Início Fórmula 1 FÓRMULA 1 – Resultado Final – GP do México – 2015

FÓRMULA 1 – Resultado Final – GP do México – 2015

71
Fonte: FOTO STUDIO COLOMBO / PIRELLI / Fotos Públicas
Fonte: FOTO STUDIO COLOMBO / PIRELLI / Fotos Públicas

Neste domingo (01/11/2015), véspera de feriado, tivemos o retorno da Fórmula 1 ao México, especialmente ao Autódromo Hermanos Rodríguez.

ANTES de mais nada, peço desculpas pela falta da transmissão em TEMPO REAL do GP do México aqui no Tomada de Tempo (Graças a problemas técnicos no combo TV+INTERNET). Quem acompanhou o treino classificatório no sábado, OBRIGADO pela companhia (veja como foi)! Espero contar com a participação de vocês no GP do Brasil! ainda, aproveito para agradecer as 9000 page views no portal apenas este final de semana!

Maaaaaas voltando ao que realmente interessa, este formato “estádio” de parte das arquibancadas no Hermanos Rodríguez, proporcionou ao público e claro, aos pilotos e equipes uma sensação maravilhosa! A presença intensa (+100 mil) dos fãs nas dependências do Autódromo Hermanos Rodríguez devolveu ao circo da F1 a euforia e emoção dos tempos de Ayrton Senna nos GPs do Brasil! Mesmo com um piloto apenas “de futuro” e em uma equipe mediana, o México abraçou o evento! Sem dúvida alguma, em 2015, o retorno aos palcos apimentados do México foi o MAIOR acerto da categoria! Saiba um pouco mais sobre este retorno e sobre o autódromo clicando aqui!

Já em relação à corrida, chata em alguns momentos, LOOOONGE de ser um GP dos EUA 2015, mas com alguns acontecimentos interessantes e que acabou levantando a “torcida”. No fim, NICO ROSBERG conseguiu segurar o companheiro Luizinho e levantou o troféu de ouro! Ainda, graças ao abandono de Vettel, o bebê chorão (Rosberg) vê seu vice-campeonato mais perto e praticamente garantido! Foi a 4ª vitória do 2º piloto da Mercedes na temporada e soma agora 272 pontos, retomando o 2º lugar de Vettel! Em terceiro tivemos, de forma fantástica, o finlandês Valteri Bottas da Williams. Na sequência tivemos o russo Kvyat (Red Bull), o australiano Ricciardo em 5º e Felipe Massa em 6º. Hulkenberg e o piloto da casa Sergio Pérez ficaram, respectivamente, em 7º e 8º lugar.

“É inacreditável para ele. Eu senti pena de Nico porque sei como é ser ignorado o tempo todo e a pior coisa é quando você mesmo estraga a sua própria corrida e o outro cara é campeão. Isso é a pior coisa que pode acontecer a um piloto de corridas. Por isso, é bom que esta prova tenha sido assim, uma reviravolta, porque assim ele vai recuperar a confiança e vai continuar lutando” – Lauda sobre a vitória de Rosberg no México!

O campeão, Hamilton, disse que era praticamente impossível “pegar” Rosberg: “Foi uma boa corrida, a equipe fez um grande trabalho, Nico guiou muito bem, ele não cometeu erros, mas é muito difícil de seguir um outro carro aqui. Eu estava forçando todo o tempo, mas você simplesmente não pode seguir. Assim que você chega perto você perde a aerodinâmica e ele a tinha perfeita, por isso era impossível chegar perto o suficiente. Eu tinha um bom ritmo, mas assim que você chega mais perto você perde downforce”.

A largada contava com extremos interessantes, Nico/Hamilton na fila #1 e ao final do grid os grandes Alonso/Kimi/Button (3 campeões). Diferentemente do que se imaginava, a largada foi MUITO tranquila (até demais)! “Coisas legais” apenas com Kvyat ganhando a briga com Vettel, que teve seu pneu furado após disputar também com Ricciardo (Red Bull vs Ferrari). Vettel teve que antecipar a parada nos boxes e complicou sua corrida! E ao final da 1ª volta, Alonso e sua batedeira elétrica abandonam com novos problemas no motor! “Estou indo para o aeroporto e irei tentar esquecer essas duas corridas o mais rápido possível” – Disse o bicampeão!

Final da 1ª volta e tínhamos Rosberg, Hamilton, Kvyat, Ricciardo, Bottas, Verstappen, Massa, Pérez, Hulkenberg e Sainz. O outro brasileiro Nasr em 14º apenas e para variar com dificuldades nos freios de sua Sauber!

