquez

RESULTADO FINAL

1 – Valentino ROSSI – Movistar Yamaha MotoGP – Yamaha – 44’37.589
2 – Marc MARQUEZ – Repsol Honda Team – Honda – +2.652
3 – Dani PEDROSA – Repsol Honda Team – Honda – +6.313
4 – Maverick VIÑALES – Team Suzuki Ecstar – Suzuki – +24.388
5 – Pol ESPARGARO – Monster Yamaha Tech 3 – Yamaha – +29.546
6 – Cal CRUTCHLOW – LCR Honda – Honda – +36.244
7 – Andrea DOVIZIOSO – Ducati Team – Ducati – +41.464
8 – Alvaro BAUTISTA – Aprilia Racing Team Gresini – Aprilia – +42.975
9 – Danilo PETRUCCI – OCTO Pramac Yakhnich – Ducati – +45.337
10 – Hector BARBERA – Avintia Racing – Ducati – +46.669
11 – Jack MILLER – Estrella Galicia 0,0 Marc VDS – Honda – +49.514
12 – Stefan BRADL – Aprilia Racing Team Gresini – Aprilia – +55.133
13 – Eugene LAVERTY – Aspar Team MotoGP – Ducati – +57.974
14 – Tito RABAT – Estrella Galicia 0,0 Marc VDS – Honda – +1’00.141
15 – Michele PIRRO – Avintia Racing – Ducati – +1’00.429
16 – Scott REDDING – OCTO Pramac Yakhnich – Ducati – +1’16.269
17 – Yonny HERNANDEZ – Aspar Team MotoGP – Ducati – 1 Volta
Não terminaram:
Aleix ESPARGARO – Team Suzuki Ecstar – Suzuki – 7 Voltas
Jorge LORENZO – Movistar Yamaha MotoGP – Yamaha – 9 Voltas
Andrea IANNONE – Ducati Team – Ducati – 9 Voltas
Bradley SMITH – Monster Yamaha Tech 3 – Yamaha – 19 Voltas

COMO GOSTO: GERANDO POLÊMICA ONDE NÃO EXISTE

Deixa ver se consigo colocar corretamente as próximas palavras! Mas, em momentos de crise e dificuldades que normalmente separamos joio do trigo! Em momentos como este, em que a MOTO VELOCIDADE passa por uma forte dor, que conseguimos diferenciar realmente os “P”ILOTOS dos “p”ilotos.

Antes de continuar, quero deixar claro que SIM… SIM… serei totalmente PARCIAL neste momento e SIM, exaltarei a minha satisfação por termos pilotos como Rossi no mundo!

De um lado JORGE LORENZO, atual campeão, tecnicamente muito forte e certamente favorito ao título 2016! Falastrão, reclamão e FOCADO apenas nos seus interesses! O piloto, após a MORTE de Luis Salom neste final de semana, teve a cara de PAU de dar a entender que as mudanças efetuadas na pista para garantir minimamente a segurança, FAVORECERAM a HONDA e por isso não conquistou a pole position! Ao invés de se preocupar com a SUA própria segurança e mais, com a segurança dos demais, o espanhol estava mais preocupado se conseguiria bater Marc na pista e garantir mais uns pontinhos! Mas o destino normalmente é cruel e cobra caro! Na corrida deste domingo, Lorenzo se envolveu em acidente com Iannone e abandonou a corrida! O que estava ruim segundo o próprio, ficou pior… merecidamente! Quem sabe não é um freio do destino para que o “p”iloto possa refletir e repensar a carreira! E digo… não tenho qualquer dúvida quanto a capacidade técnica do piloto, é um dos melhores! Mas, um verdadeiro piloto não se faz apenas dentro da pista e temos muitos exemplos!

Por outro lado, e este é um dos exemplos que podemos utilizar para contrapor o dito acima, está VALENTINO ROSSI… o famoso VR46. O piloto que se mostrou transtornado com o acontecido na Moto2 e que culminou na morte precoce de Luis Salom. O piloto que em momento algum colocou a culpa de seu 5º lugar no grid de largada na alteração do circuito, mesmo que isso seja realmente uma realidade! O campeão… CAMPEÃO que após a corrida e uma bela batalha com seu antigo amigo Marc Márquez, entendeu que este era o momento… o MOMENTO de “normalizar” as coisas (como dito pelo próprio). VR46 cumprimentou verdadeiramente o espanhol Marc Márquez após a prova, estendeu a mão, olhos nos olhos, deu à motovelocidade a esperança de que aquela vibração em conjunto, aquela emoção compartilhada, possa um dia retornar! E de tudo que aconteceu no final de semana, o SHOW de Rossi na pista, o acidente entre Lorenzo e Iannone, o falecimento de Salom… a imagem que realmente marca é a seguinte:

Foto: Repsol - Aperto de mãos entre Valentino e Marc após a prova. Paz? De coração?
Foto: Repsol – Aperto de mãos entre Valentino e Marc após a prova. Paz? De coração?

“A relação não voltará a ser como antes. É normal. Mas entendi que era necessário tratar de normalizar as coisas. Depois do que aconteceu este fim de semana, era a coisa certa a se fazer” – Declarou Rossi

“É uma coisa que creio que o motociclismo merecia. Era o melhor dia pra fazer isso: tivemos uma batalha bonita, em um fim de semana eles viram que todos os pilotos são humanos e temos de nos respeitar, porque nunca sabemos o que vai acontecer” – completou Marc Márquez

E assim a vida continua, altos e baixos, conquistas e derrotas! Mas é neste clima de esperança, de respeito que finalizo este post e desejo a todos uma ótima semana!

PRÓXIMA ETAPA

A próxima e 8ª etapa do Mundial de Moto GP será em 26 de junho de 2016 – Holanda – Assen. Veja o calendário completo!

Marcelo Henrique Dias Abreu .·.

“Um Goiano, acolhido por Mineiros e apaixonado pela família e por esse SUL maravilhoso. Maluco e apaixonado por automobilismo (Fórmula 1, Stock Car, Turismo e as demais), o que não quer dizer especialista!” – Marcelo é o idealizador e um dos colunistas do Tomada de Tempo!