Tirando os 365,5 km/h de Felipe Massa e 366,2 km/h de Vettel ao final da grande reta, a corrida em geral foi nada animadora! Sem disputas por posições, as disputas ficaram focadas nas estratégias de paradas nos boxes! Até que, aos 20 e poucos minutos, Kimi Raikkonen já estava em 6º (mesmo largando em 19º) e se envolveu em batida com Bottas! Uhhhhhhh quêêêêêêêêêêêêêêê? Novamente com Bottas?!? Sim meus caros, mas desta vez em situação inversa! Em ultrapassagem de Bottas para cima do piloto da Ferrari, a Williams toca na roda traseira de Kimi e fim de prova para o carro vermelho! O vídeo abaixo mostra postura corajosa de Bottas, mas mesmo assim, o piloto ainda tentou freiar e evitar a colisão! Mas não é a visão do piloto da Ferrari: “Talvez ele se sinta melhor agora, pelo que aconteceu na Rússia. Não tenho nada contra ninguém. E se ele tem uma sensação melhor agora, isto é bom para ele. As coisas têm uma certa maneira de se resolverem a longo prazo” – Kimi em referência ao acontecido no GP da Rússia, semanas atrás! Clique aqui e entenda!

https://www.youtube.com/watch?v=9nkVWDTaxLg

Sobre o acidente, ninguém punido e para evitar mais polêmicas, Raikkonen fecha o assunto quando questionado sobre o culpado: “Não há razão para isso. Um vai dizer que a culpa é dele, outro vai dizer que é minha culpa. O que você está tentando encontrar? Alguém para culpar? Não ajuda em nada. Temos comissários diferentes em cada corrida, e se você perguntar a 10 pessoas, todas terão uma visão diferente”.

Em resumo, fim de prova para o piloto da Ferrari que deixa o México com um gostinho bem amargo! Vettel em dia de Maldonado, teve pneu furado, rodou e ainda acabou no muro de proteção! Sim… sim… abandonou a corrida também! Na volta 52, Vettel perde o controle na curva 7 e bate na barreira de proteção! Mas vale dizer, erra quem anda no limite e sim, Vettel estava no limite e em franca recuperação! É a primeira vez, desde o GP da Austrália de 2006, que os 2 pilotos da equipe abandonam uma prova! Além disso, a última vez que a Ferrari não pontuou foi no Japão/2014 (20 etapas).

https://www.youtube.com/watch?v=qpeWXlT-Khw

Safety Car em virtude do acidente de Vettel! Rosberg era o líder, seguido de Hamilton, Kvyat, Bottas, Ricciardo, Massa, Hulkenberg, Pérez, Verstappen e Grosjean. Nasr milagrosamente ainda em 14º. Na relargada (volta 58), Rosberg tracionou melhor e conseguiu manter a liderança. Bottas conseguiu ultrapassar Kvyat para assumir a 3ª posição. E para terminar com mais um final de semana dramáááááático, Nasr tem problemas nos freios e abandona no setor “estádio”.

Os carros da Mercedes até que davam a entender que a coisa não estava resolvida, mas não foi o que aconteceu! Rosberg liquidou a fatura e levou sua 4ª vitória no ano! Bottas segurando Kvyat para garantir seu pódio, já seu companheiro queria muito se aproximar das Red Bulls, mas tinha que conseguir segurar Hulkenberg, que foi muito melhor que Perez neste final de semana! O piloto da casa, Perez, tenta justificar seu resultado mediano (jogando em casa) e culpa o Safety Car.

“Isso destruiu totalmente a minha corrida e, ao mesmo tempo, me causou dificuldades para terminar. Todos os pilotos ao meu redor pararam, só eu fiquei na pista com o mesmo jogo de pneus médios, que já tinha mais de 30 voltas. Arriscar aqueles pneus foi um grande desafio. Segurar Verstappen atrás com macios novos e fazer os pneus durarem até o final com os problemas de freio foi duro. Foi difícil manter o carro na pista sem cometer erros, porque teria sido um desastre se eu tivesse errado naquele momento”.

RESULTADO FINAL – GP do México 2015

resultado_final

MUNDIAL DE PILOTOS (TOP 10)

1º Lewis Hamilton – 345 pontos
2º Nico Rosberg – 272
3º Sebastian Vettel – 251
4º Valtteri Bottas – 126
5º Kimi Raikkonen – 123
6º Felipe Massa – 117
7º Daniil Kvyat – 88
8º Daniel Ricciardo – 84
9º Sergio Perez – 68
10º Max Verstappen – 47

PRÓXIMA ETAPA

A próxima etapa será nada mais, nada menos que no BRASIL – Interlagos! Veja o calendário completo!

FOTOS DO FINAL DE SEMANA